07/08/20 - 12:46:36

Dia Nacional: hábitos saudáveis auxiliam no combate ao colesterol

O dia 8 de agosto é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, data criada para a conscientização e prevenção de doenças cardiovasculares, principalmente o infarto e o acidente vascular cerebral. Há dois tipos de colesterol: o HDL, considerado “colesterol bom”; e o LDL, denominado “colesterol ruim”. Pensando nisso, o cardiologista do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Renato Mesquita, ressalta que a prática de hábitos simples como alimentação saudável, atividade física e exames regularmente ajudam a prevenir o colesterol elevado no sangue e manter as taxas reguladas.

“Uma dieta saudável evitará, futuramente, doenças cardiovasculares, para isso, é necessário controlar o consumo de certos tipos de alimentos dando preferência aos nutrientes necessários para corpo e mente saudáveis. Exercício físico, comer e dormir bem são aconselháveis para ter boa saúde, evitar bebida alcoólica, fumo e alimentos gordurosos são outras recomendações. O colesterol é uma doença para todas idades, por isso a importância de uma alimentação saudável, além de fazer exames de sangue regularmente para controle”, explicou o médico.

Uma dieta balanceada é importante para o controle das taxas de colesterol e podem ser ricas em frutas, verduras, legumes, fibras e grãos, por exemplo, e pobre em gordura saturada, como leite integral em excesso, manteiga, frituras e carne gorda. Por se tratar de uma doença silenciosa e perigosa, muitas vezes, o uso de medicação é aconselhável pelo médico para ajudar no controle do colesterol.

Covid-19

Com a pandemia da Covid-19, um alerta importante também é com o sedentarismo e a alimentação pouco saudável que está sendo criada tanto para os adultos como para as crianças. É preciso atenção com o colesterol familiar. “Como muitas crianças estão em casa e sem as atividades físicas diárias de correr e brincar, eles acabam ficando no celular, computador, televisão e mudando seu estilo de vida. Os pais devem estar atentos a essa situação e equilibrar a alimentação das crianças, com frutas, verduras, além de sucos naturais”, completou Renato Mesquita.

Fonte e foto SES