10/08/20 - 17:02:25

Energisa já destinou mais de R$ 8 milhões para ações de combate ao Covid-19 em todo país 

Doação de cestas básicas, máscaras de proteção e manutenção de ventiladores estão entre as ações. Ações beneficiaram moradores de 11 estados.

O Movimento Energia do Bem já promoveu cerca de 40 ações para o enfrentamento da crise humanitária provocada pela Covid-19 em todos país. A iniciativa é do Grupo Energisa, que atua na distribuição de energia elétrica em 11 estados e já destinou mais de R$ 8 milhões à iniciativa. As ações vão desde a doação de mais de 6,7 mil máscaras do tipo N95 a hospitais de estados em que está presente, distribuição de 500 protetores faciais a hospitais de Minas Gerais e Nova Friburgo (RJ), doação de recursos para a Fiocruz produzir testes rápidos para diagnóstico da doença, além da doação de alimentos e materiais de higiene e limpeza para instituições que cuidam de idosos.

Uma nova etapa das ações já está em desenvolvimento. Ela prevê a doação de cestas básicas que serão compradas e distribuídas localmente, sob a coordenação da Unesco. A proposta do Grupo Energisa é contribuir com a retomada da economia em todos os níveis. Em Minas Gerais, o Grupo doou R$ 1,9 milhão para o projeto Estímulo Minas 2020, que viabiliza crédito rápido e subsidiado a micro e pequenos empreendedores do estado. Com isso, proporcionou capital de giro no valor equivalente a até um mês de faturamento das empresas beneficiadas. “A pandemia e seus impactos atingiram a população e empresas de todos os portes. É o momento de fortalecermos nossos laços e buscarmos ações integradas, para nos apoiarmos mutuamente”, afirma a vice-presidente de pessoas, Daniele Salomão.

Outra iniciativa, voltada para micro e pequenas empresas, mobiliza empresas regionais para a produção de itens para as empresas do Grupo Energisa, como máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). “Vimos a necessidade de contribuir com a nossa comunidade de diversas formas. Estamos priorizando a aquisição dos nossos produtos das pequenas empresas nos estados em que atuamos para contribuir com a geração de renda desses empresários tão afetados pela crise da Covid-19”, afirmou a gerente de Sustentabilidade do Grupo Isabel Perez de Vasconcellos.

Ações em Sergipe

Aqui no Estado, várias ações dentro dessa rede de solidariedade já foram realizadas, como as doações de 2 ventiladores mecânicos para o Hospital de Cirurgia, 300 máscaras N95 para o Ipesaúde e essa mesma quantidade para o Hospital de Cirurgia, e de mais de 700 itens (entre roupas adulto e infantil, calçados e brinquedos) para a Creche Almir do Picolé, fruto de uma campanha interna realizada pelos colaboradores da Energisa.

Além disso, a empresa teve a iniciativa de contribuir com o preparo da rede elétrica que fornece energia às estruturas dos Hospitais de Campanha de Aracaju, Lagarto e Nossa Senhora do Socorro. Realizou também uma campanha para ajudar asilos e arrecadou doações através de um financiamento coletivo com um diferencial: a cada real recebido, a Energisa acrescentou mais um. Aqui em Sergipe, um total de R$ 20 mil em doações de alimentos, fraldas e materiais de higiene foi dividido entre o Lar Cidade de Deus (Itabaiana), Asilo Same (Aracaju), Asilo Santo Antônio (Lagarto) e Lar Isaías Gileno Barreto (São Cristóvão).

A fundadora do Lar Isaías Gileno Barreto, Gilda Barreto, agradeceu à Energisa pela iniciativa que contribuiu para ajudar os 30 idosos acolhidos pela instituição filantrópica. “Somos gratos ao Movimento do Bem da Energisa, que trouxe essa doação. Nossa instituição realmente precisa desse apoio e dessa força, nós estamos com a maioria dos idosos acamados e esta casa presta serviço a idosos desamparados, por isso, precisamos muito de doações. Deus abençoe a todos que colaboraram”, relatou.

Agora, a Energisa Sergipe está com uma nova campanha em andamento, através de uma arrecadação interna, os colaboradores ajudarão a Associação do Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE Aracaju) com doações de alimentos e materiais de higiene, que serão distribuídos para as famílias dos assistidos.

Ação integrada com o Senai

Em conjunto com o Senai, a Energisa viabilizou o conserto de 276 ventiladores hospitalares em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Isabel Vasconcellos explica que foi a alternativa encontrada para um dos equipamentos mais procurados pela área médica neste tempo de pandemia. “Essa grande corrente de energia está percorrendo os estados em que atuamos, levando alimento a mais de três mil famílias com a distribuição de cestas básicas. Possibilitando o tratamento dos infectados através da manutenção de respiradores pulmonares”, disse.

Todas as concessionárias da Energisa também estão priorizando as ligações de energia para hospitais e unidades de saúde. Processos que antes levariam mais de 30 dias, devido ao perfil de quantidade de energia elétrica necessária, estão ocorrendo com menos de uma semana.

Cultura em casa

O Energia do Bem também atuou na cultura através do apoio a Lives com músicos regionais e mostras de cinema. No início de maio, o Festival Fique em Casa contou com a participação de 40 artistas selecionados da Zona da Mata Mineira (MG), de Nova Friburgo (RJ) e da Paraíba (PB). No total, foram 24 horas de Lives visualizadas por mais de 14 mil pessoas em todo o Brasil.

“Durante os oito dias, foram quase R$ 50 mil para os músicos, que foram obrigados a interromper seus concertos nas Usinas Culturais da empresa por causa das medidas de combate à Covid-19”, declarou a gerente. Já a mostra Cine Fique Em Casa disponibilizou filmes gratuitamente por meio do Polo Audiovisual para contribuir com o isolamento social voluntário. Em Mato Grosso do Sul, uma Live da dupla regional Tostão e Guarany foi em alusão a campanha Junho Prata, de combate à violência contra os idosos.

Isabel lembra que as ações ainda vão continuar em todos país. “Vamos atuar em conjunto com nossos parceiros para que o Movimento Energia do Bem continue enquanto durar a pandemia”, concluiu.

Confira todas as ações do Movimento Energia do Bem acessando o site https://www.movimentoenergiadobem.com.br/

Fonte e foto assessoria