10/08/20 - 12:17:00

Lacen já realizou mais de 60 mil testes para detecção do coronavírus

As amostras passam por várias etapas desde que chegam ao Lacen e as análises envolvem trabalho manual e automatizado

O Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) unidade gerenciada pela Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH) já realizou de 14 de março até 07 de agosto, cerca de 60 mil testes para detectar o novo coronavírus. A unidade, que atua de maneira intensiva nesse momento de pandemia, também é responsável por exames para a Vigilância Epidemiológica, Sanitária e Ambiental, destinadas ao controle de doenças de agravo em saúde pública no Estado.

“As análises são essenciais para saber quem está ou não com a doença Covid-19. A partir dos laudos os serviços podem prestar o atendimento adequado ao cidadão, aos pacientes internados por outras enfermidades, também identifica as pessoas que devem fazer o isolamento social e também proporciona segurança para os profissionais de saúde”, ressaltou o superintende do Lacen, Cliomar Alves.

Diariamente, o laboratório recebe amostras para identificar vírus variados, dentre eles o coronavírus. Para fazer esse exame, as amostras passam por várias etapas desde que chegam ao Lacen. Na primeira, acontece a triagem com a conferência de dados, verificação do cadastro do paciente no sistema que gerencia a atividade laboratorial e se o material está adequado para a separação do swab do meio de transporte viral e passa por uma centrifugação. “Esse é um trabalho que requer cuidado dos profissionais para que todo o fluxo aconteça corretamente”, explicou o farmacêutico.

Na segunda etapa, a amostra passa pelo processo de extração do RNA. É o processo que purifica o material que será examinado. Essa etapa envolve a mistura de reagente e agitação em cada amostra, uma parte do trabalho é manual e outro, é feito no equipamento extrator.

Por fim, ocorre a terceira etapa do processo, que é a leitura do material genético do vírus – RNA, através da técnica RT-PCR em tempo real de biologia molecular. Depois da extração desse RNA, o material segue para outro equipamento o termociclador. “Nessa etapa final os resultados são exibidos em um painel via sistema de informação, através de gráficos com linhas em diferentes cores que indicam em quais amostras foram encontrados vírus”, detalhou Cliomar.

Resultados

No Lacen Sergipe os resultados das análises são liberados eletronicamente, por um farmacêutico, biólogo ou um biomédico via Sistema Gal, gerenciamento de ambiente laboratorial, para unidade que solicitou o exame. “O processo de retorno online dessas informações é mais célere e dinâmico”, conclui o gestor do Lacen

Fonte e foto SES