11/08/20 - 07:46:40

A volta dos que não foram

Por Adiberto de Souza *

Ói nóis aqui traveis! Essa música dos “Demônios da Garoa” bem que poderia servir de jingle para alguns políticos insistentes. Contados às centenas, eles já estão em toda a parte: estamos falando dos candidatos derrotados nas eleições de 2016, que querem uma nova chance. Agora, tentam convencer um número maior de eleitores, sonhado com o convite para a festa de diplomação dos eleitos. Mais tarimbados, alguns esbanjam confiança, ditam regras para conquistar o mar de indecisos, renegam os ‘traíras’ e juram que “é agora ou nunca”. Qualquer hora dessa, numa feira ou no supermercado, você vai cruzar com um desses pré-candidatos, que repetirá as mesmas promessas feitas por ele na eleição de 2016. E vai ser assim daqui a quatro anos se, novamente, eles forem derrotados no pleito de novembro deste ano. Virgem Santa!

Fez escola

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez escola ao manter, já por oito meses, um general como ministro interino na Saúde. O governador Belivaldo Chagas (PSD) segue a mesma trilha, mantendo um interino na presidência do Banco do Estado de Sergipe. Helom Oliveira da Silva esquenta a cadeira enquanto aguarda-se que o Banco Central aprove o nome de Ademário Alves para presidir o Banese. Só que, segundo comenta-se nas esquinas do estado, o BC está fazendo beicinho porque o indicado é filho de um vereador de Carira, situação que vai de encontro aos rigorosos critérios do Banco Central. Marminino!

Grana presa

A Justiça bloqueou dinheiro e bens do prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PR), no valor de até R$ 905 mil. É para o caso de o gestor ser condenado por ter, segundo o Ministério Público, feito propaganda política com o dinheiro da Prefeitura. Este processo contra Valmir foi aberto em 2014, por conta da campanha do então candidato a governador Eduardo Amorim (PSDB). O Ministério Público Eleitoral entendeu que a Prefeitura fez propaganda subliminar em favor do tucano. Danôsse!

Tiro ao alvo

E a delegada de Polícia Danielle Garcia (Cidadania) mantem em sua alça de mira o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Dia sim, outro também, a moça sonha com a cadeira ocupada pelo pedetista. Pensando em defenestrá-lo do bem bom, Daniella atira pesado contra o alvo pedetista. Segundo a prefeiturável, ao contrário de vários outros prefeitos, empenhados em derrotar a Covid-19, Nogueira “se omite, se esconde. O resultado é desastroso para a população”. Cruzes!

Longe da telinha

Os comunicadores Ivaldo José (PSL) e Marco Aurélio (PDT) se afastaram da TV Alese, mantida pelo Legislativo sergipano. Como candidatos a vereador por Aracaju, ambos cumprem determinação legal obrigando radialistas e jornalistas se afastarem do rádio e da televisão durante a campanha eleitoral. Ivaldo e Marco Aurélio só voltarão à telinha no horário eleitoral gratuito, marcado para o período de 27 de setembro a 12 de novembro. Boa sorte aos dois nessa nova empreitada!

Um sonhador

E o senador Rogério Carvalho (PT) é um sonhador, daqueles que não se furta em compartilhar suas ilusões. Veja o que o distinto postou nas redes sociais: “Precisamos superar na política, a forma utilitarista de lidar com as pessoas. Precisamos de políticos com respeito, dignidade e regularidade na atividade pública para atender unicamente aos interesses do povo”. Como dizia o poeta: sonhar é preciso. Aff Maria!

Couro de fole

O Tribunal de Justiça de Sergipe fez dois anúncios ontem. Primeiro avisou que, em respeito a liminar concedida ao Sindicato dos Servidores do Judiciário, tinha suspendido as atividades presenciais. Depois, coberto por duas decisões derrubando a liminar, anunciou que magistrados e servidores tem que bater ponto no TJ a partir de amanhã. A decisão em favor do Sindijus foi derrubada duas vezes: pelo corregedor-geral do Justiça do Trabalho, Ministro Aloysio Corrêa da Veiga, e pela a presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 20º Região, Vilma Amorim. Vixe!

Juntos, mas separados

Veja o que publicou no Jornal da Cidade a amiga Thaís Bezerra: “O PSB torce, de forma diferente, para dois prefeituráveis do PDT. Em Aracaju, o partido quer ver a desgraça do prefeito Edvaldo Nogueira. Para ajudar a derrotá-lo, o presidente do PSB na capital, Valadares Filho, até se aliou à prefeiturável Danielle Garcia (Cidadania). Já em Socorro, os pessebistas rezam para que o deputado Fábio Henrique se eleja prefeito, pois em isso acontecendo o vereador Elber Batalha Filho (PSB) substituirá o pedetista na Câmara Federal. O PSB faz lembrar o gato com dois sentidos”. Misericórdia!

Moinhos de vento

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) não deixou sem resposta o procurador-geral da República, Augusto Aras, que o considera um inimigo. Segundo o cidadanista, o manda chuva do Ministério Público federal deveria “deixar de lado inimigos imaginários e focar no que é importante, ou seja, combater a corrupção e a impunidade no país”. Alessandro lembra a Aras que os verdadeiros inimigos do Brasil seguem tramando contra a Operação Lava Jato. Home vôte!

Bateu levou!

Foi-se o tempo em que o ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) dava calado por resposta às críticas dos adversários. Segundo o tucano, a sua fase de silêncio acabou, nada ficará sem resposta. “Nenhum desses políticos tem mais moral do que eu em nada ou pra nada. Pode ter igual um ou outro, mas não mais. Paguei com o meu silêncio, agora chega”, avisa. Ontem, Eduardo Amorim já deu prova disso ao chamar alguém que não identificou de malandro, desocupado e rato, “por ter cuspido no prato que lambia”. Desconjuro!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Diário de Aracaju, em 28 de abril de 1961.

* É editor do Portal Destaquenotícias