12/08/20 - 00:13:53

O vice e seus entraves

Diógenes Brayner[email protected]

O nome do ex-governador Jackson Barreto (MDB) realmente surgiu para ser candidato a vice-prefeito na chapa de Edivaldo Nogueira (PDT), em uma conversa ‘en passant’. Nada de mais aprofundado e sequer conversado amplamente por lideranças partidárias que formam a aliança de apoio ao atual prefeito, que disputa a reeleição. Mas a citação pegou e repercutiu de tal forma que foi avaliado por analistas de plantão nos agitados grupos sociais. Cada um emitiu opinião diferente – claro – e até fez previsão do que poderia acontecer com o resultado final do pleito.

Mas Jackson Barreto não estará na chapa de Edivaldo. Talvez não seja bom para os dois nesse momento. JB surpreendeu-se com a notícia, surgida de um encontro presencial na noite de segunda-feira. Nada além que se possa imaginar como mais um fato a se por em debate à mesa das formações de chapas. A discussão sobre o vice do prefeito não será posta em discussão agora. Mais à frente, quando o bloco estiver bem decidido, embora não passe a impressão que ocorra algo a mais para discutir. Dois nomes aparecem para preencher a chapa de Edivaldo: Jorginho Araújo e delegada Katarina Feitosa (do PSD).

Tudo indica que será um deles, mas há informações de conversas sigilosas que podem provocar surpresa nos meios políticos. Caso ocorra tudo bem, realmente será um fato que poucos esperavam: tanto pelo nome em si, quanto pela boa posição que obteve nas eleições de Aracaju em 2018. É provável que alguém já tenha sacado quem seja e pode acertar, mas será muito difícil pela posição irreversível que já fora tomada. Aposto que tem gente imaginando que seja a vereadora Emília Corrêa (Patriotas), mas não o é. Emília nega-se a compor qualquer chapa majoritária como vice e, se recuasse dessa posição, não seria a favor de Edivaldo.

Entretanto, não é apenas Edivaldo que não fala em formar chapa. Os demais candidatos até que tratam sobre o assunto, mas não estão encontrando quem politicamente pense de forma minimamente parecida e tenha condições de atrair votos. Uma das poucas chapas formadas ainda precisa de decisão absoluta e a tendência das demais é sair puro-sangue, exatamente por falta de alianças confiáveis e que tenham objetivos definidos, inclusive para 2022. A questão do (a) ainda vai mexer muito com a decisão final das candidaturas, exatamente pelo cansaço e desengano que alguns políticos expõem sobre a política.

Será uma eleição difícil, porque o povo não demonstra tesão em ir às urnas e não revela interesse em sair de casa para ceder seu voto, diante de um amontoado de problemas provocado pela pandemia.

Recebe Bolsonaro

O governador Belivaldo Chagas (PSD) vai receber o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), na próxima segunda-feira, para compromisso no Estado.

*** Integram a comitiva o presidente da Alese, Luciano Bispo, os deputados estaduais Zezinho Sobral e Capitão Samuel, o secretário geral do Governo, José Carlos Felizola, e o deputado federal Laércio Oliveira (PP).

Elogios a Belivaldo

O trabalho do governador Belivaldo Chagas (PSD), no enfrentamento à pandemia, vem sendo exaltado até por adversários, pela responsabilidade na “questão de interesse público”.

*** Belivaldo conseguiu estrutura para montar 200 novos leitos de UTI e segurou firme a pressão de terceiros para manter o isolamento social enquanto a curva estava ascendente.

*** Segundo uma fonte do Governo, “agora Belivaldo se sente mais aliviado, vê que Sergipe está em declínio do Covid, mas ainda se preocupa com algumas cidades do interior”.

Controle mais rígido

A preocupação com cidades do interior é porque a população sempre resistiu a cumprir o isolamento social e os casos têm acontecido em excesso. E mais: maior parte do interior é atendida na Capital.

*** Cidades como Lagarto, Itabaiana, Glória e outras precisam de um controle mais rígido por parte dos prefeitos municipais.

Informação de fontes

O ex-governador Jackson Barreto (MDB) disse que não falou para ninguém o assunto que tratou com o ex-presidente Lula (PT) e lembrou que a informação foi atribuída a fontes.

*** Pela relação política e de amizade que sempre manteve com a vice-governadora Eliane Aquino (PT), “bastaria um telefonema que tudo seria esclarecido”.

*** – Não gostaria de tratar sobre isso, para mim é assunto encerrado, disse.

Jackson descarta vice

Jackson Barreto disse que riu muito sobre a informação de candidatura a vice: “isso é absolutamente descartado e é uma questão que não se discute”, disse.

*** Segundo Jackson, Aracaju precisa de um nome moderno para vice de Edvaldo, porque terá condições de corresponder ao momento.

Seria Ana Lúcia?

O pré-candidato do PT a prefeito de Aracaju, Marcio Macedo, faz lives e tenta levantar sua candidatura, mas ainda continua chocha em razão da ausência da militância nesse período de pandemia.

*** O PT não está conseguindo compor com outras siglas e vai com chapa puro sangue. Ontem, um petista histórico sugeriu o nome da ex-deputada Ana Lúcia para vice de Marcio.

Alessandro e velha política

O senador Alessandro Vieira (Cidadania), em live ontem à noite, com Narciso Machado, reafirmou sua visão de que o ex-senador Valadares (PSB) faz parte da “velha política”.

*** Alessandro fez críticas ao pré-candidato a prefeito de Aracaju, Rodrigo Valadares (PTB).

*** O senador esclareceu a sua relação com a delegada Danielle Garcia e sua participação nas eleições a prefeito deste ano.

Candidatura de Jony

Jony Marcos e Heleno Silva (Republicanos) tiveram ontem reunião com a Direção Nacional do partido e trataram sobre uma possível candidatura majoritária em Aracaju.

*** Presidente estadual do partido em Sergipe, Jony Marcos está se articulando em Aracaju para ser o candidato da sigla a prefeito.

*** A candidatura de Jony não estava no radar do Republicanos, mas a direção nacional mandou que ele continuasse trabalhando e depois tomaria um posicionamento final.

Ainda tenta compor

O trabalho de Jony Marcos para concretizar sua candidatura está se afunilando, mas ele conversa bem com outros partidos e deve se definir até o final deste mês.

*** No Republicanos existe setores que apoiam sua candidatura a prefeito e outros que preferem buscar composições que fortaleça a sigla e a chapa a vereador.

Inimigo da Educação

O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho, diz que depois de vários ministros da Educação polêmicos e das tentativas de interferir e censurar escolas e universidades, Bolsonaro segue sua investida contra o setor propondo novos cortes no orçamento.

*** Rogério classifica Bolsonaro como “inimigo da Educação”!

*** – A ignorância do Governo Bolsonaro prefere manter mentes vazia a mentes produtivas.. É a educação que faz futuro um lugar de esperança e transformação, disse.

Apoio em Canindé

O senador Rogério Carvalho e a vice-governadora Eliane Aquino, ambos do PT, confirmaram ontem apoio a pré-candidatura do Weldo Mariano a prefeito de Canindé do São Francisco, pelo partido.

*** A informação é do professor de história  Aderval Marques, acrescentando que Mariano também tem apoio dos deputados João Daniel (federal) e Iran Barbosa (estadual)

Conversa com Rodrigo

O ex-deputado federal Jony Marcos (Republicanos) tem encontro hoje, em Brasília, com o deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB).

*** Os dois são pré-candidatos a prefeito de Aracaju, querem o apoio dos bolsonaristas no Estado e um quer que o outro seja vice.

Nenhum garotinho

O pré-candidato a prefeito por Aracaju, Rodrigo Valadares (PTB), disse que não é “nenhum garotinho de 5ª série para estar postando indireta em rede social.

*** – Caso o nobre ex-senador do PSDB, Eduardo Amorim, tenha algo pra falar sobre mim, seja direto: fale meu nome e não aja como um colegial inseguro, disse.

*** E concluiu: “Estou à disposição pro debate”, desafiou.

Político de pijama

Para Rodrigo Valadares, “o povo manda os políticos pro pijama, mas vem o ‘Senador da Mordaça’ e sua pupila Danielle Garcia, pra trazer de volta essa turma pro jogo”.

*** E conclui: “Coitado do meu Sergipe, tem assombração que não nos dá trégua”.

Desmente boato

Em entrevista ontem a Edivanildo Santana, de Itabaiana, o ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) desmentiu boatos de que estaria compondo bloco com a deputada Maria Mendonça, para disputar a Prefeitura daquele município.

*** Da sala de cirurgia, onde se preparava para um procedimento, Eduardo disse que se mantém ao lado do prefeito Valmir de Francisquinho e apoia o candidato que ele indicou.

Uma boa conversa

Ainda tumultuada – Apesar das proximidades das eleições, ainda está um tanto tumultuada a formação de aliança entre partidos para disputar a Prefeitura de Aracaju.

Mostra-se animado – Jony Marcos se mostra animado com a orientação da direção nacional do Republicanos quanto à sua pré-candidatura a prefeito de Aracaju.

Samuel sem mordaça – Deputado estadual Capitão Samuel (PSC) disse ontem que está construindo o seu caminho político e avisa: “não estarei com o senador da mordaça”.

Estão indóceis – Aliados do prefeito Edvaldo Nogueira estão indóceis porque ele não conversa política e nem fala sobre as eleições deste ano.

Roberto Freire – Debandada. Ninguém quer ser sócio do desastre que Paulo Guedes, liberal de almanaque, vai construindo à frente da Economia.

Dossiê de opositores – O Ministério da Justiça entregou ao Congresso documentos relacionados ao dossiê de 400 páginas sobre opositores do governo Jair Bolsonaro.

Hildegard Angel – Alô pauteiros das redações de jornalismo, que tal fazer uma matéria explicando o que é o fascismo? Pois parece que muita gente não sabe.

Puro sangue – Decidido, o delegado Paulo Márcio será candidato a prefeito de Aracaju, pelo Democracia Cristã, em uma chapa puro-sangue.