18/08/20 - 09:35:03

70 famílias da Ocupação das Mangabeiras estão na PMA em busca de auxílio moradia

Cerca de 70, das cercas de 170 famílias da ocupação das Mangabeiras, no bairro Santa Maria em Aracaju, estão desde as primeiras horas desta segunda-feira (18) concentrados em frente à sede da prefeitura municipal, tentando uma audiência com o prefeito, e segundo o coordenar do movimento, Wladmir Augusto, em busca de auxílio moradia para aqueles que ainda não tem.

Wladmir explica que o movimento é pacifico e que os manifestantes estão respeitando o isolamento e, por esse motivo, apenas parte das famílias estão no local. “Nós estamos aqui ao lado de nosso advogado, Thieryson Santos, que irá intermediar a conversa com um representante da prefeitura. Nós esperamos que o prefeito sensibilize e nos receba para solucionar o problema.

Em nota divulgada no inicio da manhã, eles alegam que “muitos moradores estão desempregados, devido à crise que se alargou em nosso país, o que faz com que também falte alimentação”.

Veja o que diz a nota

Senhor Prefeito,

A prefeitura de Aracaju já recebeu mais de 75 milhões oriundos de verbas para o combate a covid 19, e tem mais 35 milhões já assegurados para receber em agosto e setembro.

Estes recursos extras na PMA, não impediram que em plena pandemia do corona vírus, o senhor despejasse, de forma truculenta, no final de julho/2020, centenas de famílias que habitavam a Ocupação Mangabeira, e que não foram contempladas com as casas que serão construídas, e nem com o auxilio- moradia.

Os moradores, que agora estão sendo abrigados por conhecidos e familiares no bairro Santa Maria, já não suportam mais o cenário de espera e descaso a que foram submetidos pela prefeitura, que negligencia o pagamento do auxílio, bem como o amparo e assistência a essas famílias

Além disso, muitos moradores estão desempregados, devido à crise que se alargou em nosso país, o que faz com que também falte alimentação.

Passado mais de 20 dias do despejo, a PMA simplesmente busca “da por esquecido” a situação destas centenas de famílias. E sequer prestou algum tipo de atendimento.

Diante da total descaso da prefeitura com estes moradores de Aracaju, não restou outra saída às famílias a não ser se manifestar democraticamente, denunciando a situação em que se encontram, e exigindo seu direito ao auxilio e a moradia digna.

Por isto, neste dia 18, as famílias despejadas da ocupação Mangabeira, estarão na Prefeitura Municipal de Aracaju para protocolar esta CARTA ABERTA, ao mesmo tempo em que solicitaremos, uma audiência com o prefeito Edvaldo Nogueira, para que discutamos os caminhos que levem a garantia do justo auxilio-moradia para estas famílias.

Aproveitaremos também para discutir com o prefeito Edvaldo, seus secretários/as e a guarda municipal de Aracaju, o tratamento sem truculência que deve ser dispensado ao povo negro e pobre que compõe o movimento por moradia e direitos de Aracaju.

Por fim solicitamos a ajuda da Defensoria Publica, da OAB, da Igreja, de parlamentares e de todos os entes que se disponham a contribuir para garantia da moradia digna a estas famílias.

Sem mais, aguardamos vosso pronto atendimento.

COORDENAÇÃO DO LUTA POPULAR/SERGIPE

Aracaju/SE, 18 de agosto de 2020.