21/08/20 - 06:35:19

ARQUIDIOCESE DE ARACAJU INFORMA O FALECIMENTO DO PADRE LUÍS LEMPER

A Arquidiocese de Aracaju recebeu com profundo sentimento de pesar a notícia do falecimento do padre Luís Lemper, aos 82 anos, na noite desta quarta-feira (19), em um hospital da cidade de Osnabrück, na Alemanha, país de origem do sacerdote. Com a saúde já debilitada, ele estava internado há dois dias. O comunicado foi feito por familiares ao padre Videlson Teles, que construiu uma relação de grande proximidade com o padre Lemper.

Padre Ludwig August Lemper (Pe. Luís) figura entre os grandes e incansáveis missionários da Arquidiocese de Aracaju. Natural de Glandorf (Alemanha), ele desembarcou na capital sergipana em 1974. Como um verdadeiro desbravador, exerceu o seu ministério por mais de 40 anos, especialmente nas paróquias São Pedro e São Paulo, e Bom Jesus dos Navegantes.

Ao longo das décadas de 1980 e 1990, boa parte do território do Vicariato São Mateus (Centro-Sul) esteve sob os seus cuidados pastorais. Até 1985, a paróquia São Pedro e São Paulo compreendia desde o bairro 13 de Julho até o Mosqueiro, passando pelos bairros Inácio Barbosa, Coroa do Meio, Atalaia e Santa Maria. Essa área representa hoje mais de 10 paróquias. Oito templos, que hoje são sedes de comunidades paroquiais, foram construídos pelo padre Lemper.

O padre Videlson Teles relata que o padre Lemper dedicou-se especialmente aos mais pobres, doando medicamentos, casas, roupas, material de construção. Como um bom pedagogo, preocupava-se com a formação de catequistas, responsáveis pela transmissão da fé. Quando viu que suas forças estavam declinando, renunciou à missão de pároco e foi morar na Casa de Retiro Santíssima Trindade, no povoado Areia Branca (Aracaju), de onde, há cinco anos, saiu para voltar à sua pátria, a Alemanha. “Sou muito grato a padre Luís, meu “pai espiritual”, por seu exemplo de amor a Deus, concretizado no serviço aos pobres”, assinala o padre Videlson.

Dom João José Costa, arcebispo metropolitano, ao manifestar suas condolências aos familiares e amigos do padre Lemper, afirmou que o sacerdote deu extraordinário testemunho de um extremado amor a Cristo e à Igreja, nos mais pobres entre os pobres. “Em sua longa e frutífera existência, este nosso Irmão deu testemunho da alegria do Evangelho”, disse o prelado.

Arquidiocese de Aracaju