12/09/20 - 18:30:19

Avante homologa Flávio Marcio a prefeito de Aracaju, mas bolsonaristas divididos dizem que preferem JoãoTarantella

O Avante realizou convenção neste sábado (12) e homologou o nome do publicitário Lúcio Márcio a prefeito de Aracaju, tendo como vice Davi Alcântara (Avante),  que trabalhava com a ministra Damares Alves, em Brasília. A chapa é puro sangue e aconteceu na sedo do partido com a presença de membros do Diretório Municipal, que tem como presidente o vereador Valdir Santos.

O presidente do Diretório Estadual, Clóvis Silveira, explicou que a convenção foi presencial apenas para os membros do Diretório Municipal e online para os demais integrantes da legenda, inclusive dos pré-candidatos a vereador. A coordenação da campanha em Aracaju ficará sob a responsabilidade do vereador Valdir Santos, porque Clóvis vai cuidar das candidatura majoritárias em todo o Estado.

O Avante não conseguiu formar uma composição com nenhuma outra legenda, embora ainda esperasse sair junto com o Patriotas, que comunicou, também neste sábado, que o partido daria apoio a outro candidato. O lançamento do nome de Lúcio Flávio a prefeito foi pedido pelo presidente nacional, deputado Luis Tibé, com o aval da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Lima.

Bolsonarista declarado, um dos coordenadores do Brasil 200, Lúcio Flávio tem a simpatia da ministra Damares Lima, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, assim como do presidente nacional do partido, deputado federal Luis Tibé (MG) e tem conversado com outros segmentos políticos do Estado, à busca de apoio, mas não conseguiu, até o momento, uma outra legenda para composição.

Apoio dos bolsonaristas – O membro de um grupos bolsonaristas em Aracaju disse, neste sábado (12), depois da convenção, que há uma divisão entre integrantes de segmentos que seguem a linha política do presidente Bolsonaro, que não apoia Lúcio Flávio.

Segundo a mesma fonte, o nome que a maioria dos bolsonarista de Aracaju pretende é o do empresário João Tarantella (DEM), que não vai disputar o mandato. Entretanto, diz a fonte, que a ministra Damares Alves pode levar o pessoal a optar por Lúcio, mesmo considerando que ele não expressa “a confiança do eleitorado de direita”, disse.