16/09/20 - 14:22:34

Maria do Carmo pede fortalecimento de políticas de preservação do meio ambiente

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), os Estados do Amazonas, Mato Grosso e Pará representaram 60% das queimadas em agosto deste ano. Ainda, de acordo com o instituto, em apenas 14 dias, a Amazônia já tem mais queimadas que em todo setembro do ano passado. Esses dados chamaram a atenção da senadora por Sergipe, Maria do Carmo Alves (DEM), que se mostrou extremamente preocupada com os biomas mais afetados pelas queimadas e, consequentemente, pelos graves danos à camada de ozônio, que podem ser agravados com a devastação das áreas verdes brasileiras.

No dia em que é celebrado o Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio, instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas, através de sua resolução 49/114 de 1994, a senadora lamentou os dados divulgados pelo órgão fiscalizador e cobrou aos governos que as políticas públicas voltadas à preservação do meio ambiente sejam ampliadas e fortalecidas.

“Na data em que deveríamos comemorar o cuidado com a camada de ozônio, deparamos-nos com dados tão cruéis e revoltantes. Não podemos deixar que os biomas brasileiros sejam devastados pelas chamas. Temos que dar prioridade às pautas que tratam sobre a preservação do meio ambiente. Como vamos cuidar da camada de ozônio e minimizar os impactos causados pelo aquecimento global se não investirmos em políticas reduzam os incêndios nas florestas, no pantanal e nos demais biomas onde o fogo se alastra?”, questionou a parlamentar.

Maria reforçou, ainda, que perícias realizadas no Mato Grosso apontaram ação humana como causa das queimadas na região do pantanal. A senadora cobrou que as fiscalizações sejam intensificadas e que os responsáveis sejam punidos. “O Inpe divulgou que os incêndios aumentaram mais de 220% somente neste ano, no Estado do Mato Grosso. Este dado é assustador. É importante que os envolvidos sejam identificados e punidos com o vigor da lei”.

Da assessoria

Foto: Agência Senado