21/09/20 - 20:59:28

Márcio Macedo diz que a delegada Danielle Garcia ser da nova política “é só fake news”

O candidato a prefeito ´de Aracaju pelo PT, Márcio Macedo escreveu nesta segunda-feira (21) sobre a disputa eleitoral e disse: “já vi esse filme”. Segundo ele, “tem gente que falou que estava ganho e perdeu a eleição”. Citou como exemplo o ex-governador Marcelo Déda (PT): “vi Déda sair na pesquisa com 2% e ser eleito em primeiro turno. Vi Rogério vencer a disputa ao Senado contrariando as pesquisas. Não me incomodo com o clima deles de “já ganhou”, disse.

Márcio disse que não se incomoda com “essa direita que acha que armas são solução. Aracaju não precisa de armas, precisa de educação. A Polícia tem o nosso respeito: foi nos governos do PT que eles foram valorizados de verdade. Todo mundo lembra”.

Para o candidato petista, “a polícia é pra prender bandido, evitar delitos. Não para transformar a Prefeitura de Aracaju numa cadeia. A minha chapa é composta por dois professores. Nós vamos enfrentar a mesmice e os aventureiros com o programa democrático e popular”. Segundo Márcio, “para combater armas, vamos com livro numa mão. Para combater a mesmice, vamos com a carteira de trabalho na outra mão. Nós somos o lado que caminha com o povo, que vai colocar o povo no orçamento novamente”.

Márcio Macedo acrescenta que a “delegada Danielle Garcia se diz nova na política, mas se aliou aos Valadares. Isso é a nova política”? Pergunta e classifica: “É só uma novidade fake news”.

Prefeitura é do povo – Já o atual prefeito, Edvaldo Nogueira (PDT), retirou a participação popular, fechou a Prefeitura para o povo. Isso não pode continuar. A Prefeitura é do povo, disse Márcio e informou que “quem criou o Aracaju Previdência e garantiu o recurso dos aposentados de Aracaju foi Marcelo Déda, com sua visão de futuro. O atual prefeito tentou se apropriar disso e, ainda pior, tentou retirar a contribuição da Prefeitura”, disse.

Para Márcio Macedo, “pagar o salário em dias é obrigação do gestor, assim como é obrigação conversar com os servidores, dialogar. A atual gestão não faz isso. Congelou os salários do funcionalismo público e fechou conversas com as categorias.