22/09/20 - 16:23:39

Professora de rede estadual é selecionada para multiplicar curso da Embaixada dos EUA

A professora de Física do Colégio Estadual Presidente Juscelino Kubitschek, Edigênia Ferreira Santos representará o Programa STEAM TechCamp Brasil em Sergipe

A professora Edigênia Ferreira Santos, que ensina Física no Colégio Estadual Presidente Juscelino Kubitschek, em Nossa Senhora do Socorro, foi selecionada pelo Programa STEAM TechCamp Brasil para replicar os conhecimentos adquiridos durante a jornada presencial de que ela participou, no período de 10 a 14 de fevereiro, na Poli-USP, em São Paulo (SP).

Acompanhada da professora Cecília Maria Aguiar Guimarães, servidora da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, às quais, juntamente com representantes de todos os estados do Brasil, participaram de oficinas em várias áreas científicas. Ao final dessa semana de imersão na USP, os educadores firmaram o compromisso de fazer uma ação para multiplicar os conhecimentos adquiridos no STEAM TechCamp.

Por conta da pandemia do coronavírus, em meados de agosto o programa lançou um edital para que os participantes do STEAM TechCamp 2020 colocassem em prática as iniciativas planejadas durante a semana presencial. A frente de trabalho escolhida pela professora foi a realização de cursos e capacitações em formato virtual. Ela elaborou o projeto com o título “Curso virtual de capacitação docente em STEAM”, e, a partir dele, Edigenia capacitará 50 professores da Rede Pública Estadual da área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. O seu trabalho concorreu com os de outros estados do Brasil, e somente 12 projetos foram selecionados, incluindo o de Sergipe. A Embaixada Americana vai disponibilizar um recurso de R$ 8.300, que deverá ser utilizado para a concretização do projeto.

Capacitação

O curso que será ministrado pela professora Edigenia Ferreira será destinado a 50 professores da rede estadual de ensino, terá a duração de 15h, ao todo, e será dividido em cinco módulos, que trabalhão temas como Elaboração de Projeto STEAM, Arduíno, Construção de Itinerários Formativos, todos usando como temática a contribuição feminina para o desenvolvimento das Ciências.

A capacitação acontecerá de maneira remota em duas fases, uma em novembro de 2020 e outra em janeiro de 2021. Apesar de ser virtual, cada professor receberá kits de equipamentos para aprender a construir arduínos, tema que será abordado no segundo módulo. “Com a pandemia, os professores tiveram que se reinventar. Então é muito importante, neste momento, colocarmos mais essa ferramenta de capacitação para os educadores, a fim de que eles se sintam protagonistas. Além disso, é necessário que os nossos alunos se sintam inseridos, e é isso que a metodologia STEAM faz. E para isso, é preciso que a gente capacite os professores para trabalharem com essa metodologia”, afirmou a professora.

A professora Cecília Maria Aguiar Guimarães, que participou do STEAM TechCamp Brasil representando a Seduc, destacou ser “essa experiência muito importante para que os professores vejam a existência de outras ferramentas que eles podem utilizar e mostrar aos alunos, de forma prática, tudo aquilo que antes viam apenas na teoria”.

STEAM TechCamp Brasil

O programa STEM TechCamp Brasil é uma iniciativa do Departamento de Estado dos EUA por meio da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, em parceria com o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) e apoio da Escola Politécnica da USP (Poli-USP). O objetivo é estruturar uma rede de multiplicadores formada por gestores das secretarias estaduais de Educação e professores que tenham uma ação em STEAM (Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática.

Assessoria de Comunicação da SEDUC