22/09/20 - 07:57:18

SECRETARIA DIVULGA BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO DA DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou na manhã desta segunda-feira, 21, o Boletim Epidemiológico das Arboviroses, confirmando 1.166 casos de dengue, 1.488 de chikungunya e 48 de zica, números registrados entre 1ª e 37ª Semana Epidemiológica, que corresponde ao período de 29 de dezembro de 2019 a 12 de setembro de 2020. O total de casos notificados de dengue chegou a 4.092, mas 2.290 foram descartados e 644 se encontram em investigação. Não houve óbitos no período.

Dos casos confirmados de dengue, os grupos etários mais acometidos foram os de adultos jovens, na casa dos 20 a 30 anos de idade, que representou 31,1% do total de infectados, seguido do de crianças de cinco a nove anos, que respondeu por 9,4% dos casos. O sexo feminino foi o mais afetado, com 55,7% das ocorrências, como destacou o diretor de Vigilância em Saúde, Marco Aurélio Góes.

Os municípios com maior incidência de dengue no período foram: Aracaju, com 492 casos; Nossa Senhora do Socorro, com 182 registros; São Cristóvão, com 77; e Lagarto, com 62 confirmações. De acordo comas informações, foram registrados casos de dengue em 53 dos 75 municípios sergipanos.

Com relação à febre do chikungunya, nota-se um cenário epidemiológico de destaque, com 2.922 casos notificados em 49 dos 75 municípios de Sergipe. Desse total, 51% ou 1.488 foram confirmados, enquanto 18,5% ou 542 foram descartados e 30,5% ou 892 estão em investigação. A predominância dos casos foi registrada na faixa etária de 35 a 49 anos, com maior incidência entre o sexo feminino, com 63%. Sem registro de óbitos.

O boletim epidemiológico aponta para este ano 1.251 casos prováveis de chikungunya em Aracaju; 309 em Nossa Senhora do Socorro; 147 em São Cristóvão; 104 em Simão Dias; e 74 no município de Barra dos Coqueiros.

Quanto à zika, no período foram notificados 223 casos, com 48 confirmações. Os municípios com registros da doença são Aracaju, Aquidabã, Barra dos Coqueiros, Estância, Itabaiana, Lagarto, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Simão Dias. Não houve registro de óbito por zika.

Fonte e foto SES