26/09/20 - 07:51:33

Você sabe como é calculada a sua conta de energia elétrica?

Ao entender a composição da conta, clientes podem acompanhar melhor seu consumo e evitar gastos extras

Em tempos de pandemia, os consumidores estão cada vez mais atentos aos seus gastos. A professora aposentada Maria de Fátima Menezes observou as mudanças da nova conta da Energisa, que está circulando desde março, e percebeu que além de disponibilizar dados sobre o consumo mensal e diário, ela também apresenta detalhes que ajudam a entender para onde seu dinheiro está indo.

“Eu sempre verifico o meu consumo para avaliar se estou gastando além do normal e nessa ficou mais fácil localizar. Isso me ajuda a perceber se preciso economizar um pouco mais. Outro ponto importante é que agora percebi que na conta tem tudo que preciso saber sobre o que estou pagando dentro do valor da minha fatura”, relata a cliente.

A composição da conta reflete a organização do setor elétrico

Para entender como é composta a tarifa de energia, é preciso conhecer melhor como funciona o sistema nacional de energia e como cada parte contribui para a formação da tarifa. De forma simples, é possível separar o sistema de energia em três etapas básicas: a geração da energia, a transmissão dessa energia para as cidades e, por último, a sua distribuição nas unidades consumidoras.

O valor do percentual de cada etapa é determinado pela ANEEL e calculado de acordo com o consumo, para ser repassado às empresas responsáveis por cada uma dessas fases do processo produtivo da energia. “Quando a conta chega ao consumidor, ele paga pela compra da energia, pela transmissão e pela distribuição, que são os fatores que compõem a tarifa, além de encargos setoriais e tributos. A própria conta traz o detalhamento do que é cobrado por cada etapa do processo” explica Wellington Aranha, gerente comercial da Energisa Sergipe.

As concessionárias, como a Energisa, são responsáveis por distribuir a eletricidade das subestações até as unidades consumidoras e arrecadar os custos de todo esse processo para repassar às empresas que fazem parte desse sistema, por meio da conta que chega até os clientes, que podem acompanhar essa distribuição na sua conta. Todas essas transações com geração e transmissão interferem na composição da tarifa.

A composição do consumo em detalhes

Se o cliente consumiu 143 kWh no mês e a tarifa com os impostos já adicionados custa, por exemplo, R$0,70*, o valor total da conta será R$100,10.

Nessa conta, aproximadamente R$32,03 corresponde ao custo pela Geração de Energia; R$9,00 pela transmissão; R$35,05 aos encargos setoriais e impostos federais e estaduais e R$24,02 para a distribuição. Essas proporções podem variar um pouco a depender da área de concessão.

Além de possibilitar a análise desse detalhamento, a conta também ajuda o cliente a acompanhar seu consumo diário e mensal. Através desses dados é possível fazer um comparativo da média diária da energia consumida em relação ao mês anterior, para verificar se está utilizando mais ou menos energia no dia a dia. Com isso, poderá reavaliar os hábitos diários e, quando necessário, aplicar estratégias de consumo consciente para economizar. É importante avaliar principalmente a média diária, pois, o valor total da conta pode variar de acordo com o período de leitura que pode ser entre 27 e 33 dias, informação também disponível na conta.

Para reduzir a conta e não ter surpresas no final do mês, adote hábitos de consumo consciente de energia. Confira algumas dicas de economia no canal do Youtube da Energisa através do link https://cutt.ly/Gsjr6y4.

*Valor ilustrativo. Confira essa informação na sua conta de energia.

Fonte e foto assessoria