02/10/20 - 00:48:09

Conversas confusas sobre segundo turno

Diógenes Brayner diogenesbrayner@gmail.com

Nas candidaturas à Prefeitura de Aracaju pinta uma quase unanimidade: todos se acham no segundo turno. Impressionante como isso vem se tornando o ponto de vista pessoal e  exposto com convicção. Dois deles são mais otimistas e dizem que se houver uma decisão final será com ele. O “se houver” indica que imaginam ser eleito já no primeiro turno. A proeza fica difícil, em razão do número de candidatos e, talvez, pela frieza em relação às urnas por parte do eleitorado.

Nenhum integrante de blocos políticos admite que o seu candidato não esteja bem, ganhando apoios inesperados e numa crescente que “ninguém o ameaça nessa disputa”. O excesso de ótimos vem batendo até mesmo em quem sequer faz campanha e é pouco conhecido pelo povo. Isso sem falar naqueles que se mobilizam mais e são bem acolhidos nas ruas. Um fato real: qualquer cidadão que circular pelos bairros em cima de uma camionete fazendo barulho, tem recepção garantida.

Ontem mesmo, à noite, um dos candidatos saiu em carreata. Em um dos bairros entrou eufórico no primeiro barzinho. Dava a mão em punho para ser tocada, mais depois provocava o abraço. Fez isso com um casal que estava em mesa do lado de fora. Foi triste, porque sentiu a frieza dos dois, que lhe tocaram os punhos, deixando claro que era por mera educação, Gestos que devem se repetir com todos que se habilitam a conquistar votos.

Mas há comentários e análises isoladas que acontecem nos bastidores e conversas entre políticos e amigos. Um ilustrado delegado, que poderia ter sido candidato, avaliou que a sua colega Danielle Garcia (Cidadania), candidata a prefeita de Aracaju, “começa a ter alta rejeição”. E explicou porque vem percebendo isso, apesar da presença dela agitar as carreatas que realiza: “É o efeito Alessandro Vieira e pela aliança que fez com o ex-deputado federal Valadares Filho (PSB)”.

Tem a mesma opinião em relação a Márcio Macedo, candidato do PT: “ele não está crescendo porque tem o mesmo eleitorado do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) e será complicada a transferência”. O delegado levantou  ‘uma lebre’: “Caso Edvaldo e Danielle disputem o segundo turno, será que todo o PT volta a apoiá-lo, como sempre aconteceu em eleições anteriores?” Mas há também a dúvida: “o bloco que dá apoio e sustentação à reeleição de Edvaldo Nogueira, apoiaria Márcio Macedo em caso de ser ele que dispute a final com Danielle?

Um dos comentários surpreendeu: a possibilidade do deputado Rodrigo Valadares (PTB) ir para o segundo turno. Admitem que ele esteja bem estruturado na campanha, “mas é uma grande incógnita”. O próprio Rodrigo fala sobre isso: “cada dia mais eu vejo e as pessoas comentam que a realidade hoje é que o segundo turno seja eu e Edvaldo”. Diz que isso vem acontecendo “pela queda acentuada da Danielle, em razão da queimação de Alessandro, o que talvez não seja tão culpa dela”.

Há toda essa avaliação entre os eleitores mais enfronhados na política, cada um deixando passar sinais claros de preferências pessoais. O decorrer da campanha fará com que se tenha uma noção mais exata de quem possa chegar à final com ou sem segundo turno.

Vai aos bombeiros

O governador Belivaldo Chagas (PSD) foi ontem homenagear os homens e mulheres que compõem o Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe, “instituição que completa 100 anos protegendo a sociedade sergipana com coragem e orgulho”.

*** – Uma história reconhecida por todos, de luta e de serviços prestados para o povo sergipano. Parabéns, bombeiros! Aplaudiu Belivaldo.

Campanha vergonhosa

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) diz que a campanha com o uso de Fake News é vergonhosa.

*** – Temos que vencer as eleições pelas propostas, pelo projeto e não com mentiras e ataques baixos, disse o deputado.

*** – Edvaldo Nogueira é vítima constante disso, denuncia.

Sem fazer escolhas

Sobre a disputa eleitoral, Fábio Mitidieri diz que “não estamos escolhendo adversários. Mas trabalhando e mostrando tudo que fizemos por Aracaju”.

*** Para Fábio, o “segundo turno é uma possibilidade e estamos preparados pra disputa, seja no primeiro ou no segundo. Isso não nos preocupa”.

Eliane e segundo turno

A vice-governadora Eliane Aquino (PT) disse ontem, ao jornalista Jozailto Lima, do jlpolítica, que só não sabe com quem Márcio Macedo vai “num segundo turno”.

*** –  Prefiro aguardar mais um pouco para ver quem é que vai com ele à segunda etapa da eleição, disse Eliane, que ainda não está participando da campanha de rua.

Lúcio quer ir com Márcio

Já o candidato do Avante a prefeito de Aracaju, Lúcio Flávio, que faz uma campanha silenciosa, diz com convicção que estará no segundo turno.

*** Não esconde que será com o candidato petista Márcio Macedo. Admite que seria o embate entre bolsonaristas e petistas.

*** Lúcio tem a simpatia da ministra Damares Alves, tanto que o seu vice, Davi Calazães, que trabalhava com a ministra em Brasília, está a seu lado e faz a ponte.

Samarone e mudanças

O médico Antônio Samarone (Cidadania) é candidato a vereador. Faça que está na “vida pública há 40 anos” e que “ninguém nunca ouviu falar que ele tenha se envolvido em nenhuma malandragem, nenhuma falcatrua”.

*** – Se a gente quer mesmo fazer mudanças, não é com novidades que ninguém conhece, diz e acrescenta que tem experiência e se preparou para o mandato.

Fecha a matrícula

O empresário Edvan Amorim (PL) disse ontem que este ano “fechou a matrícula” e não vai participar de nenhuma campanha eleitoral  em Sergipe.

*** Amorim está cuidado da família e dedica suas manhãs a “ensinar o dever de casa às crianças”.

*** Ele está evitando todas as conversas sobre política com amigos: “quando alguém puxa esse assunto peço para falar sobre música, cinema e coisa melhores”, disse.

Animação na base

O advogado Henri Clay (Rede) reconheceu, ontem, que o clima é outro na base do candidato a prefeito pelo PT, Márcio Macedo, com a formação da Frente de Esquerda.

*** – Há maior animação na militância, maior presença, as carreatas estão crescendo e mais ligadas às comunidade.

*** Henri Clay não tem dúvida que Márcio Macedo está no segundo turno.

Marketing e programa

O PT, inclusive, já começou a produzir o seu primeiro programa de TV, que vai ao ar na próxima sexta-feira e espera que, com isso, a candidatura de Marcio ganhe outro patamar.

*** O marqueteiro da campanha será o baiano Edson Barbosa, que chegou quarta-feira. Ele esteve à frente do marketing do ex-candidato a presidente Eduardo Campos (PSB).

*** O ex-presidente Lula já enviou gravação declarando apoio à candidatura de Márcio.

Pior moeda do mundo

Senador Rogério Carvalho (PT) diz que o Dólar dispara, preços dos alimentos batem recordes, maior taxa de desemprego da história, menor valorização do salário mínimo e o real se torna a pior moeda do mundo.

*** E pergunta: Como alguém ainda tem coragem de defender esse Governo?

Contas de Michelle

Também do senador Rogério Carvalho (PT) – Hoje [ontem] o Brasil foi surpreendido com a informação de que a empresa Marfrig fez doação ao Ministério da Saúde, para combate à pandemia, mas verba foi parar em projeto da primeira-dama.

*** E diz: “essa não é a primeira vez que dinheiro vai misteriosamente parar nas contas de Michelle. Lamentável” !

Em segundo lugar

Candidato do PTB a prefeito, Rodrigo Valadares, ainda não foi às ruas. Organiza sua equipe interna para elaborar o primeiro programa para a TV.

*** Sobre o crescimento de seu nome, Rodrigo diz que está confiante e já é notado por eleitores. Acha que já deve estar encostado, senão em segundo lugar.

*** Rodrigo diz que vem consolidando o eleitorado de direita, conservador e bolsonarista. “Estão todos vindo prá gente”.

Candidatura laranja

Sobre a candidatura de Lúcio Flávio (Avante) a prefeito de Aracaju, Rodrigo Valadares diz que não está vendo “votos para ele por onde passa”.

*** – Não ouço o nome dele nas ruas, nem nas redes sociais ninguém fala nele, disse Rodrigo, acrescentando que “nem o partido dele o apoia”.

*** Rodrigo acha que Lúcio Flávio é “uma candidatura laranja de Edvaldo, para tirar votos da direita. Tirar votos meus”.

Sobre novo ministro

Senador Alessandro Vieira (Cidadania) comentou a indicação do presidente Bolsonaro para a vaga no STF, com aposentadoria do ministro Celso de Mello. O indicado foi o desembargador Kássio Nunes Marques.

*** Alessandro diz que “vamos garantir no Senado uma sabatina dura e respeitosa. É preciso saber o que pensa o indicado sobre temas relevantes.”

*** E cita: prisão em segunda instância, foro privilegiado, Lavajato e a reeleição inconstitucional no Senado. E também se portará ao julgar amigos e padrinhos, diz.

Uma boa conversa

Correria grande – Todos os candidatos se preparando para o Programa de radio e TV que começa sexta-feira da próxima semana. A correria é grande…

No protocolo – Os candidatos obedecem aos protocolos em relação ao coronavirus usando máscaras e limitando a quatro o número de ocupantes nas camionetes.

Todos abusam – Todos os candidatos, entretanto, desobedecem aos protocolos quando descem do veículo. Todos abraçam, beijam e podem transmitir ou adquirir o vírus.

Água no povo – No sertão do Ceará o presidente Bolsonaro inaugura área de abastecimento e joga água com as mãos na população.

Com euforia – Manuel Messias Sukita diz que a campanha que faz em Capela está com mesma euforia de sempre. Para ele, “ganhar essas eleições é minha vida”.

De Maria – Fogo no Pantanal, na Amazônia e na Lava-jato. E tubaína acima de tudo e Deus acima de todos!

DCM Online – Família Bolsonaro mergulha na campanha de Trump e Eduardo faz nota de repúdio contra Biden.

Ana Lúcia – Começamos o Outubro Rosa e convido você para nos engajarmos nesta campanha de prevenção e cuidado contra o câncer de mama!