06/10/20 - 15:12:01

DEPUTADO PEDE REVISÃO DE EDITAIS PARA APLICAÇÃO DA LEI ALDIR BLANC

Durante a Sessão Mista da Assembleia Legislativa de Sergipe, desta terça-feira, 6, o deputado estadual Iran Barbosa (PT) apelou ao governo do Estado, através da Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap), que reveja os dois editais publicados com vistas a tratar da aplicação dos recursos da Lei Aldir Blanc (Lei Nº 14.017). Segundo Iran, entidades ligadas à área cultural de Sergipe alegam que os referidos documentos apresentam um conjunto grande de problemas.

O parlamentar explicou que se trata dos editais de Nº 02/2020, de Premiação para Cultura Popular Patrimônio Cultural e Economia Criativa, e o de Nº 03/2020, de Premiação para Produção e Exibição Cultural; e que os artistas de Sergipe não participaram da elaboração desses documentos.

“Os artistas de Sergipe apresentaram à Funcap, em junho, um Plano de Implementação da Lei Aldir Blanc no nosso estado, no qual uma das propostas era a construção de editais específicos para cada setor, em diálogo com os trabalhadores. Acontece que os editais foram elaborados e publicados sem o devido diálogo com os artistas”, disse Iran, pontuando que há outras inconsistências que estão sendo levantadas por artistas e entidades representativas da classe artística.

“Os trabalhadores da área da cultura estão apresentando uma série de questionamentos e dúvidas que precisam ser respondidas para que haja a adequada aplicação e utilização democrática e transparente dos recursos”, acrescentou.

Iran Barbosa manifestou apoio ao pleito dos artistas sergipanos.

“Quero me somar às vozes daqueles que fazem e produzem a cultura do nosso estado, apelando à Funcap para que dialogue com os representantes da classe artística, em busca da solução mais ágil e adequada, dando mais operacionalidade aos editais. O objetivo de todos nós é fazer com que os recursos, que foram conquistados com tanta luta para incentivar o setor cultural,  tão abalado em razão da pandemia, sejam aplicados de forma eficaz”, apelou Iran Barbosa.

Por Valesca Montalvão