08/10/20 - 15:52:58

Transtornos mentais podem ser evitados com aceitação e respeito

Formas mais agressivas das doenças se manifestam entre os jovens

Por: Suzy Guimarães

Os problemas relacionados à saúde mental são considerados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) uma prioridade. O transtorno mental pode acometer pessoas de todas as faixas etárias. Nos jovens, normalmente, ele se apresenta de forma agressiva, causando impactos significativos na vida do paciente e de seus familiares. O mal pode ser evitado com aceitação e reconhecimento.

No Dia Mundial da Saúde Mental – 10 de Outubro –, o coordenador do curso de Psicologia da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Aracaju, André Mandarino, alerta para os transtornos mentais mais graves, como a esquizofrenia, transtornos afetivo e bipolar, depressão e quadros ansiosos.

“É importante lembrar que transtornos mentais são doenças como quaisquer outras e, desta forma, passíveis de tratamento com grande chance de melhora e cura em muitos casos. Reconhecer estes transtornos como doenças ajuda a vencer o preconceito de se falar sobre o assunto e mesmo de identificar casos que exijam atenção ao nosso redor”, atenta o psicólogo. Ele observa que muitos preconceitos já foram vencidos e, hoje, as famílias e a sociedade conversam mais abertamente sobre temas como sexo, drogas e outros censurados anteriormente.

André ressalta que, embora a maior quantidade de jovens sofra de quadros depressivos ou de transtornos ansiosos, mais de 30% dos pacientes atendidos em ambulatório padecem de transtornos psicóticos e têm como resultado do tratamento adequado a reabilitação e o ganho novamente de qualidade de vida. “Há muito tempo o tratamento em saúde mental não é apenas farmacológico, sendo também executado por uma equipe de profissionais como: psicólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, fonoaudiólogos, enfermeiros, nutricionistas e auxiliares de enfermagem”, diz.

O psicólogo observa que é muito importante diminuir o sofrimento do paciente, incentivando sua reabilitação psíquica e a busca das habilidades perdidas por conta da doença. Ele afirma que o primeiro passo é vencer o preconceito de pedir ajuda. “Transtornos mentais são doenças e, como tal, podem ser tratados. Psiquiatras são médicos como todos os outros e os mais qualificados a tratar destas doenças”, conclui o psicólogo.