09/10/20 - 06:51:25

Presidente do SINDSEME trama contra servidor público em Estância

Tem um ditado popular que diz: Quer conhecer uma pessoa? Dê poder a ela. Pois bem, o PSOL e o SINDSEME sequer conseguiram, mas, para alguns integrantes das duas siglas, que em determinados momentos se confundem e parecem ser apenas uma, o poder já chegou e já subiu a cabeça, isso apenas com a hipótese de um possível governo deles. Sem sequer ter a caneta em mãos, a presidente do SINDSEME, Ana Simone, que ocupa o cargo mais alto na defesa da classe trabalhadora municipal, já começou a mostrar as unhas e tramar contra quem diverge politicamente dela e do seu grupo, esquecendo que o SINDICATO tem o dever de fazer o aposto, proteger o trabalhador de quaisquer tipo de perseguição.

Segundo apurado pela redação do DS, após um post de um servidor em um gruo de whatsapp, Ana Simone e mais dois simpatizantes do PSOL começaram a tecer críticas e tramar o que deveria ser feito com este servidor caso Márcio Souza ganhasse a eleição. As conversas foram realizadas em um grupo interno de apoiadores do PSOL e chegou ao conhecimento da redação do Diário Sergipano.

Em um determinado momento, a Presidente do Sindicato mostra seu lado “poder” e diz que o servidor concursado merece trabalhar 12h em pé e ter seu ponto cortado caso sentasse.

A cúpula da maldade, que tramou as perseguições contra o servidor público concursado desde 2009 foi formada pelo irmão de um candidato a vereador, pelo filho de uma vereadora que concorre a reeleição e pela presidente do sindicato.

Em uma das conversas, o irmão de um candidato a vereador afirma que o opositor a Márcio precisa trabalhar em um local bem distante, um povoado e sem uso de celular. O filho da vereadora diz que estas atitudes são o mínimo que deve ser feito, e declara que assina em baixo, concordando com as maldades tramadas para prejudicar e perseguir um trabalhador, simplesmente pelo fato dele divergir politicamente do grupo de Márcio.

Por: Pisca Jr