09/10/20 - 09:07:04

Vereadores de Lagarto rejeitam proposta do Executivo sobre emendas impositivas

Durante a 46ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Lagarto, os parlamentares da Casa Legislativa discutiram o veto do Executivo sobre as emendas impositivas. Além disso, também foi debatido o pedido da gestora municipal de crédito suplementar,  para que houvesse um remanejamento e liberdade para o uso das medidas.

O presidente da Casa Legislativa, Eduardo de João Maratá, se posicionou contra o projeto. “O Executivo ficou de mandar pra cá [a documentação] para corrigir. Não adianta agora, no final do ano, mandar dizendo que não tinha condições e solicitar esse remanejamento para usar do jeito que quiser. Eu rejeito esse pedido desse projeto, mas vamos colocar em discussão”, disse.

A vereadora Marta da Dengue reiterou também o que tinha sido planejado no início do ano. “Eu rejeito esse projeto. Cada vereador aqui destinou a uma entidade essas emendas no início do ano. Então, já que não foi resolvido a tempo, ficou esse jogo de empurra, na realidade quem saiu perdendo foi cada entidade. […] Infelizmente não deram essa continuidade lá na prefeitura, e agora querem que a gente libere essas emendas de maneira como eles querem… Colegas vereadores, vejam a necessidade que essas entidades estão enfrentando… Nós vamos pegar essas emendas e liberar para a prefeita pegar esse dinheiro e a gente não saber para o que vai ser destinado?”, questionou.

Outro parlamentar que se manifestou foi o vereador Alex Dentinho. “Mais uma vez a prefeita desrespeita essa Casa. Mais uma vez ela tira essa casa aqui como brincadeira, só pode. Prefeita, você deveria respeitar os vereadores desse município, porque uma lei onde todos os vereadores têm sua emenda para destinarem à associações. Todos aqui fizeram suas indicações pensando em ajudar instituições que estão passando por dificuldades… Agora a prefeita, numa falta de respeito, numa desorganização de gestão, numa forma de tomar o que é da Câmara Municipal, age desse jeito. A senhora não vai ter esse poder!”, afirmou.

Outros parlamentares como Jocelmo, Josivaldo da Equoterapia e JC, também se manifestaram contra o pedido do Executivo. Ao final dos comentários, a surpresa foi registrada por um fato curioso: até parlamentares de situação como o vereador Gordinho, ex-líder da bancada aliada, estiveram contra o projeto. Resultado: o pedido do executivo foi rejeitado por unanimidade.

Fonte: Ascom CML.