14/10/20 - 12:53:21

“Em Aracaju, os desmandos da Deso vão acabar”, diz Rodrigo Valadares

O candidato a prefeito de Aracaju, Rodrigo Valadares, tem demonstrado insatisfação com a forma que a Companhia de Saneamento de Sergipe (DESO) tem atuado no município aracajuano e destacou que, objetivando uma melhor qualidade de vida para a população, “os desmandos da DESO vão acabar”.

“Chegou o momento de defender Aracaju e fazer desta terra a melhor cidade do Brasil para se viver e trabalhar. Com amor, probidade, força de vontade e trabalho árduo podemos reverter o cenário atual e entregar uma cidade melhor para nossa gente. Um município onde o servidor público tenha orgulho de trabalhar, onde o empreendedor tenha segurança jurídica para produzir e nossa população tenha acesso garantido a melhores serviços públicos”, destacou.

Para tanto, o candidato bolsonarista destacou em seu Plano de Governo que irá implantar sistemas de desempenho e meritocracia do servidor público.

“A DESO presta um péssimo serviço à população aracajuana, um serviço ruim e muito caro. Falta água, água de péssima qualidade, mas o boleto nunca deixa de chegar. É preciso mudar”, disse.

Além disso, atualmente, Aracaju sofre com a má gestão dos serviços de esgotamento sanitário. Cerca de 50% da população aracajuana não recebem atendimento de coleta de esgoto e destes, apenas 57,4% são tratados.

Dessa forma, Rodrigo desenvolveu um Plano de Governo que mostra que, “com ideias simples e viáveis do ponto de vista administrativo, econômico e fiscal, Aracaju pode voltar a ser referência em boa gestão e qualidade de vida na região Nordeste e no Brasil, garantindo os direitos universais e devolvendo o orgulho de ser aracajuano à população”.

“Em nosso governo, iremos quebrar o contrato com a DESO, o serviço de abastecimento será da prefeitura de Aracaju e faremos a PPP do Saneamento, que em 8 anos entregará 100% de esgoto. Iremos entregar uma água de qualidade e com preço muito mais barato à você, cidadão aracajuano”, declarou.

Rodrigo reiterou ainda que respeita e valoriza os servidores da DESO, mas que, por falta de excelência no serviço prestado pela empresa, será preciso fazer reajustes.

Fonte e foto assessoria