14/10/20 - 00:08:48

Pesquisa confunde pelo empate geral

Diógenes Brayner diogenesbrayner@gmail.com

Desde sexta-feira passada, com a publicação da primeira pesquisa do Ibope, que se faz análises sobre os percentuais apresentados. Mas, dentro da margem de erros citada pelo instituto, de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, pode-se constatar que apenas o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), que obteve 32% das opções de voto, e a delegada Danielle Garcia, com 21%,  não estariam tecnicamente empatados. Os demais, num total de nove, cairiam no espaço dessa margem que os aproximam dentro do momento atual.

Rodrigo Valadares, candidato do PTB, contabilizou 6% da preferência da população na pesquisa e Márcio Macedo (PT), que vem com 5%, estão tecnicamente empatados na margem de erros do Ibope. Mais aí viriam Almeida Lima (PRTB) com 3%, Georlize Teles (DEM) também com 3% e Lúcio Flávio (Avante) com 3%, todos empatados com Rodrigo e Márcio, dentro da margem sugerida pelo Instituto.

Mas aí vem Alexis Pedrão (PSOL), registrando 2%, tecnicamente entraria no empate técnico com os cinco candidatos acima. E o delegado Paulo Márcio (DC), que obteve 1%,  entraria no empate na mesma relação, só não alcançando a Rodrigo Valadares. Claro que é uma grande confusão tamanha diferença percentual e se almejar um empate técnico, mas numa consulta a apenas 504 pessoas, por telefone, os 4% de erro para mais ou menos no resultado final, oferecem motivos para esse tipo de comparação.

As equipes de marketing, à exceção de Edvaldo e Danielle, estão todas em um bolo só, com possibilidade de uma posição mais próxima. Acreditam que podem chegar lá, com o crescimento da campanha que se iniciou agora, dentro de cálculos sobre o teto alcançado até mesmo pela segunda colocada, Danielle Garcia, que na opinião da maioria tende a cair. Principalmente Rodrigo Valadares e Márcio Macedo acreditam nisso, assim como os outros três, que apareceram literalmente empatados com 3%, não se intimidaram com o resultado e acham que há muito campo pela frente.

Todos eles admitem que o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), candidato à reeleição, não sofrerá queda tamanha para não estar no segundo turno. Há quem admita até vitória dele dia 15 de novembro, mas a expectativa de todos é que chegam à final, tendo como base o crescimento da campanha eleitoral. No dia seguinte ao resultado da pesquisa do Ibope, duas equipes quiseram vender empates técnicos de baixo percentual, como um avanço, tendo em vista que os dois nomes ainda não haviam saído às ruas para encontros com a população e divulgação real dos seus nomes.

Assim como também consideraram que os programas eleitorais, que iriam ao ar, mudariam a preferência do eleitor em relação à fotografia de um momento totalmente indiferente às suas perspectivas de conquistar votos, impossíveis de terem sido reveladas agora. Alguns citaram a pequena recusa a seus nomes, como chance de ganhar o pleito, mesmo que tenham sido convencidos, no final, que rejeição menor não elege ninguém.

Claro que a expectativa de todos nessa largada à cata de votos é chegar além do que revelou os dados percentuais da pesquisa, mas a diferença exibida do primeiro para o segundo colocado e deste para os demais é ampla e o caminho a percorrer não parece tão fácil nesse período de pandemia, principalmente porque há dúvida em relação sobre como será o pleito.

Extra: Ana quase renuncia

A professora Ana Lúcia (PT) quase renuncia à candidatura a vice-prefeita do candidato Márcio Macedo. A questão ainda está em suspense, mas acomodada.

*** Uma mão mais forte pesou na questão das cotas do Fundo Eleitoral e do tempo no horário do programa de rádio e televisão.

*** Ana Lúcia se colocou favorável a uma divisão democrática para pretos, pardos e brancos, assim como o mesmo tempo no programa, mas Márcio teria vacilado.

*** Falta na equipe alguém que concilie posições e pense política.

Avaliação sobre escolas

Há muita expectativa em torno da reunião de amanhã sobre a abertura ou não. Junto ao Comitê de avaliação sobre o Covid-19, o governador Belivaldo Chagas (PSD) vai analisar sugestões de entidades estudantis e estudar a situação.

*** O Comitê está acompanhando de perto esse pequeno aumento de casos e agora faz avaliações semanais [eram quinzenais] sobre o coronavirus. Apesar da variação de casos, não aumentou o número de internações e nem de óbitos.

*** A campanha eleitoral pode colaborar com esse crescimento, mas a questão maior se deu com a abertura geral: “passa a impressão que o vírus não existe mais”.

Melhor avaliação

O ex-governador Jackson Barreto (MDB) considerou, ontem, que o mais importante da pesquisa realizada pelo Ibope foi à avaliação da população em relação à administração que Edvaldo Nogueira faz.

*** – Na minha análise, esse reconhecimento do trabalho leva Edvaldo a crescimento maior.

*** Para Jackson, a campanha está indo bem, só na base da carreata: “Enquanto os adversários mostram o que pensam em fazer, o prefeito mostra o que já fez”.

Máquinas na pista

O senador Rogério Carvalho (PT) comemora “as máquinas na pista para reconstruir a rodovia Aquidabã-Graccho Cardoso e Umbaúba-Itabaianinha,” com recursos garantidos por ele junto ao Finisa, com o apoio do presidente do Senado, Davi Alcolumbre.
*** – Uma conquista histórica para Sergipe que significa mais segurança, desenvolvimento econômico e geração de renda para o povo sergipano! Disse o senador.

Desafio a debate

É velha a cantilena de um candidato em segundo lugar chamar para o debate quem está em primeiro. Assim como Danielle Garcia (Cidadania) faz com Edvaldo Nogueira (PDT)

*** Da mesma forma, um que põe em terceiro faz o mesmo desafio a quem se coloca em segundo. Marcio Macedo (PT) fez isso com Danielle Garcia.

*** Geralmente quem está acima sequer responde ao desafio. Isso é coisa de campanha.

Danielle é grosseira

Danielle respondeu a Márcio sobre o desafio, incorporando a delegada real, de forma grosseira e sem “fair play”: “Quando delegada, meu foco sempre foi o chefe de quadrilha e nunca perdi tempo com menino de recado”.

*** – Na política sigo a mesma linha. Existe uma ordem de prioridade. Participo de qualquer debate, mas o primeiro será com Edvaldo Nogueira, sigo aguardando resposta, disse Danielle em tom desprezível.

Marcio foi educado

O candidato do PT, Marcio Macedo, respondeu: “Delegada Danielle, lhe convidei civilizadamente para debatermos os problemas de Aracaju e a senhora não quer debater. Não tem coragem de vir para o debate comigo.”

*** E continuou: “Na verdade o que a senhora quer mesmo é se promover com baixaria. Respeite-me, respeite o povo e respeite a democracia”, sugeriu.

*** – Saia de trás de sua arrogância e venha para uma arena democrática. Continuo lhe aguardando para um debate respeitoso e de idéias, concluiu.

Rodrigo e programa

O candidato a prefeito de Aracaju pelo PTB, Rodrigo Valadares, acha que “é questão de tempo para a delegada Danielle Garcia derreter nessa disputa pela Prefeitura”.

*** Segundo Rodrigo, “não vejo clima nenhum de rua pra ela” e acrescenta: “do prefeito Edvaldo Nogueira até ouço falar… Mas ela zero.”

*** Rodrigo se mostra animado com o seu programa de TV e avisa que “tem mais coisa boa chegando. Acho que vem dando certo. As pessoas estão gostando e a recepção na rua está incrível. Televisão tem muita força.

Fundo a majoritário

Presidente regional do PDT e candidato a prefeito de Socorro, deputado Fábio Henrique, disse ontem que “não terá fundo para os candidatos a vereador, mas para os majoritários”.

*** Falando pelo PDT, Fábio Henrique disse que “existe uma resolução da direção nacional, que regulamenta a distribuição do Fundo.”

*** Fábio diz que sua campanha vai bem e que “vamos ganhar contra a força da máquina.”

Primeira carreata

A candidata do DEM à Prefeitura de Aracaju, Georlize Teles, fez sua primeira carreata ontem e ficou admirada como essa manifestação é cara.

*** Sinceramente, não sei como os candidatos fazem essas carreatas todos os dias: “não são baratas”, disse e falou animada da boa aceitação da população.

*** Georlize disse que faz a campanha com sua cara e personalidade. Segundo ela, a população reconhece o trabalho que realizou em Aracaju e no Estado: “isso favorece ao crescimento que estamos percebendo”.

Sobre vice Mourão

O jornalista Cláudio Nunes escreve em seu blog, na Infonet: “Mourão elogia torturador. Vergonha para a Alese. Solidariedade a Marcélio Bonfim”.

*** E pergunta: “Quem a maioria dos deputados prefere? Um homem que lutou pela democracia ou um que faz apologia a tortura”?

Samuel responde

O deputado Capitão Samuel respondeu: ,”orgulho do vice-presidente General Mourão e do trabalho que ele está desenvolvendo ao lado do residente Jair Bolsonaro”.

** E evocou: “Deus acima de tudo e todos”.

Pastor com Lúcio

O ex-deputado estadual Pastor Antônio faz a campanha a prefeito de Lúcio Flávio (Avante). Diz que está no começo e admite que ele “ainda é desconhecido, mas bem intencionado”.

*** Antônio disse que concorda com tudo que Lúcio defende, como uma economia liberal e conservadora.

*** Antes de Lúcio lançar-se à disputa, Pastor Antônio esteve com a ministra Damares Alves e diz que ela apoia a candidatura dele a prefeito de Aracaju.

Protocola mandado

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) vai protocola hoje mandado de segurança para impedir sabatina de Jorge Oliveira, indicado para o TCU.

*** – O motivo é relativamente óbvio: a vaga ainda não existe.
*** Para Alessandro, “o Senado não pode se portar como uma agência de emprego, formadora de ‘cadastro de reserva’”.

Uma boa conversa

Subtenente Edgar – Vamos esquecer Celso de Mello, ele já nos fez passar vergonha demais, vamos deixá-lo cair no esquecimento.

Eugênio Nascimento – Projeto de Lei que declara Parque dos Falcões Patrimônio Cultural Imaterial de Sergipe é aprovado.

Posse de Samarone – O médico Antônio Samarone toma posse, amanhã, na cadeira 27 da Academia Sergipana da Educação. Será as 19 horas.

Casos de Covid – Segundo o portal Terra, “as Cidades mais bolsonaristas registram mais casos de Covid-19, diz estudo da Universidade do Rio”.

Robson Freire – Se alguém ainda acha que não pode acontecer mais nada em 2020, essa matéria diz que nem na metade chegamos das desgraças desse ano maldito.

Código de trânsito – Presidente Jair Bolsonaro sanciona novo o Código de Trânsito e diz: ‘Não era o que queríamos’.

Caiu muito mal – Mesmo que esteja dentro da lei, a liberdade para André do Rap caiu mal para o ministro Marco Aurélio Mello e respingou no Supremo.

Segundo o UOL – Indicado ao STF, Kassio repete em tese de doutorado prática de trechos similares a artigos de advogado.