15/10/20 - 00:22:00

Programas e seus estilos

Diógenes Brayner diogenesbrayner@gmail.com

Há quem considere que os programas eleitorais, tanto na televisão, quanto nas emissoras de rádio, começam a movimentar os eleitores em relação ao pleito. Ainda não dá para sentir isso. Nas cidades do interior as campanhas estão mais vivas. E sempre foi assim, porque nesses municípios as disputas são de grupos locais, que sempre estiveram à frente, em confrontos para manterem ou reconquistarem Prefeituras e Câmaras Municipais. O eleitor do interior não se interessa por legendas e nem se atrela a posições ideológicas. É diretamente integrante de blocos que fortalecem lideranças que se sucedem no decorrer dos tempos.

Como todas as Capitais, Aracaju é outra história. Mesmo que demonstrem preferências por uma ou outra lideranças, não se vinculam a elas como se fossem únicas para realizar uma boa administração. Partidos ideológicos têm seguidores naturais, como é o caso das siglas de esquerda e de direita, que radicalizam em favor dos seus projetos, mesmo antagônicos, mas que são de interesse dos seus filiados e/ou seguidores. Também servem a determinados grupos que definem posição de acordo com seus interesses.

O programa de TV tem sido propositivo em sua maioria, embora um ou outro que fuja desse estilo para ingressar no denuncismo ou em demonstrar austeridade. Todos estão corretos, dentro do que determina o marketing, embora a melhor oferta sempre seja daquele que revela objetivos claros e definidos. Nesses casos, todos os prefeitos que disputam à reeleição entram com vantagem. De alguma forma têm o que mostrar em termos de realizações, embora estejam mais vulneráveis às duras críticas e algumas denúncias. A oposição cumpre esse papel legítimo e sempre promete fazer melhor.

O prefeito Edvaldo Nogueira exibe ações e obras em seus programas, todos com uma plástica mais atraente que os de seus concorrentes. Mostra o que fez e anuncia muito mais em caso de continuar por mais quatro anos. Há reconhecimento da sociedade em relação ao que ele põe à vista, em um trabalho de marketing bem coordenado e sem se preocupar com ataques ou respostas a adversários. O candidato do PT, Márcio Macedo, tem um programa de Governo, que não confronta com o de Edvaldo Nogueira, mas dá uma pitada de preocupação com o social, como se fosse uma falha grave da atual administração. Até já determinou a criação de uma espécie de bolsa família municipal, que agrada à periferia, além de outros projetos voltados para segmentos vulneráveis da sociedade.

A candidata Georlze Teles (DEM) também usa o seu programa para revelar participação em obras já realizadas em Aracaju. Relembra o trabalho do seu partido no Estado e na Capital, quando teve à frente o ex-governador João Alves Filho, do qual foi sua auxiliar, e tem um projeto que avança em termos de melhorias para a população. Rodrigo Valadares, candidato a prefeito pelo PT, é bolsonaristas e conservador de direita. Não nega isso. Tem projetos para a Educação e quer implantar o empreendedorismo para geração de emprego e renda. Lúcio Flavio (Avante) faz um programa quase sem proposta, em razão do pouco espaço de tempo e o mesmo acontece com o Alexis Pedrão (PSOL), que fala pouco e sem chances de se alongar em projetos e objetivos.

A candidata do Cidadania, Danielle Garcia, tem um programa ríspido. Sua apresentação inicial é forte: Aparece comprime a mão em riste, como se empunhasse uma arma. Deixa clara a impressão que quer se identificar mais como delegada que como política. Demonstra ações que já realizou no Estado, quando esteve à frente do Deotap, mostra sua atuação no combate à corrupção e outros crimes. Quem a assiste se amedronta e se imagina desonesto. Terrível!

Fala em tom raivoso, odiento, como se tivesse dando ordem, embora pessoalmente seja simpática, educada, agradável e dócil. Não deveria se transformar tanto quando se exibe como candidata à prefeita e ser mais sorridente para o eleitor que não vota em quem ordena e parece massacrar. O estilo Danielle tem sido comentado nas redes sociais e até dentro do seu grupo político. Pode não ir tão longe com esse estilo, porque a impressão que ela passa é que está disputando a presidência de alguma entidade policial.

Um sorriso aberto, limite na rispidez do tom e menos convencida de que só ela é honesta, talvez lhe rendesse mais dividendos eleitorais.

Eventos políticos

Juizes eleitorais de cidades do interior estariam pensando em suspende carreatas e outros eventos políticos, que causem aglomerações, em razão do Covid-19.

*** Temem o aumento do número de casos que já passou a oscilar…

*** A informação mais recente é de que o juiz de uma cidade do alto sertão já vai proibir carreata no final desta semana.

Reunião do Comitê

Está confirmada a reunião do Comitê Científico com o governador Belivaldo Chagas para hoje as 15 horas. Participam também representação dos estudantes, empresários de escolas privadas e de universidades.

*** A reunião é para decidir sobre o reinício ou não das aulas. O Comitê vai analisar o panorama da última semana e avaliar as condições da pandemia neste momento.

Imitação de Emília

Candidata à reeleição, a vereadora Emilia Corrêa (Patriotas) diz que tem ouvido nas ruas que há uma candidata copiando “meu jeito de falar na propaganda eleitoral. Achei engraçado. Deve ser pensando no voto”.

*** – Quanto a mim, serei sempre autêntica. Se outros precisam imitar, bom para mim, concluiu sorrindo.

*** Emília não revelou quem seria a candidata e se disputava a Câmara Municipal ou a Prefeitura.

Respeito a adversários

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) falou sobre como via as eleições em Aracaju e se achava que a candidata Danielle Garcia (Cidadania) representava algum risco.

*** Mitidieri disse que “temos respeito por todos os nossos adversários. A decisão é sempre do eleitor. Confiamos no nosso grupo e no trabalho realizado”.

Sem motivação

Para Fábio Mitidieri, o eleitor não tem muita motivação para ir às urnas com tudo isso que estamos vivendo.

*** – Mas, ao mesmo tempo, sabemos da importância de se escolher um representante que possa conduzir a nossa cidade em momentos tão complicados.

*** E conclui: “Edvaldo tem esse perfil. É bom gestor, testado e aprovado.”

Notícia era fake

Candidato a vereador, Fabiano Oliveira foi surpreendido com notícias que associavam sua candidatura à prisão de dois jovens na Zona Sul de Aracaju. Eles portavam armas, material de campanha e dinheiro.

*** Através de seu advogado, Fabiano denunciou o fato às Polícias Civil e Federal, além de contribuir para que a verdade fosse sempre prioridade.

*** Ontem, a Justiça Eleitoral decidiu que o proprietário do site excluísse a notícia por se tratar de fake news.

Estaria arrependido

O presidente do Republicanos, Jony Marcos, disse ontem que o ex-deputado federal Valadares Filho (PSB) não foi candidato a prefeito porque “perdeu o fôlego para liderar a oposição, inclusive o seu grupo.

*** – Hoje, o vereador Elber Batalha (PSB), que tenta a reeleição, é o único nome que está fortalecendo o bloco antes comandado por Valadares Filho.

*** Jony acrescenta que “Valadares deve estar arrependido de ter aceitado ser vice de Danielle Garcia”.

Padre Inaldo e o vídeo

Padre Inaldo (PP), prefeito de Socorro e candidato à reeleição, diz que foi vítima de uma “armação politiqueira e com objetivos escusos”.

*** – Uma senhora, ligada a políticos da oposição, muito bem orientada, forjou a necessidade de uma cadeira de rodas e, usando celular, gravou toda conversa com o prefeito, em áudio e vídeo, explicou.

Existem mais vídeos

Fonte do site R1 SE, responsável pela publicação da denúncia contra Padre Inaldo, disse que há mais vídeos, que o Ministério Público Federal e a Polícia Federal já estão de posse da íntegra desse e de outros vídeos e áudios com teor semelhantes.

*** Acrescenta que em “breve será divulgado um outro material tendo o ex-prefeito Zé Franco como suposto protagonista”.

Cumpre protocolos

O vídeo realmente foi feito de dentro do gabinete, provavelmente por uma das pessoas que estavam conversando com o prefeito Inaldo.

*** Como foi feito é difícil saber, porque naturalmente o padre perceberia.

*** Fica a dúvida de como se deu a produção do áudio, mas de uma coisa fica a certeza: Inaldo cumpre protocolos sobre a covid, tanto que usou álcool gel 70 logo após entregar o dinheiro.

*** Um vereador de Socorro avisou: “se o prefeito acha que a gravação foi uma bomba, pior acontecerá amanhã.”

Tom mais ameno

Chega informação de político do bloco de Danielle Garcia (Cidadania) de que ela teria sido aconselhada a dar um tom menos policialesco às suas falas na televisão e nos áudios.

*** Há um grupo que se mostra arredio a esse estilo posto por Danielle, como se tivesse tratando com bandidos.

*** Danielle resiste a mudar o tom, porque acha que o povo gosta do seu estilo viril.

Delegada autoritária

O presidente de um partido político disse ontem que, para o segundo turno, a vaga já garantida é de Edvaldo Nogueira (PDT). Ele é que vai esperar com quem disputa a final.

*** Acha que Danielle Garcia pode despencar ao dar a mancada de “intimar seus adversários para um debate.

*** – Também pela resposta grosseira que deu ao candidato petista Márcio Macedo. O povo não vota no autoritarismo de ninguém, disse.

Mais uma mentira

O senador Rogério Carvalho (PT) informa que a Petrobrás afirmou em parecer que jamais acusou Lula de envolvimento em corrupção nos Estados Unidos.

*** E comemora: “mais uma mentira contra Lula é desmascarada”.

Uma boa conversa

Ainda é lenta – A campanha ainda está lenta em termos de população. Não se percebe interesse do eleitorado ainda pelo pleito, embora haja uma visão sobre candidatos.

Em carreata – O ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) participou ontem de carreata da candidata do bloco, Danielle Garcia (Cidadania).

Valmir reaparece – O ex-prefeito Valmir Monteiro participou de carreata em Lagarto, para fortalecer a candidatura do filho, Ibrahim, a prefeito.

Deu em O Globo – PF apreende dinheiro na cueca e no ânus de vice-líder do governo Bolsonaro em operação sobre desvios em verba do Covid-19.

Deus na Band – A última pesquisa PoderData/Band aponta que a avaliação do presidente Jair Bolsonaro se mantém estável entre os brasileiros.

Conexão política – Superior Tribunal de Justiça (STJ) manda soltar todos os presos do Brasil que dependam de pagamento de fiança.

Fátima Lima – Brasil a caminho do mapa da fome. É retrocesso pra tudo que é lado, parabéns aos que votaram 17.

DCM Online – Justiça manda bolsonarista Constantino indenizar Fábio Assunção por dizer que ator teve recaída na droga do petismo