19/10/20 - 16:39:30

LATROCÍNIOS REDUZEM MAIS DE 75% EM ARACAJU, CONFIRMA ANUÁRIO DE SEGURANÇA

Os latrocínios, que são os roubos que tem como consequência a morte da vítima, reduziram 75,3% em Aracaju. Em Sergipe, a queda foi de 22,6%. O resultado foi obtido a partir de comparativo entre os anos de 2018 e 2019. Os dados foram reunidos pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e publicados no Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020, divulgado nesse domingo, 18.

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020, no ano de 2018, em Aracaju, foram perdidas oito vidas, vítimas de latrocínio. No ano seguinte, 2019, duas pessoas perderam a vida em ações criminosas de roubo que tiveram como consequência a morte. O registros contabilizados pelo FBSP demonstram uma redução de 75,3% na incidência de latrocínios no estado entre os anos de 2018 e de 2019.

J á em todo o estado, o FBSP verificou que 32 vidas foram perdidas vítimas de latrocínio, em 2018. Em 2019, foram 25 pessoas vítimas desse crime em Sergipe. Os dados revelam uma queda de 22,6% na quantidade de latrocínios que ocorreram no estado entre os anos de 2018 e 2019. O resultado, além de números, demonstram a eficácia das ações de combate à criminalidade, que tem como o objetivo a preservação de vidas em Sergipe.

O secretário da Segurança Pública, João Eloy de Menezes, destacou que a redução na incidência de latrocínios em Sergipe, verificada pelo FBSP, é um marco positivo no combate à criminalidade. O secretário complementou evidenciando que as instituiçõe que formam a SSP estão atentas aos números verificados, para que mais vidas sejam salvas das ações criminosas em todo o estado.

“Tivemos a redução na incidência desse crime em nosso estado e celebramos. Mas, sabemos que precisamos reduzir cada vez mais os índices de criminalidade em nosso estado, com o foco sempre na preservação da vida de nossa população. Assim, estamos sempre nos reunindo, verificando a mancha criminal, e traçando planejamentos e ações para combatermos a criminalidade em Sergipe”, pontuou.

O comandante da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, reforçou o trabalho contínuo da tropa para inibir a ação de assaltante e, assim, reduzir os casos de violência. “Temos atuado nas áreas mais problemáticas.

O delegado-geral da Polícia Civil, Thiago Leandro, disse que o Departamento de Crimes contra o Patrimônio tem como meta zerar os casos de investigações em torno de latrocínios. “É um crime difícil de ser investigado, mas a nossa orientação de esgotar todos os recursos e encontrar os autores desses crimes”.

Fonte e foto SSP