19/10/20 - 13:19:42

Marcos Aurélio: pandemia tem refletido no número crescente de empreendedores

Comunicólogo e administrador levanta debate sobre venda direta e empreendedorismo

A pandemia do novo coronavírus afetou, entre outros setores, o cenário econômico de todo país. Tendo em vista a previsão feita pelo Lide Sergipe, entidade empresarial responsável por 22% do PIB (Produto Interno Bruto) sergipano, de que até dezembro deste ano, cerca de 17 mil empresas em SE fecharão as portas, deixando, aproximadamente, 43 mil desempregados, uma realidade tem dado um novo suspiro em meio aos caos financeiro: o crescente número de pessoas empreendendo.

Nos últimos dias 13 e 16 deste mês, o comunicólogo e administrador, Marcos Aurélio, trouxe ao debate o poder da venda direta e do empreendedorismo, de modo especial, negócios bem-sucedidos conduzidos por mulheres, que tem contribuído para o crescimento e aquecimento da economia sergipana.

“A pandemia reforçou esse despertar para o empreendedorismo. Mas temos dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em Sergipe, que esse ritmo crescente de empreendedoras já é uma realidade latente. Em 2019, por exemplo, esse percentual passou de 38% para 45%”, conta o candidato a vereador (PDT) por Aracaju, Marcos Aurélio.

*Construção do Projeto Aracaju*

Marcos criou o ‘Projeto Aracaju’, que basicamente apresenta duas pontas principais para a educação e o setor econômico da capital.

O sistema ‘3 pilares’ foi pensado e está sendo discutido, através das redes sociais, com o objetivo de implantar na educação de base, a importância do autoconhecimento e autoentendimento. O intuito é de que além de aprender a ler e escrever (essencial e de suma importância), a criança a partir de 10 anos e o adolescente de até 16 anos tenha a oportunidade de apreender sobre empreendedorismo, educação financeira e inteligência emocional, o que, diz MA: “com certeza, garantirá reações mas assertivas a determinadas situações da vida”.

A Linha de Crédito, por sua vez, foi idealizada para levar, àqueles pais que precisam de um investimento inicial para conseguir concretizar seu potencial de negócio e levar o alimento para sua família, a oportunidade de empreender, através de crédito entre R$ 2 mil a R$ 5 mil.

Essa possibilidade se dará através de uma qualificação profissional, com o aval da Prefeitura de Aracaju.

*Venda direta*

E sobre a importância de levar às escolas a capacitação para decisões mais assertivas, o comunicólogo realizou duas lives na última semana com as empreendedoras de sucesso: Andreia Reys e Vivi Lima. Ambas têm histórias de superação, de iniciativas de empreendedorismo na venda direta.

Ao pesquisar no site de busca as palavras venda direta, esse conceito é encontrado: “Um método de distribuição e vendas que aposta no trabalho de vendedores independentes, autônomos ou freelancer para realizar a comercialização de produtos”.

Um conceito que define a base da trajetória de sucesso de Andreia Reys, que é ex-cantora da Cintura Fina e, atualmente, comanda algumas equipes de vendas na Mary Kay e Chá Maravilhas da Terra.

Para Andreia, o sucesso no que faz, vem muito da sua experiência própria. “Tive a chance de iniciar na venda direta na Mary kay. Não achava que tinha aptidão. Hoje, lidero equipes também no Chá Maravilhas da Terra. Cada pessoa que integra o grupo, que decide empreender, ganha seu dinheiro”, conta.

Vivi Lima, diretora da Mary Kay, chegou ao cargo após vencer depressão, vencer muitos desafios e de acreditar em si própria.

“Em 2014 ganhei meu primeiro carro rosa. Em 2017, outro. Sou professora de formação e cheguei num estágio da vida que eu me vi limitada. Empreendi e mudei minha realidade. Acredito que as escolas deveriam ensinar empreendedorismo. Muitas crianças e jovens tem muito potencial. Precisamos estimulá-las”, finaliza Vivi.

Assessoria de Imprensa