20/10/20 - 08:02:16

Sincadise faz balanço de ações sociais na pandemia em Sergipe

O Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Estado de Sergipe (Sincadise), fez um balanço das ações realizadas para a sociedade sergipana no período da pandemia. O presidente do sindicato, Breno Pinheiro França, descreveu as ações e lembrou que a entidade esteve presente desde o começo do problema, atendendo às demandas sociais, de entidades filantrópicas e engajou-se na luta pela compra de respiradores para hospitais de Aracaju.

Foram entregues mais de 30 toneladas de alimentos em ações realizadas pelo próprio sindicato, direcionando para comunidades em condição de fragilidade social, como a campanha realizada com o Instituto ABAD, que levou cinco mil quilos de alimentos para as famílias da comunidade Tia Caçula, no bairro Lamarão. Além disso, mais de 15 toneladas de alimentos foram distribuídas pelas empresas componentes do sindicato para as ações sociais realizadas pelo Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, através do programa Mesa Brasil Sesc, destacando a live Show Canta Sergipe, doação de alimentos para os profissionais da beleza, entregando cinco toneladas de alimentos para o Sindicab, bem como ações pontuais de entrega de mais 10 toneladas de alimentos para instituições de caridade e assistência aos menos favorecidos.

França lembrou que os empresários do sindicato também fizeram a doação de três respiradores para os hospitais Cirurgia e Universitário, com a doação do valor de compra dos três equipamentos. Os aparelhos ajudaram a salvar muitas vidas, com os atendimentos realizados às pessoas que enfrentaram a COVID-19 nas unidades de saúde. A campanha realizada pelas entidades empresariais sob liderança da Fecomércio, conseguiu a doação de 20 respiradores para os hospitais. O presidente do Sincadise, destacou a importância da ação social para ajudar a combater a fome e o coronavírus, minimizando os problemas da população mais pobre, que mais sofre com a doença e suas consequências.

“Estamos muito felizes com o que temos feito para dar nosso retorno social para combater o principal problema correlato que a pandemia tem trazido, a insegurança alimentar para as famílias mais pobres. Para isso, realizamos a distribuição de alimentos para dezenas de instituições, em parceria com o Instituto ABAD e com o Sesc, por meio do Mesa Brasil. E também cumprimos nosso dever de cidadania, apoiando o tratamento das pessoas menos favorecidas, com a doação de três respiradores para os hospitais sergipanos. É importante que os empresários do atacado continuem fazendo sua parte, pois temos uma grande responsabilidade com a sociedade. Esses investimentos são fundamentais para que ajudemos a salvar vidas e combater a fome”, disse Breno França.

Além disso, no cerne empresarial, os empresários do comércio atacadista e distribuidor conseguiram garantir que não houvesse escassez de alimentos para os consumidores, uma das temeridades iniciais da pandemia. Breno lembrou que o compromisso com a população foi assumido e cumprido com êxito.

“Quando a fase mais complicada da pandemia começou, houve uma grande especulação de que iria haver desabastecimento nos supermercados e lojas do varejo. Em abril, quando se levantou essa hipótese, reafirmamos nosso compromisso com os varejistas e com os consumidores. Não houve escassez de nenhum tipo de produto, o que mostra a eficiência das empresas do atacado distribuidor, ressaltando nosso compromisso com as pessoas. Estamos vencendo a pandemia e as empresas e colaboradores do atacado estão saindo mais fortes desse problema”, comentou.

Por Márcio Rocha

Foto assessoria