21/10/20 - 14:55:37

Pesquisadores desenvolvem equipamento pra medir radiação

Programa Centelha foi fundamental para consolidação do projeto

Pesquisadores sergipanos estão desenvolvendo um equipamento de leitura de informações sobre radiação, com resultados promissores no campo da Física Experimental e áreas correlatas. Trata-se do projeto Zeus Dosimetria, que surgiu como um projeto de pesquisa de iniciação tecnológica, no ambiente universitário, e hoje recebe o apoio do Governo de Sergipe por meio do Programa Centelha, que é operacionalizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec).

O equipamento em que o projeto se baseia, denominado leitora de dosímetros, é utilizado para medir informações sobre a radiação a qual determinado material foi submetido, ou características de radioatividade próprias do material examinado. Outra aplicação da leitora é a utilização em dosimetria pessoal, servindo para monitorar as doses absorvidas por trabalhadores expostos a radiação.

Inicialmente, o projeto Zeus visava realizar manutenções e melhorias na leitora utilizada pela equipe do Laboratório de Preparação e Caracterização de Materiais (LPCM) do Departamento de Física (DFI) da Universidade Federal de Sergipe (UFS). “Durante a pesquisa, foram substituídos componentes, realizadas melhorias no equipamento e adicionadas outras técnicas de leitura pela leitora, ampliando as possibilidades de pesquisa utilizando um mesmo equipamento. O sucesso das melhorias e a qualidade dos resultados nos fizeram cogitar a possibilidade de desenvolver um produto ainda melhor e mais completo, que pudesse ser comercializado”, afirma Iuri Rodrigo Ferreira Alves da Silva, um dos coordenadores do projeto.

Oportunidade

De acordo com Iuri Rodrigo, o Programa Centelha trouxe viabilidade ao projeto, que atualmente encontra-se em fase de produção. “Quando soubemos do Centelha, ficamos muito animados, pois seria a oportunidade de conseguir realizar a compra dos componentes necessários para a implementação da nova leitora, além da possibilidade de obter mais capacitação por parte da equipe”, enfatiza o pesquisador.

Além de Iuri Rodrigo, a coordenação do Zeus é assumida por Adriano Borges Andrade e Maria de Andrade Gomes Silva. Os pesquisadores Mário Ernesto Giroldo Valério e Zélia Soares Macedo são responsáveis pela parte de gestão do projeto. A equipe é composta por doutores em Física Experimental com experiência em Física das Radiações, além de um engenheiro em Eletrônica, especializado em processos de automação. Todas essas competências devem garantir, além da produção dos dosímetros, a análise dos dados colhidos em cada medição, o desenvolvimento e otimização da rotina do software de aquisição de dados, e sua integração com os componentes eletrônicos do projeto.

Em virtude da pandemia do coronavírus (Covid-19), a equipe aguarda a chegada das peças, que foram importadas e são produzidas somente por empresas estrangeiras. A expectativa é de que a finalização do projeto permita a oferta do produto a preços acessíveis, sobretudo para pequenos estabelecimentos.“Acreditamos que o sucesso da empresa pode beneficiar bastante o comércio nacional, pois uma das aplicações dessa leitora é a utilização em dosimetria individual entre trabalhadores, impedindo que sejam excedidos os limites de dose determinados por lei. Isso já é feito em clínicas, laboratórios e hospitais. Porém, a maioria das empresas que realizam tais serviços é estrangeira ou importa equipamentos de leitura. Isso torna o processo mais custoso para o consumidor final”, salienta Iuri Rodrigo.

Centelha

O Programa Centelha é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap). A Fundação CERTI também integra a parceira, sendo responsável pela operação. Em Sergipe, o Governo do Estado conduz o programa através da Fapitec, que é vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec). O propósito do programa é disseminar a cultura empreendedora no Brasil e estimular a criação de empreendimentos inovadores.