22/10/20 - 06:02:01

“Black Fraude”? O “marketing” vai eleger o prefeito de Aracaju novamente? 

Analisando os candidatos a prefeito de Aracaju percebemos o eleitorado tem uma “coletânea de estilos” como opções para comandar o Centro Administrativo a partir de janeiro próximo. Temos candidatos mais “inflamados”, seja fazendo o estilo “pé na porta” ou “o dono da verdade”; temos candidatos que serão apenas bem lembrados e aqueles que podem resultar em verdadeiras decepções; existem candidatos desconhecidos e/ou que estão na disputa apenas para marcarem posições e defenderem seus ideais, para conquistarem representação.

Mas a disputa pela Prefeitura de Aracaju também apresenta para o eleitorado o “candidato do marketing”, ou seja, aquele nome que está longe de ser aquilo que vem sendo projetado e “vendido” na campanha eleitoral do rádio e da tv, e também nas redes sociais. É como se você trabalhasse em um supermercado e o seu gerente lhe estabelece como “meta” daquele mês a venda de determinado produto para o maior número de consumidores possível, mesmo que você tenha consciência que não levaria aquela “oferta” para sua casa, nem com o seu “desconto de funcionário”…

Para preservar o seu emprego, ainda mais tempos de pandemia, aquele pobre vendedor terá que “suar” para “bater a meta”, tendo que “vender aquele produto ruim”; vai ter que gastar a saliva, provar seu poder de convencimento, utilizar algumas estratégias de marketing. É algo, mais ou menos parecido, que está ocorrendo na disputa pela Prefeitura de Aracaju! Pior é que depois, mesmo com “êxito”, o próprio “vendedor” se questiona sobre, não sua capacidade de persuasão, mas sim sobre a falta de critérios com que alguns setores da sociedade costumam fazer suas escolhas…

Na política é muito usada a expressão de que “o voto não tem preço, mas tem consequência”; no marketing, alguns especialistas costumam dizer que “o barato, sempre custa mais caro”, ou seja, nem sempre aquele “produto” que está bem alinhado, bem arrumado, com uma boa propaganda e bem posicionado na vitrine, com uma “mensagem leve”, vai contemplar a clientela! Muitas vezes ele se torna uma verdadeira “bucha” e a pessoa, sente-se enganada, com um “problemão” e sem direito a troca ou devolução, até porque aquela “promoção” só ocorre a cada quatro anos…

Este colunista não quer aqui subestimar a inteligência do aracajuano, mas entende que ele pode sim fazer uma ampla “pesquisa”! Como anda sua rua ou avenida? Estão limpas e iluminadas? E as escolas e postos de saúde do seu bairro? Como está a qualidade de ensino da rede pública? E o saneamento básico? Tem ônibus novo e seguro passando na sua porta? Existem medidas de incentivo para geração de emprego e renda na sua cidade, para pequenos, médios e grandes comerciantes? E quanto às políticas para potencializar os pontos turísticos? Há segurança garantida nos espaços públicos?

Essas são “dicas” para o “consumidor” fazer a diferença no “dia das compras” e escolher “o melhor produto” e não se deixar levar por uma simples propaganda! Também é sempre bom ter cuidados com alguns “influencers”, até porque aquela “mercadoria” pode ser até “boa” para eles, mas talvez não sirva para a você, para seus amigos e sua família! É sempre bom pesquisar bastante o “histórico do produto”, pegar “boas referências”, inclusive “experiências de terceiros”. Novembro é tempo de “promoção” e “saldão” e, na hora de escolher o (a) candidato (a), cuidado! Você pode findar caindo em uma “Black Fraude”, novamente…

Olha o gaiato!

Um “gaiato” bastante experiente na política sergipana, avaliando o cenário estadual, inclusive em Aracaju, chegou a uma conclusão, no mínimo “curiosa”: “serão vencedores das eleições municipais deste ano aqueles candidatos que conseguirem mentir mais para a população! O que a gente vê por aí é muita propaganda enganosa!”. É o cuidado necessário com as “promoções” que este colunista vem alertando no comentário acima…

Áudios da Saúde I

Lembram-se do vazamento do áudio de do ex-secretário de Estado da Saúde, Valberto Lima, sobre um possível uso político da Pasta em meados de 2018, semana passada? Não é estranho que o Poder Executivo tenha, simplesmente, “silenciado” sobre os fatos narrados? Será que a sociedade não merece os devidos esclarecimentos?

Áudios da Saúde II

Valberto, segundo consta na gravação, disse que “passou alguns meses apenas trabalhando para viabilizar o nome do governador Belivaldo Chagas (PSD) e que, só a partir de janeiro do ano passado, a Pasta começou realmente a cuidar da Saúde pública do povo sergipano”. Isso não merece uma investigação e/ou apuração?

Imprensa calada

Por que quando se trata de um áudio ou declaração relacionada, por exemplo, ao presidente da República, a imprensa sergipana mesmo gosta de “repercutir” e chega a se “sentir atingida e ofendida”, mas por que não tem a mesma “indignação” com essas coisas que estariam ocorrendo em Sergipe? A imprensa calou por que é “seletiva”? Ou por que não achou importante/interessante/relevante? Sei não…

O que diz o áudio?

No áudio, o ex-secretário diz “Jorge Kleber precisa criar juízo! Ele assumiu, interinamente, o (Fundação) Parreiras Horta, e até hoje não me veio um relatório do que foi feito, das mudanças que ele fez! E o Parreira Hortas é a Secretaria de Saúde! Jorge Kleber não é menino, ele tem 15 anos de serviço público e fez tudo isso calculadamente! A Fundação só serve para fornecer RH (recursos humanos) para a Secretaria de Saúde. É o mesmo modus-operandi! O diretor bota pra arrombar! A gente reclamou tanto tempo de Rogério (Carvalho, ex-secretário e hoje senador)! E, na minha concepção, eu não vejo nada diferente!“.

Bolsão de Hora-extra?

Como se não bastasse, Valberto ainda diz na gravação que a Fundação Hospitalar de Saúde foi criada com um objetivo e “evoluiu com outra finalidade“. “O Governador me ligou, ontem, reclamando que o HUSE estava cheio há um ano! Rapaz! Tem que reconhecer que a secretaria passou maio, junho, julho, agosto, setembro e outubro se adequando para a campanha dele, para a eleição dele! A gente começou a fazer saúde pública agora em janeiro (2019)!”, disse Valberto na gravação, externando ainda a suposta existência, à época, de um “Bolsão de Hora-extra” dentro do Hospital de Propriá.

Veja essa!

Diante da gravidade deste assunto, este colunista tem sido procurado por servidores da Saúde de Sergipe que parecem montar uma espécie de “dossiê” para que tudo seja bem esclarecido e nada caia no esquecimento. Resta saber que órgão cumprirá a “façanha” de fiscalizar a fundo tudo o que está sendo levantado por esses funcionários…

E essa!

Sobre esse polêmico “bolsão de horas-extras”, coincidências à parte, este colunista recebeu a informação, ainda extraoficial que o Samu Estadual conta com 28 supervisores de frota há mais de quatro meses, sendo que 14 deles não estariam exercendo plenamente suas funções e detrimento dos outros 14. Isso pode, Arnaldo?

Só mudou o nome?

Outra informação é que sobre a frota do Samu só mudou o nome do coordenador, mas que após a denúncia sobre o áudio de Valberto algumas exonerações “poderiam ocorrem” na Fundação Hospitalar de Saúde. Coincidências à parte, segundo consta no Diário Oficial do Estado dessa quarta-feira (21), algumas exonerações ocorreram na FHS. Resta saber se quem tá sendo nomeado como supervisor vai continuar recebendo as “horas-extras”…

Na Alese

Durante a prestação de contas referente aos dados do 1º quadrimestre, feita pela secretária de Estado da Saúde, Mércia Simone de Souza, na manhã dessa quarta-feira (21), na Assembleia Legislativa de Sergipe, vários parlamentares apresentaram questionamentos a respeito da Pasta, em especial, no que se refere ao combate da pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

Janier Mota

A presidente da Comissão de Saúde da Casa, deputada Janier Mota (PL), por exemplo, questionou a respeito dos planos de retomada para as cirurgias eletivas e sobre o plano de continuidade da COVID-19. Por sua vez, a secretária explicou que existe sim um plano elaborado e definido, para orientar as redes, privada e pública, com um protocolo em como proceder com os pacientes em casos de cirurgias eletivas.

Mércia Simone I

“As cirurgias foram autorizadas para serem retomadas reguardados os cuidados necessários. Temos um quantitativo de mais de três mil cirurgias represadas e de diversas especialidades. Nossa equipe já se debruçou sobre esta lista que vai ser compartilhada com os municípios e o plano é traçar onde aquele paciente reside e encaminhá-lo para fazer a cirurgia na unidade mais próxima. A nossa proposta é reverter esta situação mês a mês”, explicou a secretária.

Mércia Simone II

Mércia Simone ainda disse a Janier Mota que “a pandemia e os casos de rotina não vão acabar, vão fazer parte dos atendimentos do dia a dia. Hoje temos uma equipe com maior qualificação e manejo clínico. Nossos profissionais estarão muito mais preparados para liderar com os pacientes e oferecer o tratamento na forma adequada”.

Kitty Lima

Por sua vez, a deputada Kitty Lima (Cidadania) fez questionamentos sobre as vacinas para a COVID, se o Estado de Sergipe tem buscado fazer a aquisição e como será definido o acesso, qual metodologia o governo vai utilizar quando elas estiverem disponíveis para que a população tenha acesso. Ela também questionou se a Secretaria tem feito adequações em relação ao período eleitoral no combate à pandemia.

Competência do MS

“A vacina é uma competência do Ministério da Saúde. Por conta da necessidade e ansiedade, alguns Estados deram início a esse processo, mas recebemos a orientação do Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Nenhum Estado corre o risco de fazer a aquisição de um insumo sem que tenha a comprovação. E na reunião dos governadores, secretários, outros órgãos e o ministro da Saúde é preciso que a vacina tenha comprovação de sua eficácia pelo Ministério e da Anvisa”, disse a secretária.

Vacina em fevereiro?

Mércia ainda argumentou que “a única previsão que nos foi colocada foi para fevereiro ainda, sendo que sobre prazos a gente sabe que isso pode flutuar. Mas ainda não tá posto sobre quem vai ter acesso imediato a essa vacina, sobre qual será o critério de seleção”. Diante de um questionamento sobre as recentes denúncias externadas em um áudio do ex-secretário, Mércia disse que “esta é uma questão de ordem pessoal, individual do ex-secretário. Como coordenadora da Vigilância que era meu papel, eu procurei trabalhar e fazer o melhor possível dentro da secretaria”.

Iran Barbosa

Quem também questionou à secretária foi o deputado Iran Barbosa (PT). Inicialmente, ele procurou deixar uma mensagem de estímulo à secretária e sua equipe, na torcida pelo sucesso contra a pandemia. “Queremos que Sergipe passe com menor transtorno possível por estes problemas, mas estamos preocupados que no Nordeste isso parece que vem voltando. E o que mais nos incomoda é que, neste momento, o governo está liberando o retorno das aulas presenciais, quando estamos com casos superiores aos registrados em Maio. Vejo com muita preocupação e é preciso saber quais os protocolos que estão sendo observados”.

Retomada das aulas

Mércia Simone tratou de esclarecer que antes da retomada da Educação, houve a retomada gradual da atividade econômica, sempre em sintonia com a Secretaria de Saúde. “Trabalhamos com muita cautela e muita responsabilidade. O entendimento é para reabrir com segurança, ouvindo a todos, da rede pública e da rede privada e sempre de forma planejada”.

Gratificações cortadas

Sobre o questionamento sobre o corte de gratificações dos servidores da Saúde, mediante uma decisão judicial, a secretária explicou que homenagens serão feitas aos profissionais da “linha de frente” no combate à COVID. Ela explicou que, quando assumiu a secretaria, tomou conhecimento da determinação judicial questionando as gratificações e que tinha um entendimento que, em Maio, o corte não poderia ocorrer.

Projeto na Alese

“Procuramos mostrar para o Tribunal de Contas que estávamos vivendo uma pandemia e que eu precisava me debruçar sobre esta situação, tanto que montamos um grupo de trabalho. Hoje nós protocolamos aqui na Alese um projeto de lei para contornar esta situação, até porque também existe o impacto financeiro. Dialogamos com os sindicatos e explicamos a situação. Não são todos os servidores que perderam a gratificação, mas 1.182 trabalhadores”, explicou a secretária.

Georgeo Passos I

Depois de receber os elogios do líder do governo na Casa, deputado Zezinho Sobral (PODE), e os apelos da deputada Goretti Reis (PSD) sobre uma política de mais incentivo no tratamento do câncer de mama e de valorização da Campanha Outubro Rosa, Mércia respondeu aos questionamentos do também deputado Georgeo Passos (Cidadania). Ele questionou sobre os recursos que entraram na conta do Fundo Estadual de Saúde, e a secretária já assegurou que na próxima apresentação do 2º quadrimestre trará o detalhamento.

Georgeo Passos II

O deputado também questionou de quanto existe de saldo nas contas do Estado referentes aos mais de R$ 800 milhões que chegaram de ajuda no combate à pandemia do governo federal, considerando que foram pagos pouco mais de R$ 100 milhões até agora. Ele também questionou sobre o áudio do ex-secretário de Saúde e perguntou se na atual gestão houve corte ou aumento sobre o pagamento de horas-extras.

PSS vem aí!

A secretária explicou que os extras muitas vezes acontecem para a cobertura de espaços não preenchidos nas escalas, em especial por médicos. Ela falou em minimizar o impacto financeiro, com a proposta de reduzir as horas-extras e que deve conseguir resolver com um PSS (Processo Seletivo Simplificado) da Saúde para cobrir todos os “vazios” na rede.

Pauta da Alese

Os deputados estaduais voltam a se reunir, em ambiente misto, na manhã desta quinta-feira (22) em mais uma sessão remota, por conta do novo coronavírus (COVID-19). Na tarde dessa quarta-feira (21), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo (MDB), em entendimento entre os líderes da situação e da oposição, definiu a pauta de votação para a sessão deliberativa.

Do Executivo I

De autoria do Poder Executivo será apreciado e votado o projeto de lei que institui a Política Estadual de Combate à Desertificação (PECD) e estabelece os meios de implementação; e também dispõe sobre o ator sergipano de combate à desertificação; cria o Conselho Permanente de Combate à Desertificação (CPCD).

Do Executivo II

Ainda do Executivo outro projeto de lei que entra na pauta é que altera os artigos 31, 32, 34, 35, 36, 37, 38, e acrescenta os artigos 32-A e 38-A a 38-F, bem como o inciso VII ao art. 55 da lei nº 4.133, de 13 de outubro de 1999, que dispõe sobre a organização e normas gerais de funcionamento da Polícia Civil, e sobre carreiras policiais civis.

Do Executivo III

Outro projeto do Poder Executivo revoga o art. 12; acrescenta os arts. 12-A; 12-B e 12-C; transforma o anexo único em anexo I e acrescenta os anexos II, III, IV, V e VI à lei nº 6.613, de 18 de junho de 2009, que dispõe sobre a constituição de quadro específico de pessoal de natureza provisória e em extinção, composto pelos servidores titulares de cargos de provimento efetivo ou ocupantes de emprego público, das unidades assistenciais da Secretaria de Estado da Saúde (SES) disponibilizados para as fundações instituídas pelas leis nº 6.346, 6.347 e 6.348, todas de 02 de janeiro de 2008.

Goretti Reis

Da deputada estadual Goretti Reis (PSD) será apreciado o projeto de lei que declara a “Festa do Vaqueiro” da cidade de Porto da Folha, Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de Sergipe e a inclui no Calendário Oficial de Eventos do Estado.

Maria Mendonça

De autoria da deputada Maria Mendonça (PSDB) será apreciado o projeto de lei que declara a “Sociedade Musical Filarmônica Nossa Senhora da Boa Hora”, sediada em Campo do Brito, Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de Sergipe.

Utilidade Pública

E de autoria da deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) será apreciado o projeto que reconhece de Utilidade Pública Estadual o Instituto Pangea – Meio Ambiente, Cultura e Educação (IPAN), CNPJ nº 13.588.373/0001-77, com sede e foro na Comarca de Aracaju.

Alessandro Vieira I

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) esteve reunido com o presidente Jair Bolsonaro. A pauta do encontro foi focada em projetos essenciais para o desenvolvimento de Sergipe, dentre eles, o fortalecimento da agricultura, energia solar, a questão do gás, Canal de Xingó, turismo, BR 101 e ampliação do abastecimento de água no Estado.

Alessandro Vieira II

“A reunião com o presidente Bolsonaro foi muito positiva. Recebi a confirmação do empenho pessoal dele para a finalização da duplicação da BR 101 e para o início dos trabalhos do Canal de Xingó. São obras estruturantes essenciais para Sergipe. Vamos tratar dos detalhes nos próximos dias com os ministros Tarcísio e Marinho”, ressaltou Alessandro Vieira.

Bolsonaro e o Nordeste

Bolsonaro esteve em Sergipe há pouco tempo, para inauguração da Usina Termelétrica Porto de Sergipe, considerada a maior da América Latina em seu segmento. O presidente vem se aproximando da região nordeste do país cada vez mais.

Sargento Vieira I

O candidato a vereador de Aracaju, Sargento Vieira (Cidadania) vai propor a criação da Guarda Municipal Itinerante, com o objetivo de garantir a segurança dentro dos ônibus do transporte coletivo público na capital sergipana. Vieira sugere que a gestão municipal faça novo concurso público para aumentar o efetivo da Guarda Municipal. Com mais guardas e após a capacitação, os agentes vão circular dentro dos ônibus para inibir a ação dos marginais.

Sargento Vieira II

“Dois agentes vão embarcar no ônibus, por exemplo, no Conjunto Bugio, na Zona Norte da capital, eles vão seguir viagem até determinado local, onde serão substituídos por outros dois que vão continuar na viagem. Assim o ônibus não ficará sem proteção e os passageiros terão segurança até seu destino final”, disse, assegurando que vai apresentar o PL na CMA e que este é um anseio antigo da população que diariamente utiliza o serviço público de transporte.

Maria do Carmo I

Com 14 milhões de brasileiros desempregados no Brasil, a senadora Maria do Carmo Alves (DEM) defendeu a instituição do microcrédito orientado como política pública de desenvolvimento e como instrumento para minimizar os efeitos do problema. Como exemplo, ela citou o Banco do Povo, criado em 2003 na gestão do então governador João Alves Filho (DEM), através de uma parceria entre a Secretaria Estadual de Combate à Pobreza, Assistência Social e Trabalho, com o Banco do Estado de Sergipe (Banese).

Maria do Carmo II

“Demonstramos na prática, que o uso do microcrédito como mecanismo de desenvolvimento é possível, viável e eficiente”, disse, ao revelar que em dois anos de atividade, o Banco do Povo de Sergipe propiciou a criação de 900 novos empreendimentos no Estado, gerando cerca de 8.500 empregos para os sergipanos. “Nesse período foram atendidas uma média de 18 mil pessoas e aplicados mais de R$ 6 milhões. Era garantido crédito a cidadãos e cidadãs de baixo poder aquisitivo, sem atividade e sem renda. Pegavam pequenos valores emprestados, sem garantia, a juros baixíssimos, e começavam negócios que, mesmo não sendo vultosos, garantiam-lhe uma independência financeira e, ainda, geravam emprego e renda”, lembrou.

“Administração em Pauta”

O conselheiro Federal e ex-presidente do Conselho Regional de Administração de Sergipe (CRA-SE), Adm. Diego da Costa, lança no próximo dia 4 de novembro, a partir das 19h, o livro ‘Administração em Pauta’, no auditório do Hotel do Sesc, localizado na Orla de Atalaia. O evento recebe apoio do CRA-SE, do Conselho Federal de Administração (CFA), do Rotary Club Aracaju Nova Geração e da Fecomércio.

Diego da Costa

O manuscrito é uma coletânea de vários artigos e textos publicados semanal pelo administrador, por mais de cinco anos, em um jornal de grande circulação de Sergipe. A publicação aborda diversos temas relevantes da área que contribuem, de maneira significativa, com a formação da carreira dos estudantes e qualificação dos profissionais.

 Solidariedade

Serão poucos exemplares disponíveis e o direito autoral da publicação foi doado para o CFA. “O livro ‘Administração em Pauta’ também ficará disponível em outras plataformas on-line. Tudo isto é a consolidação de um trabalho dedicado a administração, profissão da qual faço parte há mais de 17 anos”, finalizou o autor. Para ter acesso ao auditório, os leitores poderão fazer uma doação mínima de R$ 20 ou levar um pacote de fralda geriátrica.

Elber Batalha I

Foi aprovado na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) o Projeto de Lei  44/2019, de autoria do vereador Elber Batalha (PSB), que obriga a contratação pelo poder público municipal, administração direta ou indireta, de profissionais de jornalismo que possuam diploma de formação e registro no seu órgão de classe.

Elber Batalha II

Segundo o parlamentar, esse projeto vem para reparar um erro cometido com os profissionais da comunicação, em especial, os jornalistas, já que todas as categorias profissionais, sem exceções, têm como requisito essencial à prática da profissão, a exigência de uma graduação universitária. “O que se tem de injustiça hoje foi aquela decisão do ilustre ministro sergipano Carlos Aires Brito, que, a meu ver errou, e aqui todo meu respeito a figura que ele representa, em seu voto quando tirou a obrigatoriedade do diploma para o exército da profissão de jornalista”, lembrou.

Atenção jornalistas!

O vereador Elber disse que em vários tribunais tem se discorrido no Brasil que cada ente federativo pode colocar o diploma como pré-requisito na contratação de profissionais para exercer a profissão de comunicador. “Neste momento em que o Brasil sofre tanto com a disseminação das chamadas ‘fake news’, com informações que são das mais sofríveis origens, que causam mal a sociedade, que disseminam mentiras e inverdades; qualificar cada vez mais as nossas fontes de informações é um pressuposto imprescindível para o fortalecimento da democracia brasileira. Esse Projeto de Lei visa fortalecer não só a categoria de profissionais, mas, sobretudo, qualificar as informações que chegam até à população”, finalizou

Na cueca?

Chega a informação que um candidato a vereador de Carira foi preso em flagrante por uma viatura da Polícia Militar no povoado Altos Verdes. Existem rumores de possível compra de votos, quando teria sido encontrada uma quantia superior a R$ 15 mil, que estava escondido dentro de uma sacola na cueca do candidato. Ele foi preso e conduzido ao distrito policial para prestar esclarecimentos. A informação é que o candidato a prefeito de Carira, apoiado pelo cidadão, estava no povoado, mas conseguiu sair antes de a polícia chegar. Mas, ainda assim, também deverá responder pela denúncia de suposta compra de votos.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com