23/10/20 - 01:45:08

Eleição atípica e campanha desmotivada

Diógenes Braynerdiógenesbrayner@faxaju.com

Pesquisa mexe com campanhas eleitorais. Mesmo que se ponha em dúvida a isenção dos institutos, os resultados jamais foram bem vistos por aqueles que não se colocam à frente. Anima quem estava mais abaixo e dar um salto que renove a crença de ter sucesso na empreitada, mas certo desânimo a quem se mantém em passos lentos ou não saem do lugar. Embora já tenha cometido erros graves, inclusive em Sergipe, o Ibope transmite credibilidade maior que os institutos locais, em razão do chamado “quem contrata”.

Embora apenas 504 pessoas tenham sido ouvidas, assim mesmo por telefone, oferece uma oportunidade de vaga proporcionalidade e a não certeza dos percentuais de eleitores que completam uma eleição por inteiro, mas não se pode negar que são dados reais e dão uma sacudidela naqueles que estão em dúvida com as suas performances. Entretanto serve para que os melhores avaliados dêem ênfase à campanha e coloquem o bloco na rua com mais ânimo, além de atrair os indecisos que, naturalmente, não desejam “perder o voto”.

As previsões eram de um crescimento do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Aconteceu ao ganhar mais 2% em relação ao resultado anterior. Mas foi mais significativa porque a candidata Danielle Garcia (Cidadania) perdeu 2%, o que matematicamente faz o prefeito avançar 4% – dois ganhos por ele e dois perdidos por quem estava em segundo lugar. Também havia previsão dessa queda da delegada. Em nenhum momento ela deu sinais de avanços, pelo estilo que adotou, um tanto quanto arredio ao eleitorado.

O candidato do PT, Márcio Macedo, andou apenas 1% nessa segunda pesquisa do Ibope, mas se distanciou muito do terceiro colocado, Rodrigo Valadares (PTB), que deu o salto mais alto. Pulou de 6% para 10% e deixou Márcio na linha de empate técnico com todos os demais candidatos a prefeito, exceto os que não foram citados. O PT sempre expôs força excessiva em Aracaju, e os números do momento demonstram duas coisas: há algo de errado em sua estrutura ou a população já não o quer mais. Há necessidade de refletir sobre isso, sem criticar quem faz o alerta.

Não há dúvida quanto ao crescimento do candidato Rodrigo Valadares. Até iniciar a campanha, ninguém acreditava que ele chegaria a algum lugar na disputar pela Prefeitura de Aracaju, Mas vai crescendo, faz um programa bem elaborado e com cenas que permitem criatividade e, com isso, impressiona o eleitor. Está com 4% acima do PT e a apenas 9% atrás de Danielle Garcia – Já esteve a 15% – e essas diferenças o animam muito para continuar sua campanha ao lado da vereadora Emília Corrêa (Patriotas). Alguma coisa o eleitor está falando, que muitas lideranças não estão entendendo, principalmente o marketing.

Começa a se vislumbrar uma tendência de subida rápida de Rodrigo, queda drástica de Danielle e estacionamento de Márcio, porque essa é a perspectiva que se traduz no momento. Quanto à delegada, ou ela muda para cativar eleitores ou despenca de vez, porque a sociedade não está muito satisfeita com seu excesso de autoridade, sua estupidez e até grosseria que transmite quando fala em seu programas. Márcio Macedo tem que reavaliar a unidade do grupo e precisa chegar ao povo com a força de líderes que o PT sempre produziu.

Caso se mantenha esse quadro teimoso entre candidatos que e fixam numa posição de derrota, o prefeito Edvaldo Nogueira pode eleger-se no primeiro turno, até com certa tranquilidade.

Moleque e menino

A delegada Danielle Garcia (Cidadania) demonstra desequilíbrio, como candidata à Prefeitura de Aracaju, ao chamar publicamente o seu adversário Rodrigo Valadares (PDT) de “moleque” e “Menino”.

*** E mais, tentou desclassifica-lo ao perguntar: “quem é Rodrigo na fila do pão?”.

*** Rodrigo é um candidato igual a ela, um deputado estadual e não ficou bem para Danielle trata-lo de forma grosseira e com desdém.

Teria perdido a cabeça

Rodrigo Valadares diz que não vai responder à delegada Danielle Garcia, porque ela “demonstra que não tem equilíbrio para disputar uma eleição”.

*** Danielle perdeu a cabeça e voltou a ser delegada e não candidata à Prefeitura, ao chamar um adversário de Moleque e Menino.

Mantém arrogância

Como candidata, Danielle Garcia expõe a arrogância da delegada que é e põe um tom policialesco às suas declarações.

*** O eleitor não gosta desse estilo autoritário. Danielle passa a impressão que deseja assumir alguma delegacia em 2021.

*** Um detalhe: os demais delegados candidatos não demonstram arrogância, são educados e sabem que na disputa política todos são iguais.

Se sente em paz

Candidato a prefeito pelo PRTB, o ex-prefeito Almeida Lima diz que se sente em paz: “Enquanto os outros estão se esfaqueando estou na paz fazendo a minha campanha”.

*** Almeida faz mini-carreatas sem descer da camioneta e diz que tem boa receptividade. Encontra pessoas que não sabiam da sua candidatura.

*** Admite que a campanha seja paupérrima, sem recursos e nenhuma doação.

OAB-SE e debate

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional de Sergipe, está pensando em fazer um debate com os candidatos a prefeito de Aracaju, mas barra no número de prefeituráveis.

*** São onze candidatos e a Ordem estuda a possibilidade, porque pretende convidar a todos eles. A definição sobre o debate acontece hoje.

Numa crescente

O empresário Milton Andrade (PL) admitiu, ontem à tarde, que a campanha da delegada Danielle Garcia está numa crescente “muito boa”.

*** Milton Andrade é um dos principais articuladores de campanha e teve o seu nome lembrado como provável secretário em caso de uma vitória de sua candidata.

Sobre pesquisa interna

O presidente de um partido que se comporia com o Cidadania, caso a candidata fosse a vereadora Emília Corrêa, disse que “a única coisa que movimenta a campanha é Danielle dizendo besteira com Rodrigo Valadares”.

*** Lembrou que a candidata do grupo seria Emília, mas o senador Elessandro Vieira propôs uma pesquisa e a escolhida teria o apoio de todos.

*** Emília aceitou, mas quando soube que a tal pesquisa fora feita por pessoas ligadas ao Cidadania, que teve Danielle como preferida, Emilia não aceitou e rompeu.

Prende todo mundo

O ex-prefeito João Augusto Gama (MDB) não tem dúvida que se essa crescente ocorrer até o final da campanha, o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) ganha no primeiro turno.

*** Gama conta que ouviu de uma cozinheira, no prédio em que mora, o seguinte: “se demorar muito, essa delegada Danielle prende todo mundo. Até agora ela não disse a que veio.”

Quem é o marqueteiro?

Gama disse que não sabe quem é marqueteiro de Danielle, mas exibe a candidata agressiva, “falando com o dedo na cara do telespectador”.

*** Também falou sobre o PT e admite que o partido se acabou. Sobre o candidato, Márcio Macedo, percebe que ele “não tem empatia e nem lidera internamente.”

*** Quanto a Rodrigo Valadares, acha que ele “não passa a segurança de uma pessoa adulta”.

Pressão grande

Membros do Republicanos revelam que está havendo uma pressão grande em Carira contra o Dr. Robson. É que ele ousou enfrentar grupos tradicionais na disputa pela Prefeitura.

*** Esses grupos são do prefeito municipal Arodoaldo Chagas (Negão) e do ex-prefeito Bosco Machado.

*** Dr.Robson não teria nada com o caso do dinheiro (R$ 15 mil) encontrado na cueca do vereador.

Troca-troca no sertão

A política no sertão está numa fase terrível de traição. São os candidatos a vereador que pulam de um lado para outro com objetivo de consolidar a eleição.

*** O problema são as dificuldades e as ofertas generosas que podem melhorar a situação. Mesmo de quem não tem expectativa de vitória.

Honroso terceiro lugar

Mais um influente integrante do Partido dos Trabalhadores acha que a campanha de Márcio Macedo não está decolando. Reconhece que falta comando.

*** Não foi o único a citar o nome de Eloísa Galdino, do setor de produção, como uma das causadoras desse tumulto, pelo seu estilo de conduzir os trabalhos.

*** Admite que se Márcio Macedo chegar em terceiro lugar “já será honroso para o partido.”

Henri acredita

O ex-presidente da OAB-SE, Henri Clay, acha que a campanha de Marcio Macedo (PT) está evoluindo muito bem, apesar das dificuldades com a pandemia e financeiras.

*** Para ele, “a receptividade na periferia tem sido maravilhosa”.

*** E acredita que “há uma mística presente no inconsciente coletivo do legado de Déda e as obras sociais de Lula”.

Ivan e Marcio

Em Estância, o ex-prefeito Ivan Leite vê um crescimento do seu candidato a prefeito, Marcio Souza (Psol), em toda a cidade.

*** Segundo Ivan, o prefeito Gilson Andrade “demonstra grande agressividade diante do desespero que invadiu sua campanha”.

Acolhimento legal

Deputado Capitão Samuel disse ontem que a Secretaria da Inclusão Social é responsável legal pela política de acolhimento e cuidado a dependentes químicos segundo, a Lei.

*** Em ressente reunião online a secretaria informou o contrário e por isso não faz nada para ajudar as famílias que estão sofrendo.

Para eleger vereador

Segundo cálculos de um político experiente e habituado a essa avaliações o quadro para a Câmara está assim: PSD elege 4 vereadores, PDT 2, PP 2, PT 2, Solidariedade 1, Cidadania 2, PSC 2 e Republicanos 2. Total: 19 vereadores eleitos.

*** Sobra 5 vagas de vereadores para partidos que podem ou não atingir a legenda: PTB, Avante, Podemos , PSL, Rede, PMN, PL, DEM, Patriota, PSB. Agora é correr e pedir votos, todos têm chance de fazer um vereador.

Uma boa conversa

Sobre pesquisa – O Ibope voltou a mostrar ontem o retrato do momento. Animou alguns, entristeceu outros e alertou aqueles que precisam se recuperar junto ao eleitor.

Serve para orientar – Pesquisa de qualquer forma é um retrato rápido do momento, mas serve para orientar, mesmo que não se acredite nelas.

Metrópoles – Butantan acusa Anvisa de retardar chegada de material para a vacina chinesa.

Andreza Matais – A República Federativa das Cuecas ganhou um novo episódio: Ministro do STJ aparece de cueca em sessão da Corte.

Cueca exposta – A moda está pegando: o vereador da cidade de Carira, no alto sertão de Sergipe, foi flagrado hoje com R$ 15 mil na cueca.

Não dará em nada – A moda está pegando: o vereador da cidade de Carira, no alto sertão de Sergipe, foi flagrado hoje com R$ 15 mil na cueca.

De O Globo – TRE proíbe live de Caetano Veloso para campanha de Manuela D’Avila em Porto Alegre.

João Dória – Negar acesso à vacina é criminoso. É dizer não à volta ao normal, à retomada da economia. É negar a vida aos brasileiros.