28/10/20 - 06:11:01

Conselheiros estaduais se reúnem e discutem sobre trabalhos realizados no SUS

Debater sobre a melhoria do Sistema Único de Saúde (SES) em Sergipe e conhecer o trabalho do serviço de tratamento e acompanhamento aos recém-nascidos de alto risco no Estado. Estes foram os principais objetivos da 241ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Saúde de Sergipe (CES/SE). O encontro com os conselheiros estaduais foi realizado nesta terça-feira, 27 de outubro, no auditório da Fundação Estadual de Saúde (Funesa).

A reunião iniciou com uma oração, depois houve os informes dos conselheiros e da Secretaria Executiva. Em seguida, a gerente do Ambulatório de Seguimento do Recém-Nascido de Risco “Maria Creuza de Brito Figueiredo”, conhecido como ‘Follow Up’, a enfermeira Catharina Corrêa Costa, fez a apresentação do serviço, onde as crianças de alto risco nascidas na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes são acompanhadas por uma equipe multiprofissional até os dois anos de idade. O serviço é composto de vários especialistas e está localizado onde funcionava a antiga Maternidade Hildete Falcão Batista, no bairro José Conrado de Araújo.

“O Ambulatório é um anexo da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, só cuidamos de recém-nascidos encaminhados por lá. Desde 2003 que está em funcionamento. De lá para cá melhoramos mais o serviço. Somente no ano passado tivemos 11.328 atendimentos com os diversos especialistas”, explicou Catharina.

A gerente da Coordenação Estadual de Assistência Hospitalar de Urgência, a enfermeira Vanessa Lima, explicou sobre a organização da Rede de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado da Saúde (SES), falou sobre o estudo para atualizar os padrões de equipe, principalmente do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e sobre a parceria com o Hospital de Cirurgia. Ela foi acompanhada pela Referência Técnica da Coordenação, Carmeluce Dorneles Martins.

A presidente do CES/SE, Sheyla Andrea dos Santos, apresentou o planejamento da Capacitação em Instrumentos de Gestão para conselheiros que fazem parte das Comissões de Fundos dos Conselhos Municipais de Saúde. Esta capacitação será realizada nas sete Regionais de Saúde de Sergipe, de 17 de novembro a 10 de dezembro deste ano, com o apoio do setor de Auditoria do Núcleo do Ministério da Saúde em Sergipe e da Diretoria de Planejamento da SES e a parceria da Funesa.

“Quero parabenizar a gestão estadual da Saúde por terem enviado técnicas tão competentes que tiraram todas as nossas dúvidas sobre os temas abordados e também parabenizar os conselheiros pelos questionamentos pertinentes às técnicas da SES. Um Conselho de Saúde se fortalece com a participação de todos”, enfatizou Sheyla.

Encaminhamentos

Na pauta de ‘O Que Ocorrer’ foram realizados os encaminhamentos. Foi criada uma Comissão Provisória de Ética por 45 dias para apurar uma denúncia. A comissão é composta de oito membros, de forma paritária, ou seja, de 50% de conselheiros usuários do SUS, 25% de trabalhadores e 25% de gestores.  Outro encaminhamento foi uma Nota de Repúdio contra a regulação de leitos e, ainda, uma Recomendação para revisão e redistribuição do fluxo de atendimento ao paciente de politraumas na Rede de Urgência e Emergência do Estado.

Por Gleydiomar Souza Góis

Foto: Jorge Júnior