30/10/20 - 08:35:04

Pesquisas cegam o eleitor

Por Adiberto de Souza

Concebida para registrar os sentimentos dos eleitores e acompanhar suas flutuações, a pesquisa eleitoral está sendo usada em Sergipe para cegar o cidadão. Claro que há exceções! Em alguns municípios, cada candidato a prefeito divulga índices que lhe são favoráveis, causando grande confusão na cabeça da população. Registre-se que a Justiça Eleitoral tem proibido a divulgação de determinadas consultas de opinião visivelmente direcionadas, porém essa providência não tem sido capaz de impedir que empresas descompromissadas com a verdade continuem fazendo pesquisas ao gosto dos clientes. Não se quer aqui condenar a importância desse instrumento científico, porém é preciso avaliá-lo com critério para não “comprar” gato por lebre. Uma consulta de opinião direcionada, como muitas que estão sendo feitas por aí, afronta o eleitor e traz graves prejuízos à sociedade, vez que influencia no processo democrático. Portanto, o eleitor sergipano precisa ter muito cuidado com essa dança dos números exibida pelos institutos de pesquisa e fazer uma avaliação pessoal de cada candidato antes de ir às urnas. Fique ligado!

Dia de eleição

Promotores vão às urnas, nesta sexta-feira, para eleger a lista tríplice da qual sairá o novo procurador-geral de Justiça de Sergipe. São candidatos os promotores Deijaniro Jonas Filho, Manoel Cabral Machado Neto, Etélio de Carvalho Prado Junior, Nilzir Soares Vieira Junior, Eduardo Lima de Matos, José Rony Silva Almeida, além do atual procurador-geral Eduardo D’Ávila. Caberá ao governador Belivaldo Chagas (PSD) escolher na lista tríplice o futuro comandante do Ministério Público Estadual. Boa sorte aos candidatos!

Quer pular da ponte

E o folclórico vereador de Itabaiana, Vardo da Lotérica (PTB), fez uma funesta previsão ao falar sobre a candidatura de seu filho Breno (PL) a vereador daquele município. Segundo o petebista, a campanha do herdeiro está “pocando, descendo e quebrando”. Quando questionado se Breno tem chance de vitória, Vardo disse que “se nós perder essa, eu pulo da ponte do Rio Vaza Barris e me suicido”. Vereador, muita calma nessa hora. Ôxe!

Fique de olho

A Justiça Eleitoral adverte que a responsabilidade do eleitor vai além do voto. Cada cidadão pode fiscalizar a atuação dos candidatos durante a campanha, para conferir se estão agindo de acordo com a lei. Deve ainda prestar atenção nas propostas dos candidatos e analisá-las antes de escolher em quem votar. Cabe também aos eleitores cobrar dos políticos eleitos tudo o que eles prometeram durante a campanha. Portanto, fique atento!

Candidatura revigorada

O delegado Paulo Márcio (DC) recebeu uma injeção de estímulo à sua candidatura. Falando em nome da executiva nacional, o presidente do partido, José Maria Eymael, reafirmou o seu apoio ao prefeiturável aracajuano, que anda se estranhando com a direção do DC em Sergipe. Após a conversa, Paulo Márcio se disse revigorado para continuar na disputa eleitoral. Eymael também telefonou para Airton Costa, presidente da legenda no estado: “Vamos manter a candidatura do delegado até 15 novembro e trabalharmos para eleger nossos candidatos a vereador em Aracaju”, frisa Costa. Ah, bom!

Duas caras

Ele nem parece gente,
Tá mais pra camaleão,
Vira outro em segundos,
Conforme a situação,
É assim nosso político,
Antes e após a eleição.

O cordel acima é do poeta Carlos Alberto Fernandes da Silva.

Uso da máquina

O governador Belivaldo Chagas (PSD) pode até negar de pés juntos, mas a distribuição de 400 títulos de posse de terra a agricultores de Simão Dias cheira a uso político da máquina pública. Principal cabo eleitoral do candidato a prefeito simãodiense Aloizio Viana (PSC), o governador deixou para distribuir o benefício às famílias do campo faltando apenas 18 dias para as eleições. Foi justamente por atitudes como esta, que a Justiça Eleitoral cassou o mandato de Belivaldo, sob a acusação de uso eleitoral da máquina pública na campanha de 2018. Home vôte!

Fora do páreo

A Justiça Eleitoral já indeferiu mais de 10 mil candidaturas em todo o país. Em Sergipe, foram negados registros a 19 candidatos a prefeito. Na capital, 50 postulantes à cadeira de vereador tiveram seus registros indeferidos. Falta de documentos e ficha suja são os principais motivos das impugnações. Muitos candidatos ainda podem concorrer contra a decisão em primeira instância. Esta informação é do Blog da jornalista Rita Oliveira.

Quem é manhoso?

O experiente jornalista Luiz Eduardo Costa estranhou o fato de o PT chamar o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) de “Rei Manhosão”. Segundo ele, o PT é o único partido que não tem autoridade moral para fazer críticas ao pedetista: “Há tão pouco tempo, o PT tinha Eliane [Aquino] vice de Edvaldo, e ocupava ainda vários postos importantes na Prefeitura. Edvaldo já era “Manhosão” naquele tempo ou Márcio Macêdo manhosamente, por mero oportunismo, só agora constata as “manhas” de Edvaldo? Às vezes, um mínimo de coerência faz bem ao político”, ensina o jornalista. Marminino!

Lágrimas de crocodilo

Ao lamentar a proibição de participar da campanha da irmã, Carla Sukita (Republicanos), o ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita (Republicanos), caiu no choro. Disse não merecer ser perseguido pela Justiça “em benefício de meus adversários” e lembrou ter sido ele quem elegeu a ex-esposa e prefeita capelense Silvany Manlak (PSC), hoje sua principal adversária. Há quem diga em Capela que o choro de Sukita não passa de lágrimas de crocodilo. Crendeuspai!

Clima tenso

A campanha eleitoral em Canindé do São Francisco está pegando fogo. Para se ter uma ideia, até pedras estão sendo usadas contra os adversários. A principal vítima dessa criminosa estratégia é a Rádio Xingó. Segundo queixa prestada à Polícia pela direção da emissora, pessoas ainda não identificadas atiram pedras contra os carros que chegam à rádio. Este tipo de agressão começou depois que a rádio anunciou apoiar o candidato a prefeito Kaká Andrade (PSD). Misericórdia!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Folha de Sergipe, em 23 de janeiro de 1908.