01/11/20 - 08:40:15

Edvaldo criará Festival de Barzinhos com shows gratuitos em bares da cidade

Como forma de valorizar e apoiar a Cultura, o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), candidato à reeleição, destinará R$ 800 mil para o projeto “Festival de Barzinhos”, que oferecerá, de graça, shows de artistas locais para os bares de toda a cidade, criando assim mais opções de lazer e apoiando os pequenos comerciantes. A proposta foi apresentada por Edvaldo em seu programa eleitoral nesta sexta-feira, 30.

Responsável pela retomada de eventos culturais da cidade, como o Forró Caju, o Projeto Verão e o Réveillon, e por inovações como o Ocupe a Praça, a Quinta Instrumental, a Arena Multicultural, o Forró em Caju em casa e o Janela para as Artes, Edvaldo pretende avançar na aplicação da política cultural em Aracaju e conectá-la às novas demandas da sociedade.

Neste sentido, dentre as ações previstas estão transformar a Escola de Artes Valdice Teles numa unidade de ensino técnico com formação específica em Artes e Economia Criativa e certificação do Ministério da Educação, para ir além do foco estritamente lúdico da cultura e consolidar as lógicas da economia criativa na cidade, “priorizando o aspecto econômico presente em todas as iniciativas culturais”, frisa o prefeito.

Para viabilizar a transformação proposta para a Escola de Artes Valdice Teles, unidade gerenciada pela Funcaju que oferta, atualmente, mais de mil vagas em cursos e oficinas em áreas variadas das artes, Edvaldo e sua vice, Katarina Feitoza, planejam criar uma grade curricular transversal, “integrando os quadros da Secretaria Municipal da Educação e expertises técnicas das áreas econômica e de planejamento das secretarias municipais”, explica.

Cultura valorizada

Nos últimos três anos e nove meses, relembra o prefeito, sua gestão perseguiu com rigor as metas de fomento da economia criativa estabelecidas no Planejamento Estratégico. “E mesmo durante a pandemia não descuidamos do setor cultural, um mais impactados por esta crise sanitária. Inovamos e realizamos o Forró Caju em Casa, com 45 atrações, e fizemos um investimento inédito para estimular a produção artística cultural com o Janela para as Artes”, frisou o prefeito.

Segundo Edvaldo, o programa Janela para as Artes está possibilitando a construção de um acervo com vasta produção cultural – que inclui audiovisual, artes cênicas, música, teatro, literatura -, a ser disponibilizado numa plataforma digital aberta ao público. “A partir do edital desse programa mais de cem artistas estão contemplados. Além disso, estamos investindo, através da Lei Aldir Blanc, mais de R$ 4,6 milhões exclusivamente na área cultural”, completou.

“Ampliando as opção de entretenimento da cidade, criamos os projetos Quinta Instrumental e Ocupe a Praça, e realizamos a inovadora Arena Criativa, uma programação paralela ao Projeto Verão (evento que retomamos), justamente para incentivar produtores independentes que buscam espaço no mercado a fim de disseminar suas produções”, destaca Edvaldo. “Também vamos criar editais trimestrais dirigidos às principais cadeias produtivas da cultura em Aracaju”, completa.

De acordo com o prefeito, para tornar a capital sergipana “cada vez mais uma cidade que respira cultura, mais humanizada”, é necessário intensificar o incentivo ao desenvolvimento econômico “articulando ações culturais a intervenções urbanísticas”, frisa. “Por isso vamos requalificar a Galeria de Arte Álvaro Santos e as bibliotecas Clodomir Silva, no Siqueira Campos; e Ivone de Menezes, no Augusto Franco; criar um Centro Cultural de Convergência Midiática; e uma biblioteca pública virtual”, se compromete o candidato à reeleição.

Centro

Aliado às propostas de ocupação e revitalização do Centro Histórico da cidade, Edvaldo se compromete a requalificar o Centro Cultural de Aracaju, na praça General Valadão, e lá implantar uma cafeteria e uma sala de exposições, e criar uma programação efetiva de quarta a domingo no Cine Valmir Almeida e Teatro João Costa, além de criar, na mesma praça, uma feira semanal de antiguidades e artesanatos, aos sábados, com apresentação de artistas locais.

“Vamos expandir o projeto Ocupe a Praça para bairros, em versões semanais; e a desenvolver ações junto às feiras criativas e aos coletivos urbanos que atuam, principalmente, na periferia. E, na área do Audiovisual, vamos transformar o Núcleo de Produção Audiovisual (NPD) em Laboratório de Narrativas Audiovisuais, com financiamento e compra das produções e exibição no Centro Cultural e em circuitos nos bairros”, garante Edvaldo.

Todas as propostas de Edvaldo e Katarina para administrar Aracaju nos próximos quatro anos podem ser conferidas no site https://edvaldonogueira.com.br/ e na plataforma da Justiça Eleitoral para divulgação das candidaturas, no site do Tribunal Superior Eleitoral.

Da assessoria

Foto: Ana Lícia Menezes