02/11/20 - 07:10:59

Danielle Garcia reforça compromisso com os servidores públicos

Demonstrando compromisso e respeito aos servidores públicos, a candidata a prefeita de Aracaju, a delegada Danielle Garcia 23 (Cidadania), participou neste sábado, 31, do programa A Voz do Servidor, uma iniciativa do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aracaju – Sepuma, na Rádio Jornal.

Logo no início da entrevista, o presidente do Sepuma lembrou que o prefeito Edvaldo Nogueira não respondeu aos convites para participar do programa. Danielle lamentou a atitude do gestor e aproveitou para destacar que um dos pilares de sua administração será o diálogo permanente. “Vocês são testemunhas do quanto é difícil o diálogo com a atual gestão. Como é que se administra sem dialogar com os servidores públicos, sem ouvir suas demandas?”, questionou.

Outro ponto abordado foi a falta de reajuste dos servidores na atual gestão. “É uma falta de respeito com os servidores públicos, que fazem as coisas funcionarem. A reposição inflacionária é o mínimo que tem que ser dado todo ano. Esse é o nosso compromisso”, destacou Danielle.

“Quanto aos reajustes, nós vamos precisar estudar as finanças do município. Eu jamais vou falar o que não pode ser cumprido. Por isso, vamos enxugar a máquina pública, pois do jeito que está ela não suporta qualquer reajuste. Mas é uma questão de escolha. A atual gestão escolhe pagar R$ 7 milhões a cargos de comissão em detrimento do servidor público efetivo. A verdade é essa”, complementou.

A candidata reconheceu a necessidade dos comissionados, mas questionou os excessos. “Será que é necessário esse montante e todo esse gasto? Nós vamos avaliar. Em nosso plano está o compromisso com as reposições inflacionárias, e os reajustes e planos de carreira a medida que a gente consiga enxugar a máquina e transformar isso em benefício para o servidor público, inclusive na capacitação”, detalhou.

Questionada sobre os pisos salariais, Danielle pontuou que o pagamento tem força de lei. “E deve ser cumprido. Para mim, o não pagamento significa rasgar a lei. Então eu gostaria de perguntar ao prefeito o que justifica ele não pagar, não cumprir a lei. Eu jamais conseguiria atuar descumprindo a legislação”, salientou.

Durante a entrevista, a candidata falou sobre outros temas relacionados à administração municipal, entre eles a capacidade de endividamento. “Na propaganda eleitoral Edvaldo fala em investimentos. Mas o município está no limite da capacidade, porque o que já pegou de empréstimo teremos que reorganizar para poder pagar”, enfatizou.

“Então a saída será fazer uma revisão em toda a gestão. Promover uma reforma administrativa, isso inevitavelmente terá que acontecer. Já estamos prevendo a redução do número de secretarias, incorporando as empresas públicas nas que ficarem. Diminuir os cargos comissionados e requisitados. Também vamos fazer auditoria nos contratos para acabar com possíveis excessos”, finalizou.

Fonte e foto assessoria