03/11/20 - 08:44:12

DRE 1 promove mutirão Escola Limpa e prepara as 22 unidades de ensino

A Seduc intensifica o diálogo com os gestores das escolas estaduais para orientar sobre os protocolos sanitários

A Diretoria Regional de Educação 1, visando preparar suas unidades de ensino para o retorno às aulas presenciais, está promovendo o mutirão “Escola Limpa”, que está sendo aplicado nas 22 unidades escolares. Servidores, parceiros e alunos participa da ação, que está resultando na pintura, organização, renovação da fachada e salas de aulas, entre outras melhorias. A intervenção está sendo feita em cumprimento à Portaria 4082/2020 e aos Guias e Diretrizes publicados pela Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) para o retorno das Atividades Presenciais nas Escolas Públicas do Estado de Sergipe.

A direção da DRE 1 realizou visita a todas as 22 escolas da Regional no período de 21 a 30 de outubro para desenhar o Projeto de Adequação do espaço físico, para o cumprimento de todos os protocolos sanitários exigidos para prevenção da Covid-19. Todas as equipes gestoras foram orientadas quanto à adequação dos espaços, compra de produtos de higienização, montagem de barreira sanitária, compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), plano de acolhimento, política de intervalo para o lanche, distanciamento de carteiras, área de atuação do professor, criação de um espaço destinado ao isolamento emergencial, criação de cartilha para orientação aos pais e estudantes, e construção de horários diferenciados para o rodízio de turmas.

De acordo com o diretor da DRE-1, Franz Russemberg, em breve serão realizadas novas visitas às 22 escolas para acompanhar a finalização do projeto. “Em cada escola foram montadas comissões com representação de todos os segmentos da comunidade escolar para discutir e aprovar o Plano de Trabalho na retomada. A DRE 1 aplicará o selo de qualidade em todas as unidades de ensino que cumprirem 100% dos protocolos estabelecidos para garantir a segurança de todos que estiverem no ambiente escolar”, explicou.

Ele disse ainda que, em todas as escolas, os alunos passarão por aferição de temperatura e higienização das mãos e das mochilas. “Haverá também um espaço para isolamento emergencial. Caso algum aluno seja identificado com a temperatura acima do normal, ele será levado para esse local, onde ficará enquanto a escola entrar em contato com a família e com a Secretaria de Saúde do município para ser encaminhado”, declarou.

As aulas presenciais da rede estadual de ensino retornarão no dia 17 de novembro, somente para os estudantes do 3º ano do Ensino Médio, Pré-Universitário e da 4ª Etapa da EJAEM. O retorno se dará com 50% da capacidade da sala de aula. “Como parâmetro, teremos escolas que apenas 15 alunos em um turno por dia retornarão às suas atividades nesse primeiro momento. Todas as unidades tiveram recursos financeiros volumosos depositados em suas respectivas contas no dia 24 de setembro, para garantir a compra, inclusive de escolha da própria comunidade, de todos os materiais necessários para servidores, estudantes e visitantes”, explicou Franz Russemberg.

A professora Karla de Jesus Santos, que é diretora do Colégio Estadual Monsenhor Olímpio Campos, em Itabaianinha, destacou que a unidade de ensino está sendo preparada com a ajuda dos estudantes. “Acho essa ação importante no sentido de que agora a escola está com as salas em perfeitas condições para o retorno das aulas. Mesmo nesse período de pandemia, alguns dos nossos alunos, observando todos os cuidados de segurança sanitária, estão vindo ajudar a organizar a escola. A partir da próxima semana, estaremos aqui ajudando a melhorar o ambiente escolar, mesmo porque os estudantes estão ansiosos pelo retorno das aulas”.

A unidade de ensino tem 1.200 alunos matriculados, sendo 256 nas turmas de 3º ano do Ensino Médio, que retornarão às aulas no dia 17 de novembro. Ela pontua que algumas melhorias já foram implantadas, como a montagem de barreira sanitária, compra de termômetros, máscaras, plotagem de distanciamento social no refeitório, implantação de suportes com álcool em gel em todo o prédio, tapetes sanitizantes em cada sala de aula, faixas de distanciamento na calçada, entre outras. Cada aluno receberá duas máscaras personalizadas, e a escola terá à disposição máscaras descartáveis para serem utilizadas por alunos e pais.

Fonte e foto assessoria de Comunicação da SEDUC