03/11/20 - 08:32:16

PMA MANTÉM ORIENTAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DO USO DAS NORMAS SANITÁRIAS

Ações intersetoriais entre as Secretarias Municipais da Saúde (SMS) e da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), por meio da Guarda Municipal e da Defesa Civil, seguem orientando e fiscalizando o cumprimento das normas sanitárias em espaços públicos.

As equipes verificaram no comércio de rua do bairro Inácio Barbosa, zona Sul, a adoção pelos comerciantes e clientes, das formas de prevenção da contaminação pelo novo coronavírus. Foram  observados a manutenção da distância de cerca de dois metros entre pessoas, conforme orientação da Organização Mundial da Saúde [OMS].

“Observamos também o controle dos clientes, de acordo com a capacidade de cada local, e a utilização obrigatória de máscara. Sexta à noite ainda fiscalizamos os bares deste bairro. A ação também foi realizada neste sábado, no Parque da Sementeira e na praça Luciano Barreto Júnior”, explica a gerente de Ações Estratégicas da Rede de Vigilância Sanitária (Revisa), Jacklene Andrade.

Em relação à máscara de tecido, para que a mesma seja eficiente como barreira física, a gerente explica que ela deve atender alguns critérios, como ser de uso individual; confeccionada preferencialmente em tecido de algodão, tricoline ou TNT; cobrir totalmente o nariz e a boca (bem ajustada ao rosto, sem deixar espaços nas laterais) e ser higienizada corretamente.

Ainda segundo Jacklene, antes da montagem das barracas e bancas, é importante higienizar todos os balcões, balanças e demais utensílios com desinfetante tipo álcool 70% e papel descartável. A desinfecção também pode ser realizada com uma solução de água sanitária.

“As balanças, bancada, máquinas de cartão e utensílios também devem ser higienizados antes da comercialização dos alimentos e, sempre que possível, durante o funcionamento da feira. O anúncio verbal de produtos disponíveis para comercialização deve ser evitado para reduzir o risco de contaminação por gotículas de saliva. É recomendável também não cortar e oferecer aos clientes alimentos para degustação”, orienta.

Outra sugestão importante é que seja disponibilizado um funcionário exclusivo para efetuar as cobranças e a manipulação de dinheiro. Se o cliente realizar o pagamento com cartão, é essencial que as máquinas estejam cobertas com filme plástico para facilitar a higienização, após o uso e que seja disponibilizado um frasco com álcool gel no caixa para os clientes.

Segundo o coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes, as ações integradas dão enfoque ao cumprimento das medidas estabelecidas nos decretos em relação aos cuidados sanitários necessários no combate à proliferação do novo coronavírus.

“Essa operação visa conter o aumento no número de casos de covid-19, com a orientação dos comerciantes e clientes sobre a necessidade de cumprir as medidas de biossegurança. Os comerciantes precisam seguir as regras que visam garantir a biossegurança, tanto dos trabalhadores quanto dos clientes, para que a gente não retroaja na situação da pandemia na capital”, ressalta.

Informações e foto AAN