04/11/20 - 14:28:33

SES vai abordar no Novembro Azul tipos de câncer que mais afetam a população masculina

Os tipos de câncer que mais afetam a população masculina serão os temas a serem trabalhados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) no Novembro Azul, campanha internacional que busca prioritariamente a conscientização com relação ao diagnóstico precoce do câncer de próstata. Ações a este respeito vêm sendo desenvolvidas pela SES ao longo do ano junto aos 75 municípios sergipanos, segundo atesta o Referência Técnica da Política Saúde do Homem, Demétrio Reis.

Câncer de próstata, de pênis, de boca e de pele são os temas do webinário que está programado para os dias 2 e 3 de dezembro e envolverá  áreas técnicas da SES e terá a participação de profissionais especializados e direcionado para profissionais da saúde pública. Segundo Reis, o seminário via internet foi transferido para dezembro por conta das eleições que mobilizam capital e interior sergipano.

Neste Novembro Azul as atividades presenciais não irão ocorrer por causa da pandemia do Covid-19, mas a SES está trabalhando com os municípios por meio das plataformas digitais, passando as informações e recomendações sobre as temáticas centrais da campanha definidas pelo Ministério da Saúde (MS), que emitiu documento orientando sobre a importância do reforço às questões do câncer de próstata na perspectiva do diagnóstico precoce, mas também sobre os cânceres de pênis e de boca. “Estes dois tipos acometem muito a população masculina”, informou o Referência Técnica.

Segundo ele, o câncer de pênis é causado em parte por higiene pessoal precária e tem levado a muitas amputações no Brasil. No ano passado, cerca de 1.600 homens tiveram o pênis amputado. Em Sergipe, quatro perderam o órgão, conforme dados do Programa Saúde do Homem. O câncer de boca também é ocasionado também em parte por falta de higienização bucal, só que neste caso, devido muitas vezes à falta de acesso da população a materiais de profilaxia, como creme e escova dental.

Ações permanentes

Trabalhar na população masculina o cuidado com a saúde exige muitas ações educativas, de conscientização. Esse tem sido um dos pilares da política, que durante todo o ano desenvolveu ações presenciais, até março, e em plataformas digitais, durante a pandemia. Entre elas destaca-se a palestra presencial ministrada por Reis para os trabalhadores da termoelétrica, na Barra dos Coqueiros, sobre os cuidados que o homem deve ter com a sua saúde, tanto no campo da prevenção quando do tratamento, quando necessário.

Webpalestras com temas pertinentes a situações evidenciadas durante o isolamento social também foram realizadas. “Falamos sobre violência doméstica, violência sexual contra crianças e adolescentes e ainda sobre relacionamentos abusivos. Todas as discussões foram feitas sob a perspectiva da saúde do homem”, disse.

Foto SES