06/11/20 - 06:52:35

Reestruturação da SE-470, na região litorânea no município de Estância, vai impulsionar o turismo e economia sergipana

“É uma felicidade ver esse acontecimento por parte do executivo estadual. São ações relevantes para o turismo de Sergipe pois é coerente com o planejamento do desenvolvimento turístico local”, analisa Joab Almeida, professor de Turismo da UFS, sobre as obras de reestruturação de parte da rodovia SE-470, em Estância.

Ao tempo em que o governador Belivaldo Chagas assinava a Ordem de Serviço para início da reestruturação da rodovia, na tarde desta quarta-feira, 4, operários e máquinas já estavam iniciando o trabalho, no Povoado Nova Estância. Serão recuperados 19,30 km de extensão no acesso à Praia do Abaís, com investimento de R$ 9.470.125,78 e prazo de finalização de 300 dias.

“Quando concluir, vai melhorar muito. Principalmente para os comerciantes, vai começar a girar a economia, vai trazer emprego e renda. Pretendo reformar a minha pousada, porque vai ser bom. Tenho certeza que vai melhorar bastante. Vai ser bom demais, vai dar vontade de ir na praia”, comentou o empreendedor de 70 anos, Edson Francisco da Silva.

Para o professor, a obra vai colaborar também para a retomada pós pandemia no setor de turismo. “Isso vai potencializar a estratégia turística na ligação litorânea de Sergipe com a Bahia e Alagoas. Vai valorizar o acesso do nosso maior polo que é o estado da Bahia, e também, por que vai valorizar o acesso rodoviário. Nesse momento de retomada, o transporte rodoviário é o mais seguro, em razão da redução do contato com outras pessoas”, analisou Joab Almeida.

Com 20 veículos de transporte alternativo que fazem translado na região das parias sul, o presidente da cooperativa Coopastrasues, José Valter dos Santos, pontou os benefícios da obra. “Vai ser um benefício enorme pra gente que trafega todos os dias. É um quebra-quebra de molas, estouro direto de pneus, e isso está perto de acabar. Depois que reformar, a gente pensa até em trocar, aos poucos, os veículos pois nossa frota não é tão nova e não há condição de colocar micro-ônibus novos da forma que está”.

“Estou aqui há 26 anos trabalhando. Hoje eu gasto 1h20, 1h30. Depois que a pista tiver pronta, vou gastar uns 40 minutos. A gente anda devagar por conta dos buracos, demora muito. Espero que quando a estrada melhorar, vamos dar mais viagem, mais lucro, e teremos mais segurança”, disse o motorista da Coopastrasues, José Rocha.

A comerciante Tawana Tamires Silva, que mora no povoado Nova Estância, e trabalha na praia do Abaís, pontuou que a conclusão de recuperação do trecho, atrairá mais turistas. “Vai melhorar a vida de todos nós. De quem usa o transporte público e transportes passeio também. A gente depende da pista para o turismo – minhas irmãs têm restaurante lá. Vou para lá todo final de semana trabalhar e estamos na expectativa de melhoras com fé em Deus.

Foto: Arthuro Paganini.