11/11/20 - 05:29:29

Márcio Macêdo vai instituir o bilhete único para usuários de ônibus de Aracaju

Segundo proposta do Plano de Governo, os usuários pagarão apenas uma passagem para circular pela cidade

O transporte coletivo em Aracaju poderá ser cobrado com o bilhete único, segundo proposta que integra o programa de gestão que o candidato a prefeito de Aracaju pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Márcio Macêdo. A ideia, conforme explicação do petista, é implantar a integração temporal que permitirá ao usuário do transporte coletivo trocar de linha em qualquer ponto de ônibus e não apenas nos terminais de integração.

A medida, de acordo com ele, visa integrar as ações da Política de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano de Aracaju, em consonância com o Estatuto da Cidade, Estatuto das Metrópoles e da Política Nacional da Mobilidade Urbana, a partir de uma visão integrada que amplie o alcance da política pública de mobilidade, considerando o interesse comum do município e sua relação metropolitana.

Além de garantir uma passagem mais acessível, o programa irá desenvolver ações que garantam ônibus nas locais que apresentam demandas reprimidas da oferta do serviço de transporte. “Queremos firmar com o governo estadual e com os municípios da Grande Aracaju para a construção cooperada do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado”, informa Márcio Macêdo.

O candidato destaca, ainda, que a proposta vai garantir a gestão integrada dos serviços de transporte metropolitano, implantando o Consórcio de Transporte Público Coletivo Intermunicipal previsto na Lei nº 266/2015 e ignorado pela atual gestão municipal.

Ele também ressalta que a passagem acessível será uma das medidas que pretende priorizar com mudanças estruturais deste serviço. “Vamos realizar a licitação do transporte coletivo, no âmbito do Consórcio de Transporte Público Coletivo Intermunicipal, e elaborar participativa a aprovação do Plano de Mobilidade Urbana de Aracaju, em consonância com o novo Plano Diretor do Desenvolvimento Urbano”, ressalta.

As mudanças, conforme explanação de Márcio Macêdo, representam transformações significativas de mobilidade urbana que, ao longo do tempo, foram negligenciadas pelas últimas administrações municipais de Aracaju que “não priorizaram a construção participativa de um verdadeiro Plano de Mobilidade Urbana, capaz, dentre outros desafios, de hierarquizar o sistema viário que tem no transporte coletivo importante serviço de cidadania”.

Fonte e foto assessoria