13/11/20 - 00:33:00

O que revela a pesquisa?

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

A pesquisa do Ibope, divulgada ontem, serve como rápido flash do que pode acontecer no pleito de domingo. Nada definitivo e absolutamente possível de oferecer outros resultados que possam até surpreender. É uma avaliação de um momento a 72 horas de sua definição. Os percentuais não surpreenderam tanto, mas constataram o que o eleitorado vem prevendo desde quando se iniciou o processo eleitoral. O prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) já está no segundo turno e se até domingo não houver uma reviravolta na posição do eleitorado, quem estará com ele será a delegada Danielle Garcia (Cidadania)

Edvaldo e Danielle ganharam 2% em relação à pesquisa anterior. O prefeito pulou de 34% para 36% e a delegada foi de 19% para 21%, mantendo a diferença de 15%. O candidato do PTB, Rodrigo Valadares, segurou os 10%, o petista Márcio Macedo não saiu dos 6%, mas a candidata do DEM, delegada Georlize Teles deu um pequeno pulo de 4 para 5%, e o Alex Pedrão, candidato do Psol, saltou de 2 para 4%. O que se percebe é simples: de Rodrigo Valadares até Pedrão, estão todos empatados, dentro da margem de erro anunciada pelo instituto, que é de 4% para cima ou para baixo.

Dentro dessa visão aritmética, pelo menos Márcio Macedo (PT), Georlize Teles (DEM) e Alexis Pedrão (Psol) estão tecnicamente empatados em terceiro lugar, podendo haver uma variação para cima ou para baixo, a depender do resultado final de contagem das urnas, levando em consideração a margem de erro.

No quesito rejeição, o prefeito Edvaldo Nogueira aparece com 20% apenas, enquanto Rodrigo Valadares tem 32%, Danielle Garcia chega a 25%, empatada com Márcio Macedo que também aponta 25%. Em pesquisas anteriores o prefeito tinha rejeição maior que os outros três, mas conseguiu ficar mais ao gosto do eleitor que os demais. A pesquisa do Ibope, que não expõe resultado absolutamente confiável, se aproxima de avaliações feitas por políticos, analistas e eleitores que estão bem entrosados com seus candidatos.

Os dados da pesquisa não desanimam os candidatos. Danielle, Rodrigo e Márcio anunciam como certa suas presenças na disputa final com Edvaldo Nogueira, que mantém certeza de vitória já no primeiro turno, por considerar que na hora do voto o eleitor vai perceber a realidade de sua administração e conceder-lhe mais quatro anos de mandato. Entretanto, aliados de Márcio Macedo, candidato do PT, têm absoluta certeza de que será ele que vai com Edvaldo ao segundo turno, confiantes na força eleitoral que o partido sempre exibiu em Aracaju. Não há certeza se ainda perdura esse fascínio petista, depois do radicalismo de direita.

Domingo cada um vota com sua consciência. E deve ser assim. Caso a avaliação do Ibope esteja próxima da realidade, mantêm a já repetida constatação de que Edvaldo estará no segundo turno à espera de um dos três candidatos. Mas, na avaliação de seus aliados, e até mesmo de vários opositores, a vitória no primeiro turno não é uma possibilidade descartável.

Operação no interior

A informação de que a Polícia Federal estava promovendo uma operação em Aracaju é falsa. Foi a própria PF que desmentiu.

*** Entretanto, ontem houve uma operação em Itabaianinha, para apurar denuncias de compras de votos, além de buscas e apreensões.

*** A casa de uma secretária do município foi vasculhada. Foram apreendidos celulares e computadores.

Apoio de Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro está atuando nos bastidores, para ajudar candidatos de direita quando há sinais de que a esquerda pode ganhar a Prefeitura.

*** Ele teria ligado ara a Delegada Patrícia (Podemos), candidata à Prefeitura de Recife, e ofereceu apoio a ela.

*** – A esquerda está para ganhar, quero te apoiar aí. O que importa é derrotar a esquerda, disse o presidente à candidata.

Em Aracaju nada

Em Aracaju a direita conservadora tem dois candidatos: Lúcio Flávio (Avante) e Rodrigo Valadares (PTB). O primeiro sem chance e o segundo em melhor condição.

*** Bolsonaro não falou com nenhum dos dois sobre apoio, embora a ministra Damares Alves tenha produzido vídeo apresentando Lúcio como amigo.

Depois das eleições

Há sinalização, através de setores do PT, de que depois das eleições será tomada alguma decisão em relação à aliança com o Governo, mas distanciado da Prefeitura de Aracaju.

*** Há visíveis incômodos dos dois lados e tudo pode mudar se não houver entendimento em que seja mantida a unidade política sem divisões mesmo casuais.

*** Dentro do PT tem membros importantes que cumprem com fidelidade as decisões da maioria do grupo. Esses serão ouvidos.

Vai falar o quê?

Um bem articulado ex-deputado estadual, fazendo campanha no interior, tem certeza que a vice-governadora Eliane Aquino (PT) não vai falar depois das eleições em relação ao que fora dito pelo governador Belivaldo Chagas (PSD).

*** – Vai falar o quê? – perguntou ele, acrescentando que a “resposta foi coerente com a crítica”.

Fala sobre Rogério

Segundo ainda o ex-deputado, não haverá rompimento com o PT. Em sua opinião, o senador Rogério Carvalho tem consciência da situação política do País e realiza um trabalho elogiável no Senado, sem perder a postura ideológica.

*** – Rogério se dá bem com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), e tem boa convivência com Belivaldo Chagas.

Um erro inicial

As opiniões políticas sobre essa questão de rompimento mostram que hoje, tanto setores do PT quanto da base aliada, admitem que foi um erro duas candidaturas dentro do mesmo bloco, em Aracaju.

*** A princípio era uma divisão que parecia pacífica, mas, com a asfixia da campanha, alguém teria que explodir. “O difícil agora é consertar”, disse um parlamentar em off.

Sem simpatia nem carisma

O ex-deputado admite que o prefeito Edvaldo Nogueira “não tem simpatia e nem carisma, mas é bom administrador e isso não se pode negar”.

*** Lembrou que ele recuperou avenidas, melhorou a iluminação, construiu obras e “ainda pagou em dia aos servidores e as fornecedores.”

*** Por tudo isso o ex-deputado acredita que não haverá segundo turno.

Números indicam que sim

Diante dos números divulgados ontem pela pesquisa do Ibope, muita gente admitiu que o segundo turno é uma realidade e que se dará contra a delegada Danielle Garcia.

*** Na opinião de um presidente de partido, a conclusão final se dará depois das urnas abertas, “porque pesquisa é apenas um indicativo extraído de 504 pessoas”.

Márcio estaria na final

Bom articulador e analista do momento político, o petista Rômulo Rodrigues não tem a menor dúvida que haverá segundo turno e que o candidato do PT, Márcio Macedo, é que vai disputar com Edvaldo Nogueira (PDT).

*** – Com o cabedal de votos que tem o PT em Aracaju, a delegada Danielle Garcia e o deputado Rodrigo Valadares não chegam nem perto de Márcio, disse.

Edvaldo e Rodrigo

Um empresário bem sucedido, que disputou vaga na Câmara Federal em 2018, acha que haverá segundo turno, já estando lá Edvaldo Nogueira.

*** – Não acredito em vitória no primeiro turno, como muita gente fala por aí, disse.

*** Na sua avaliação, quem deve estar no segundo turno com Edvaldo é Rodrigo Valadares, mas lembra “que o PT geralmente surpreende na abertura das urnas”.

Sobre Emília

Um vereador disse ontem que se Emília Correa (Patriota) fosse a candidata à prefeita em lugar de Danielle Garcia (Cidadania) poderia oferecer outro resultado.

*** Emília foi afastada por uma pesquisa interna sugerida pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania) que preferia a delegada.

*** Emília corre o risco de não se reeleger, mesmo tendo mais de cinco mil votos no domingo.

Dois candidatos

Município de Carira terá apenas dois candidatos disputando a Prefeitura neste domingo: Diogo Machado (PSD) e Junior (Cidadania).

*** O atual prefeito Adroaldo Chagas (PSC) e Dr. Róbson (PRB), tiveram suas candidaturas indeferidas pelo pleno do TRE na tarde de ontem.

Uma boa conversa

Armas e drogas – Homens que se diziam da Polícia Civil abordaram um carro em que se encontrava o ex-prefeito de Capela, Manuel Messias Sukita, anunciando que estavam à busca de armas e drogas.

Material de campanha – Os supostos policiais também começaram a procurar material de campanha, mesmo em um período que pode divulgar candidatura. Um dos policiais era tratado por 16.

Clóvis Silveira – Falta de civilidade e empatia. Já estamos tão acostumados, que sequer percebemos!

Subtenente Edgard – Só deixo de apoiar o presidente Bolsonaro, se ele comprar um sítio, um triplex e a primeira dama Michelle, começar a vender Avon.

Adriana Accorsi – Você votaria em alguém que apoia um governo que retira os direitos dos trabalhadores?

Jornalismo Vando – Joice Hasselmann no Flow: “se em 2022 rolar Bolsonaro x PT no segundo turno, eu voto no Bolsonaro.”

Revista Fórum – Candidatos de Bolsonaro, Crivella e Russomanno não assinam compromisso contra trabalho escravo.

Deu no G1 – Homem descobre que ganhou R$ 1 milhão em sorteio de nota fiscal no mesmo dia em que ficou desempregado.