17/11/20 - 08:18:49

Edvaldo larga na frente

Por Adiberto de Souza

Muito curta, a campanha do 2º turno será a prova de fogo para a candidata à Prefeitura de Aracaju, delegada Danielle Garcia (Cidadania). Ela terá pela frente a árdua tarefa de derrotar o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) que, no último domingo, foi votado por quase 120 mil eleitores, mais do que o dobro dos 55.973 votos dados à cidadanista. Não será tarefa fácil tirar essa vantagem, porém tudo é possível numa campanha eleitoral. Além de tentar conquistar o apoio dos prefeituráveis derrotados, Danielle terá que convencer os bolsonaristas a votarem nela. Eles a enxergam como uma “inimiga” do presidente Jair Bolsonaro simplesmente por ter Danielle trabalhado com o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro. Apesar da vantagem momentânea, Edvaldo não pode ficar sentado na janela do apartamento esperando os votos chegarem. Eleição não se ganha de véspera. Manter a vantagem conseguida no 1º turno significa correr atrás de novos aliados, evitar que a adversária invada seu reduto eleitoral e, principalmente, se preparar para os imprevisíveis debates televisivos. O pedetista terá menos de 15 dias para repetir a boa votação do último domingo ou assistir a delegada “melar” seu sonho de administrar Aracaju pelos próximos quatro anos. Que vença quem se sair melhor!

Linda presidente

A vereadora eleita Linda Brasil (Psol) vai presidir, em janeiro de 2021, a sessão de abertura da Câmara de Aracaju. Pelo Regimento do Legislativo municipal, cabe ao mais votado ou votada comandar a primeira sessão, que elegerá a nova Mesa Diretora. Linda, a primeira vereadora trans da capital sergipana, foi eleita com 5.754 votos. Graduada em Letras Português-Francês e mestra em Educação, a nova vereadora é contra os privilégios, o racismo, à lgbtfobia e o machismo. Maravilha!

Abra o olho

Acaba às 17h de hoje, o prazo da determinação proibindo a prisão de eleitores. A medida impede detenções até 48 horas após do término da votação. Prevista pelo Código Eleitoral, a regra só permite a prisão em caso de flagrante; daqueles contra quem haja sentença criminal condenatória por crime inafiançável; e a quem desobedecer a salvo-conduto. A proteção contra detenções durante o período eleitoral também vale para membros de mesas receptoras de votos e de justificativas. Vixe!

Menos votos

E a sindicalista Vera Lúcia (PSTU) teve uma votação pífia na disputa pela Prefeitura de São Paulo. Dos mais de 33,5 milhões de eleitores da capital paulista, apenas 3.052 votaram na pernambucana radicada em Sergipe. Nas eleições de 2016, Vera Lúcia se candidatou a prefeita de Aracaju e teve 4.278 votos, um tiquinho a mais do que conseguiu na cidade da garoa. Quem sabe, nas próximas eleições a distinta se dedica a uma empreitada menos complicada. Marminina!

Pensando em 2022

E o presidente do Democracia Cristã em Sergipe, Airton Costa, se disse satisfeito com a participação do partido nas eleições de domingo. Mesmo a legenda não tendo conseguido eleger um único vereador, ele comemora o fato de “termos realizado o bom combate, apresentando propostas e fortalecendo a democracia”. Airton informou que o DC avaliará a disputa eleitoral deste ano em Sergipe para, em seguida, construir um projeto com vista às eleições de 2022. Então, tá!

Trump fez escola

Talvez o ainda presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nunca fique sabendo, mas ele tem uma fiel seguidora de suas ideias em Sergipe. Assim como o norte-americano, a candidata a prefeita de Capela, Clara Sukita (Republicanos), não aceitou a derrota nas urnas. Tal qual o “professor” Trump, a moça alega que a eleição capelense foi fraudada e que já recorreu à Justiça para anular o pleito, vencido pela atual prefeita Silvany Mamlak (PSC). Misericórdia!

Faroeste caboclo

Chega de Itabaiana a notícia de que o “Galeguinho da Roupa” aprontou mais uma, ontem à noite. O dito cujo está sendo acusado de acabar a tiros uma manifestação promovida pelo prefeito eleito Adailton Sousa (PL). Empresário na cidade serrana, Carlito Ferreira de Jesus vive arrumando confusões. No ano passado, ele atirou contra o próprio irmão Anderson Ferreira que, por sorte, não foi alvejado. O prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), também acusa o empresário de já ter tentado mata-lo. Home vôte!

Derrotado no final

O vereador aracajuano Elber Batalha Filho (PSB) foi derrotado nas últimas 10 urnas. Até mais de 99% dos votos apurados, ele figurava na relação dos eleitos divulgada pelo site da Justiça Eleitoral. Quando a eleição da capital foi totalizada, Elber ficou atrás de Sávio Neto de Vardo da Lotérica (PSC). O vereador do PSB acha que a alta abstenção o prejudicou, pois a maioria dos ausentes foi da classe média, onde ele sempre teve muitos votos. É, pode ser!

Alegria petista

E o senador petista Rogério Carvalho não esconde a alegria com a performance eleitoral de seu partido em Sergipe. “Fizemos desta eleição uma grande demonstração de que o PT permanece no coração do povo, mesmo com tantos ataques”. Carvalho comemora o fato de a legenda da estrelinha ter feito no estado seis prefeitos, sete vices e 63 vereadores: “Sairemos deste processo fortalecidos e com mais disposição para defender os interesses dos sergipanos”, discursa Rogério, sem citar o retumbante fracasso do PT nas eleições de Aracaju. Crendeuspai!

Agora vai!

E a prefeiturável Danielle Garcia (Cidadania) acaba de receber o apoio do candidato derrotado à Prefeitura de Aracaju, delegado Paulo Márcio (DC). Segundo ele, a cidadanista “jamais permitirá que se pratique qualquer ato lesivo ao erário ou aos princípios da administração pública”. Além do apoio pessoal à colega de profissão, a adesão do delegado deve somar pouco em termos de votos, pois apenas 634 eleitores digitaram o número dele nas urnas. Aliás, o DC reúne a sua Executiva hoje, para decidir quem apoiará agora no 2º turno. Ah, bom!

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Jornal de Sergipe, em 5 de julho de 1992.