18/11/20 - 05:14:15

Dividida, Polícia Militar perde forte representação que construiu na CMA

A eleição do último domingo (15) em Aracaju continua repercutindo nas rodas políticas e nas redes sociais. Chamou a atenção de muita gente a “renovação” nos quadros que atualmente compõem a Câmara Municipal, quando apenas nove dos 24 vereadores foram reeleitos. Há uma nova concepção do eleitorado aracajuano em formação que, somada a baixa representatividade do parlamento, resultou na eleição de novos nomes, afastando muita gente que só fazia “figuração” e/ou defendia os interesses próprios e do Executivo. Mas, também, alguns quadros importantes para a cidade findaram ficando de fora.

É o caso do vereador Elber Batalha Filho (PSB), por exemplo. Trata-se de um grande parlamentar, que tem serviços prestados para a cidade, que conhece o regimento interno da CMA, que é estudioso e combativo sobre temas relevantes e polêmicos, como a questão do reajuste do IPTU, por exemplo. Linda Brasil (PSOL), Pastor Eduardo Lima (Republicanos), Pastor Diego (PP), Fabiano Oliveira (PP), Sheyla Galba (Cidadania), Professora Ângela Melo (PT), Sargento Byron (Republicanos) e Binho (PMN) são nomes novos que chegam representando bandeiras e/ou segmentos.

Como fora colocado na coluna anterior, o Partido dos Trabalhadores apenas conseguiu eleger uma vereadora na capital. A professora Ângela é militante da legenda, mas não se pode negar que, com o apoio de setores do Sintese, da ex-deputada Ana Lúcia e do deputado Iran Barbosa, que ela será a representação do Magistério no parlamento. Os pastores representam suas respectivas comunidades evangélicas, Sheyla tem a causa do câncer e Fabiano Oliveira, por exemplo, vai representar o segmento do entretenimento, os donos de bares e restaurantes, todos que dependem de um turismo pujante.

Mas uma instituição que vai sentir muito a ausência de espaço na CMA certamente será a Polícia Militar. Com o passar do tempo, vários militares “tomaram gosto” pela política; com o presidente Jair Bolsonaro no comando do País, por exemplo, o cenário é mais do que favorável para mais PMs aumentarem sua representação. Só que em Aracaju, essa oportunidade deu lugar a muita vaidade e ambição. Hoje o parlamento conta com os vereadores Cabo Didi (PSC), Zezinho do Bugio (PSD), Cabo Amintas (PSL) e o suplente Sargento Vieira (Cidadania), que chegou a assumir o mandato.

Cada um com a sua forma, com seu estilo de trabalho. Além deles, surgiram outros nomes dentro da corporação e, dividida, a PM findou perdendo muito em representação no parlamento porque só o Sargento Byron (Republicanos) foi eleito desta vez e, apesar de seu trabalho na Polícia Militar, ele é muito mais lembrado pelo importante projeto social “Estrelas do Mar”, que ele desenvolve de forma voluntária há alguns anos na capital. Diferente dos professores, dos médicos, dos pastores, que buscam a todo custo essa representação, os militares tinham tudo e desprezaram…

Outro aspecto é que, esse ano, 3,3 mil militares trabalharam no domingo da eleição, na capital e pelo interior, ou seja, a grande maioria não votou, algo que para este colunista é, acima de tudo, antidemocrático, porque eles ficam impedidos de também escolherem seus representantes. Se os médicos, enfermeiros, professores, evangélicos e outros segmentos se mobilizam e podem votar, por que os PMs não podem? Se até os presos votam? Infelizmente os militares às vezes só são lembrados para dar “guarida” a políticos para a segurança pessoal e para “tocarem o terror” sobre os adversários…

Veja essa!

Reeleito vereador em Aracaju, o Palhaço Soneca (PSD) parece ter se envolvido em nova polêmica, desta vez próximo de sua comunidade, na zona Oeste da cidade. No bairro São Carlos, o vereador ainda durante a comemoração de sua vitória, teria se desentendido com uma moradora que, pelo visto, não votou nele.

E essa!

A informação é que o vereador Palhaço Soneca teria questionado a moradora sobre um caixão que teria dado em outra oportunidade, durante um velório na comunidade. No vídeo em que este colunista teve acesso, o parlamentar arranca com o carro aos gritos de que a moradora “gosta de dinheiro” e seria uma “vagabunda”.

Deu B.O.

Bastante constrangida com a agressão verbal do vereador de Aracaju, a moradora procurou o distrito policial para registrar a queixa contra o Palhaço Soneca que, independente do que tenha ocorrido, não tem “graça” nenhuma a suposta agressão, mesmo que verbalmente, contra uma cidadã que não teria votado nele.

Olha o exemplo!

A renovação de quase 63% da composição do parlamento municipal deve servir de exemplo para todos os legisladores do Estado, em especial, para os nove vereadores de Aracaju que foram reeleitos. O Palhaço Soneca, vencedor do pleito, precisa entender seu cargo requer postura e que seu comportamento, fora do parlamento, também importa porque mesmo em uma comemoração, ele não deixa de ser vereador de Aracaju. E quando se trata de agressão, não fica bem nem para um palhaço…

A unidade pesou

Este colunista fez quase que um “apelo” ao governador Belivaldo Chagas no entender que seria mais razoável que ele exercesse seu direito de escolha, mas que privilegiasse a vontade da maioria dos Membros do Ministério Público de Sergipe. Foi dito aqui que não havia razões para polêmicas nesta escolha mesmo porque os membros que compõem a lista tríplice formada estão bem alinhados e unidos no propósito que é o futuro do MPE.

Machadinho, o escolhido!

Nessa terça-feira (17) saiu o “decreto” do governador ratificando o mais votado dos três, o promotor de Justiça, Manoel Cabral Machado Neto como novo procurador-geral de Justiça do Ministério Público Estadual, para o biênio 2020/2022. Machadinho obteve 80 votos dos membros da instituição e representa sim a renovação, possivelmente a chegada de um “novo tempo” dentro do MPE. Acertou em cheio o Galeguinho…

Luciano Bispo

O presidente da Assembleia Legislativa e deputado estadual Luciano Bispo (MDB) é, reconhecidamente, dentro do seu agrupamento político, um “amigo dos amigos”. Luciano não costuma ignorar e nem abandonar “os seus”, mas repudia qualquer comportamento violento e/ou antidemocrático, venha de quem vier. Pacífico e homem de bom diálogo, Bispo vem conseguindo equilibrar as divergências entre situação e oposição na Alese há alguns anos e enfatiza sempre o respeito que mantém pelo próximo, mesmo ele sendo seu adversário político. Não aceita qualquer associação indevida a seu nome…

Adílson do Biscoito

Candidato a vereador por Aracaju, o popular Adilson do Biscoito, em contato com este colunista, revelou que fez a prestação de contas de sua campanha e que findou gastando o mínimo possível. Na reta final do pleito teve que ser submetido a um procedimento cirúrgico de urgência para a retirada de uma hérnia. Como só recebeu o material de campanha em cima da eleição, pontuou que só não devolveu parte do material porque a saúde não lhe possibilidade “pegar peso”. Agora vai voltar a fazer o que gosta: vender biscoitos e contar seus “causos” pelas ruas de Ará…

Coletiva de Henri Clay

Nesta quarta-feira (18), o partido Rede Sustentabilidade promove uma entrevista coletiva, a partir das 14 horas, na AEASE, quando seu porta voz estadual, Henri Clay Andrade e o vereador eleito Ricardo Vasconcelos vão anunciar a posição da legenda sobre o apoio no segundo turno da eleição em Aracaju.

Bomba!

Essa nem o “macaco Simão” tem: chega a informação do Samu que um vereador de Aracaju, visivelmente abalado com o resultado da eleição do domingo, literalmente foi parar na urgência! O que para muita gente parece ser vaidade, para outros acaba sendo a dependência do cargo. Em Aracaju, tudo se sabe…

 Chama o Edvaldo!

Vários candidatos a vereador do agrupamento do prefeito Edvaldo Nogueira estão se movimentando para tentar uma conversa com o candidato à reeleição antes do pleito do próximo dia 29. A turma não quer só o compromisso do gestor, mas também uma garantia que não ficará “a ver navios” caso Edvaldo seja vitorioso na eleição. Querem logo “um lugar ao sol”! Alguns já “vacinados” sabem que, depois do pleito, no máximo só chegará a “boia ou o colete salva-vidas”.

Alese

Durante a sessão mista da Assembleia Legislativa, nessa terça-feira (17), os deputados estaduais repercutiram o resultado das eleições municipais realizadas no último domingo (15). Os parlamentares saudaram os vencedores do pleito para prefeito, vice-prefeito e vereadores, como também registraram votos de agradecimento pelos votos dados a candidatos que não lograram êxito nas urnas. Houve também os registros sobre fortalecimento de algumas legendas e vários questionamentos sobre as pesquisas eleitorais.

Georgeo Passos I

O deputado Georgeo Passos (Cidadania) iniciou manifestando pesar pelo falecimento do prefeito de São Miguel do Aleixo, Everton Lima, que disputaria a reeleição e veio a óbito na última sexta-feira (13), em um acidente automobilístico. “Tinha uma carreira política brilhante, deixou sua marca no seu município, dois filhos e sua esposa. Vinha se destacando no meio político e era tão querido que em seu sepultamento vieram pessoas de várias partes do Estado para prestar uma última homenagem”.

Georgeo Passos II

Sobre a eleição, Georgeo registrou os resultados históricos nas eleições de Nossa Senhora Aparecida e Moita Bonita, registrou os resultados do Cidadania em Aracaju, Tobias Barreto e Nossa Senhora das Dores, a continuidade do trabalho iniciado em São Miguel do Aleixo e agradeceu ao povo de Ribeirópolis pela votação dada a seu pai e prefeito Antônio Passos (DEM), que buscava a reeleição.

Georgeo Passos III

“Fica nossa gratidão as pessoas que foram às urnas depositar mais um voto de confiança em meu pai. Mesmo com todas as dificuldades, superando a COVID, ele visitou todas as casas do município e tem uma lista de serviços prestados ao Estado, sendo prefeito de Ribeirópolis por três vezes e deputado estadual por cinco mandatos, mantendo sua retidão e sendo um homem de palavra”, destacou, citando também vereadores eleitos e não reeleitos.

Zezinho Sobral I

Na mesma linha o deputado Zezinho Sobral (PODE) deu ênfase ao resultado do colega deputado Dilson de Agripino em Tobias Barreto, enaltecendo o crescimento do PODEMOS em todo Estado, elegendo prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Zezinho também comentou as dificuldades em apresentar o nome para disputar uma eleição e para se manter na vida pública.

Zezinho Sobral II

Ele reconheceu que houve renovação política no Estado e parabenizou a todos aqueles membros do Podemos que se dispuseram a participar e disputar o pleito deste ano. Zezinho Sobral também pontuou que é preciso avançar ainda mais para que alguns registros de abusos, de poder político e/ou econômico possam existir cada vez menos nas próximas eleições.

Capitão Samuel

O deputado estadual Capitão Samuel (PSC) enalteceu a força política do ex-prefeito e ex-deputado Zé Franco em Nossa Senhora do Socorro, fazendo a diferença para a reeleição do atual prefeito Padre Inaldo (PP). Ele questionou as pesquisas eleitorais que vinham sendo realizadas no município e o presidente e deputado Luciano Bispo (MDB) sugeriu que se tenha uma legislação nacional para as próximas eleições controlando mais a divulgação de determinados levantamentos.

Iran Barbosa I

Pro sua vez, o deputado Iran Barbosa (PT) enalteceu o desempenho do Partido dos Trabalhadores em todo o Estado, lamentando que a legenda não tenha tido êxito em Aracaju. Ele destacou a vitória da professora Ângela Melo (PT) para a Câmara Municipal da capital.

Iran Barbosa II

Outro tema abordado por Iran se deu sobre a retomada das aulas presenciais na rede pública de ensino. O petista voltou a reforçar a necessidade de se ter atenção com relação às condições em que as escolas se encontram para receberem alunos e professores, nessa retomada das atividades que a Secretaria de Educação abra um diálogo mais aprofundado para encontrar um melhor caminho.

Luciano Pimentel I

Outro parlamentar se congratulou com os candidatos, vitoriosos ou não, no pleito de domingo, foi Luciano Pimentel (PSB). Ele somou aos questionamentos contra alguns institutos de pesquisas que publicaram resultados para induzir a intenção de votos do eleitorado e também registrou uma carreata no interior do Estado que foi suspensa, por decisão judicial, quando ela já estava sendo realizada, e que essas decisões deveriam ter sido antecipado.

Luciano Pimentel II

Luciano Pimentel também externou votos de pesar pelo falecimento do filho de Simão Dias e artista sergipano, Josa, o “Vaqueiro do Sertão”. “Como grande admirador de Luiz Gonzaga, ele passou a trabalhar a música e tem mais de 300 composições. Sua morte entristece a todos nós. Considero ele um dos principais nomes da cultura sergipana e que nos honrou muito”.

Kitty Lima

A deputada Kitty Lima (Cidadania) fez o registro dos resultados positivos do Cidadania em Nossa Senhora das Dores e Carira, registrando ainda a aprovação na eleição municipal de nomes ligados à causa animal.

Samuel Carvalho

O deputado estadual Samuel Carvalho (Cidadania) registrou sua gratidão pelo eleitorado de Nossa Senhora do Socorro, onde ficou na segunda colocação. Samuel agradeceu o voto de confiança e também condenou as pesquisas eleitorais realizadas em Sergipe que teriam sido usadas para manipular os resultados de eleições municipais, influenciando a intenção do eleitorado. Samuel, por sua vez, reconheceu o trabalho do Instituto Opinião, sendo acompanhado pelo também deputado Luciano Pimentel.

Francisco Gualberto I

Por sua vez, o deputado estadual Francisco Gualberto (PT) discorda da linha de raciocínio do deputado Georgeo Passos sobre o retorno presencial das atividades no plenário da Alese após o 2º turno da eleição municipal em Aracaju. “Congresso Nacional ainda está atuando no sistema misto, a maioria dos Estados brasileiros tem sessões remotas, o Tribunal de Justiça e os Tribunais Superiores, seguem à distância e sem prejuízos na produtividade”.

Francisco Gualberto II

“Acredito que até meados do próximo ano teremos a vacina. Defunto não vai para a Alese! Quero dizer claramente que tenho em casa três pessoas de alto risco. Eu não participei de nenhum ato político presencial com aglomeração em Sergipe. A Alese precisa continuar sendo parceira da vida, cumprindo seu papel. Fazemos uma das melhores Assembleias do País”, enfatizou Gualberto, parabenizando alguns prefeitos e vereadores eleitos e/ou não eleitos pelo interior do Estado.

Rindo à toa

Quem não para de fazer festa é o ex-senador Valadares (PSB). Se para muitos ele estava “morto politicamente”, pelo menos em Simão Dias ele conseguiu derrotar duas máquinas: a estadual e a municipal. Elegeu seu candidato a prefeito, mesmo com o “galeguinho” dia e noite na cidade, trabalhando para ajudar seu agrupamento. Subestimaram Valadares, e esqueceram que ele é uma “águia na política”, ou seja, virou o “predador do vaga-lume”. Deu no que deu…

Falando em Simão Dias…

Quem também está feliz da vida em Simão Dias é o colega radialista Geraldo Macedo (PSB), que foi eleito vereador do seu município com 636 votos. Atuando na Tropical FM, ele agradece a Deus, a esposa Jaqueline Gonzales, aos familiares e amigos que se somaram e multiplicaram seu projeto político. Além dos parabéns, fica o desejo que o novo vereador faça um bom trabalho e represente bem a população.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com