04/12/20 - 07:43:51

PMA e Estado debatem novas estratégias de segurança para controle do coronavírus

Nesta quinta-feira, 3, a coordenação da Rede de Vigilância Sanitária (Revisa) de Aracaju se reuniu com representantes de entidades estaduais para discutir ações de conscientização durante a pandemia, sobretudo junto aos proprietários de bares, restaurantes e estabelecimentos comerciais. Além do setor da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a Vigilância Estadual, a Polícia Militar, a Defesa Civil e o Procon participaram do encontro.

A secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, presidiu a reunião e afirmou que a participação da Prefeitura foi importante para enriquecer o debate e contribuir com ideias de novas estratégias.

“A reunião foi boa, composta por membros que já vêm trabalhando com a população e com estabelecimentos, e a participação da Revisa municipal, que já vem atuando nesse sentido, só acrescenta para dar continuidade nesse trabalho. A proposta aqui é intensificar as orientações e tentar modificar o comportamento das pessoas, a fim de que cada um repense como estamos vivendo o papel de cada um nesse momento”, pontuou.

A partir desta reunião, ficou pactuado que haverá um novo encontro na próxima semana, para o qual serão convidados a participar e debater estratégias representantes das associações comerciais.

“Conversaremos com representantes das associações comerciais e apresentaremos um protocolo de cuidados, que já está sendo elaborado, para que eles possam divulgar para cada comerciante. A partir daí, continuaremos nossas fiscalizações e orientações em cada estabelecimento. O foco das visitas das equipes da vigilância não será a autuação ou fechamento, mas a conversa em prol da mudança de comportamento”, acrescentou a coordenadora da Revisa municipal, Denilda Caldas.

Aglomeração

Outro ponto debatido no encontro foi a questão da aglomeração no entorno dos estabelecimentos, principalmente durante a realização de eventos de médio ou grande porte. Denilda ressaltou que após a divulgação dos últimos decretos estaduais, no qual eventos com até 300 pessoas foram liberados, os órgãos de fiscalização têm estudado formas de abordagem mais efetivas.

“E como também estão sendo avaliadas portarias que liberam eventos acima de 300 pessoas, encontros como esse são essenciais para o controle da pandemia. Cada segmento aqui colocou seus pontos de vista sobre as liberações e o ponto de concordância entre nós foi que a parte mais difícil é fazer o controle onde há grande número de pessoas e comercialização de bebidas alcoólicas. Mesmo com a existência de protocolos sanitários, o cumprimento das regras fica bastante comprometido nessas ocasiões, principalmente agora, com a aproximação dos festejos de fim de ano, onde muitos empresários já estão solicitando liberação para a realização de grandes festas”, ponderou Denilda.

Fonte e foto SMS