07/12/20 - 16:56:12

Festas de fim de ano devem ser restritas e bem mais curtas

Definitivamente, as festas de fim de ano em 2020 serão diferentes daquelas que estávamos acostumados no “antigo normal”: com muitos abraços e comemorações cheias de aglomeração. Neste ano, um intruso mais do que indesejável está entre nós: o novo coronavírus.

Em um momento de crescimento no número de casos e mortes no Brasil somado à taxa de transmissão acima de 1 – considerada alta por especialistas –, todo cuidado é pouco. Sem uma vacina contra a covid-19 disponível para a população brasileira, o ideal é comemorar com segurança praticando a etiqueta “anticorona”.

Infectologistas e autoridades recomendam algumas atitudes que podem proteger da doença que já matou mais de 175 mil pessoas no país.

As principais são: reunir, no máximo, 10 pessoas do seu ciclo de convívio – sem contar crianças – por no máximo uma hora, realizar a comemoração em local aberto, como quintais e terraços e, claro, sempre com máscara e higienização constante das mãos. Veja mais recomendações ao lado.

De acordo com a infectologista Raquel Stucchi, aglomerações nas festas de fim de ano vão intensificar ainda mais as mortes no país. “Tivemos um sacrifício penoso e triste de não socializar até agora. Não podemos arriscar a saúde por dois dias. Se os óbitos continuarem subindo neste ritmo, podem faltar leitos no futuro”, afirmou.

Natal em tempo de isolamento

Confira as recomendações de infectologistas para evitar a disseminação do novo coronavírus nas festas de fim de ano.

Reunião de, no máximo, 10 pessoas no mesmo ambiente

Evite locais totalmente fechados ou com pouca circulação de ar

Tenha álcool em gel disponível pelo ambiente

Pessoas diagnosticadas com covid-19 ou com sintomas, além das que aguardam os resultados ou que tiveram contato com alguém infectado nos últimos 14 dias antes das festas, não podem participar de encontros presenciais

Utilização de máscaras, principalmente para pessoas com mais de 50 anos

Tempo de exposição de até uma hora

Limite a aglomeração em áreas onde comida e bebida são servidas

Evite viagens de avião e ônibus. Se for viajar, mantenha os cuidados de prevenção em aeroportos e rodoviárias

Encontro virtual por meio de plataformas online também é uma opção de prevenção caso queira reunir mais de 10 pessoas

Se sentir os sintomas da doença nos dias seguintes ao encontro, isole-se e avise imediatamente aos outros participantes

Fonte e foto: Jornal Metro