10/12/20 - 10:48:59

Força tarefa atua em bares e restaurantes, cumpre protocolo e ajudar a evitar a Covid-19

 

“Nesse momento de pandemia que vivemos é importante a fiscalização. Infelizmente, algumas pessoas acham que não existe mais o coronavírus e acabam relaxando. Por isso é tão essencial que o governo, através de seus instrumentos, órgãos e departamentos, una forças, fiscalize e oriente. As pessoas precisam entender que o coronavírus existe, a pandemia está aí até que venha a vacina para imunizar a todos nós. Quando não sigo os protocolos, além de fazer mal a mim, estou prejudicando a sociedade, por isso eu e minha família tomamos todos os cuidados. Os órgãos estão de parabéns pela ação”. Essa observação foi feita por Joanan Alves de Menezes, cliente de um restaurante que recebeu a fiscalização do Governo do Estado, na última quarta-feira (09), na Orla de Atalaia.

A fiscalização é mais uma ação do Governo do Estado que reuniu órgãos como a Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Vigilância Sanitária Municipal, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Procon com o objetivo de diminuir a disseminação do coronavírus no estado. Essas ações tiveram início na reabertura do setor de alimentação. Nessa nova etapa de intensificação, bairros de Aracaju e os municípios maiores do interior do estado também irão receber a força-tarefa nos próximos dias.

Na inspeção, além do diálogo com os proprietários e gerentes dos estabelecimentos, foi entregue impresso o protocolo com itens elencados, como: o uso da máscara ao circular no local, a obrigatoriedade de disponibilização de álcool 70% e a necessidade de haver distanciamento. De acordo com o coordenador de Vigilância Sanitária estadual, Ávio Britto, os donos dos estabelecimentos são responsáveis por garantir o cumprimento dos itens. Ele ainda salienta a necessidade das orientações e a preocupação com a curva de contágio da Covid-19.

“Estamos intensificando as ações nos estabelecimentos neste momento. A preocupação do governo também se caracteriza pelo aumento do quantitativo de pessoas positivadas. Quanto mais pessoas com a doença, mais gente precisará de leitos ao mesmo tempo. Não queremos isso, assim estamos voltando aos locais que orientamos anteriormente para saber se estão cumprindo com as normas”, disse o coordenador da Vigilância Sanitária Estadual, Ávio Britto.

O garçom de um restaurante da Orla de Atalaia, Maicon Queiroz Santos, relata algumas situações preocupantes que ocorrem com frequência. “Sinto que muitos clientes estão relaxados e não querem usar máscara, falamos com jeitinho: amigão coloque a máscara, mas às vezes gera um mal-estar, porém estamos aqui para fazer o nosso papel. Estamos cumprindo com os protocolos, fazendo de tudo para que o estabelecimento continue aberto. Todos os órgãos do estado estão de parabéns, seja estadual ou municipal, estão cumprindo o seu papel que é proteger a vida e as pessoas”, destacou.

A coordenadora da Vigilância Sanitária de Aracaju, Denilda Calda, explica que a atuação do órgão é mais voltada à orientação, quando os outros órgãos são envolvidos acabam inibindo o descumprimento das regras. “A todo o momento estamos fiscalizando e notificando, mas como nossa equipe é pequena, essa junção de forças é sempre bem-vinda. A interação com a Vigilância Sanitária Estadual e demais órgãos é sempre gratificante porque aumenta o número de pessoas nas ruas, tornando a ação mais efetiva”, declarou ela, enquanto o tenente-coronel da PM, Gilmar Santana, explicou que a Polícia Militar, na ocasião, garantiu a segurança dos envolvidos.