15/12/20 - 13:05:24

Festival de cafés especiais começa nesta quinta no Riomar

Evento busca valorizar e difundir o consumo de cafés de qualidade no estado

De 17 a 20 de dezembro os amantes de café terão uma boa oportunidade para conhecer um pouco mais sobre o produto e as técnicas mais adequadas para o seu preparo. É que o Sebrae e o Movimento Cafeine-SE promovem no Espaço da Sergipanidade, localizado no Riomar Aracaju, o I Festival de Cafés Especiais.

O evento irá reunir donos de cafeterias e micro-torrefações, além de baristas, para apresentar ao público diversos tipos de cafés de alta qualidade produzidos no país e as técnicas utilizadas para realçar os melhores aromas e sabores da bebida. As atividades acontecerão sempre das 14 ás 21h, com entrada gratuita.

A programação contará com sessões de degustação de cafés especiais, concurso de baristas e oficinas de preparos de drinks. Sete cafeterias sergipanas vão participar do Festival: Art In Coffee, Beco Café, Café Especiais Aju, Canephora, Duckbill, Feito a Grão, Granada Café e Meu Café. Já entre as micro-torrefações, cinco nomes foram confirmados: Feito a Grão, Art In Coffee, Suculenta Cafeína, Animus e Meu Café.

Os cafés especiais são diferenciados dos outros tipos de cafés porque são plantados em altas altitudes, no correto período do ano, no melhor solo e colhidos no tempo certo. Suas principais características são a sofisticação na produção, seleção qualificada dos grãos, origem do grão, produção com certificado de qualidade e maior proximidade com cafeicultores.

Além disso, o café especial apresenta diferenciais em termos de fragrância, sabor, acidez, corpo e no conceito final do produto. O termo é utilizado para fazer referência aos cafés submetidos à avaliação por especialistas (profissionais provadores de café) e que alcançaram notas acima de 80 pontos da escala criada pela Specialty Coffee Association (SCA).

Os mestres de torra são aqueles que buscam criar um perfil de torra para cada tipo de café, com a ideia de realçar os melhores aromas e sabores, sua doçura, suavidade e corpo. Já os baristas são os profissionais que se dedicam ao preparo do café, geralmente utilizando equipamentos de alta precisão, e aprimoram o melhor método de extração para cada tipo do produto.

Consumo de café

O Brasil é atualmente o maior produtor e exportador de café no mundo. Em relação ao consumo, de acordo com a Organização Internacional do Café (OIC), o Brasil é o segundo maior consumidor mundial da bebida, com 13% do total, ficando logo atrás dos Estados Unidos. Estima-se que 95% da população consome o produto, tanto em casa quanto em cafeterias ou lanchonetes.

O consumo anual de café especiais no país é de em média 70 mil toneladas, representando de 5% a 10% do total no setor. Esse volume cresce em média cresce 15% ao ano, percentual bem superior ao registrado pelo café tradicional.

Segundo o relatório da OIC, a região Sudeste é a maior consumidora dos cafés especiais, com 45% do consumo total do país, seguida pela região Nordeste, com 22%, e o Sul, com 17%.

Um outro estudo, desta vez do Euromonitor, aponta também que existem 3,5 mil cafeterias no Brasil, subindo para 13 mil quando contabilizados os bares, lanchonetes e padarias. Esses estabelecimentos são ambientes diferenciados, que oferecem produtos variados em conjunto com outras opções de alimentação.

Foto assessoria

Por Wellington Amarante