16/12/20 - 08:25:51

Chorando o leite derramado

Por Adiberto de Souza

Apenas os menos avisados se surpreenderam com o atrasado alerta do governo de que a Covid-19 está quase sem controle em Sergipe. Ora, isso já era esperado desde o começo da campanha eleitoral, quando os políticos aglomeram o povo em ambientes fechados, nas concorridas caminhadas e comícios. Na disputa pelos votos, os candidatos expuseram a população à contaminação, enquanto esta, em troca de dinheiro, cachaça e promessas, deu a testa ao vírus: uma combinação perfeita para a tragédia que se avizinha. Agora, vem o governador Belivaldo Chagas (PSD), como se não soubesse de nada, advertir que se o povo continuar se expondo, a saúde de Sergipe entrará em colapso nos próximos dias. Será que o tal comitê científico não tinha percebido o perigo, ou alertou o governo e este fez ouvido de mercador para não atrapalhar seus candidatos na captação de votos? E por que se deixou de fiscalizar bares e praias cheias de gente, festas clandestinas apinhadas de futuras vítimas da Covid-19? Agora, amigos, não adianta chorar o leite derramado, pois, como diz o ditado popular, Amélia é morta, provavelmente vítima do coronavírus. Ó Senhor, tende piedade de nós!

Ligou o desconfiômetro

Finalmente, o governo de Sergipe ligou o desconfiômetro sobre a possibilidade de a Petrobras não investir, como prometeu, US$ 2 bilhões na costa sergipana até 2025. Com a pulga atrás da orelha, o governador Belivaldo Chagas (PSD) acaba de pedir a petrolífera um detalhamento do Plano de Investimentos 2021/2025. O Executivo sergipano ficou desconfiado depois que a estatal advertiu que as previsões contidas em seu Plano Estratégico sobre “eventos futuros refletem apenas expectativas dos administradores”. Vixe! Diante disso, o governo está fazendo uma série de perguntas à Petrobras, que deverá fazer ouvidos de mercador. Crendeuspai!

Sem recesso

Caso ouça o deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC), a Assembleia suspende o recesso, previsto para iniciar no próximo dia 22. Segundo o parlamentar, seria interessante que o Legislativo continuasse funcionando neste momento de agravamento da pandemia. Gilmar concorda que haja uma interrupção das sessões plenárias no Natal e no final do ano, porém é contra as “férias” dos deputados. Caso a proposta de Carvalho não seja acatada pela maioria, o recesso começará na próxima terça-feira e se prolongará até o dia 2 de fevereiro de 2021. Aff Maria!

De olho no PSB

Circulam comentários à boca miúda que há políticos interessados no comando do PSB sergipano. O desejo de se apossar da legenda aumentou depois do fracasso eleitoral de seu presidente estadual Valadares Filho. O moço foi candidato a vice-prefeito de Aracaju e perdeu para a chapa encabeçada pelo prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Derrotado nas urnas pela terceira vez seguida, Vavazinho ficou fragilizado, pois os partidos preferem ser comandados por quem tem mandato, de preferência federal para ajudar a engordar os fundos partidário e eleitoral. Misericórdia!

Prazer reduzido

Os leitores do jornal O Globo não terão mais o prazer de ler diariamente a coluna do brilhante jornalista sergipano Ancelmo Góis. A crise que afeta o jornalão fluminense também atingiu o seu mais prestigioso colunista, que passará a escrever somente aos domingos. A versão online da coluna continua diariamente. Ancelmo Góis completa, em janeiro próximo, 20 anos em O Globo. Esta informação é do site Agenda do Poder. Lamentável!

Não se enxerga

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) critica os políticos que já estão de olho nas próximas eleições. Segundo ele, parece até que “no réveillon vamos comemorar a chegada de 2022. A impressão é que pulamos 2021”. E o parlamentar prossegue dizendo que tem muita gente se antecipando: “Tudo no seu tempo”, conclui. Os desavisados podem até pensar que Fábio Mitidieri não está participando de reuniões e almoços com lideranças políticas, justo para discutir as distantes eleições de 2022. Home vôte!

Fome aumenta

O senador Rogério Carvalho (PT) não perde uma oportunidade para descer a lenha no governo Bolsonaro. Agora mesmo, o petista criticou o crescimento da insegurança alimentar: “Nós somos o maior produtor de grãos do mundo. Então, como explicar a fome nesse país?”, questiona. Segundo Rogério, “esse governo só apresenta propostas para deixar o pobre mais pobre e para concentrar a riqueza dos que já são ricos”. Cruz, credo!

Posse na Academia

A Academia Sergipana de Letras está distribuindo os convites para a posse do imortal Guilherme da Costa Nascimento, advogado, jornalista e escritor. O novo acadêmico substituirá o poeta e jornalista Amaral Cavalcante, que morreu em julho passado, vítima da Covid-19. Agendada para a sala virtual do sodalício, a solenidade acontecerá às 15 horas, da próxima segunda-feira, devendo o empossado ser saudado pelo acadêmico Carlos Pinna de Assis. Ah, bom!

Pagador de promessa

Ao assinar ordem de serviço para a construção de uma unidade de saúde em Aracaju, o prefeito reeleito Edvaldo Nogueira (PDT) fez questão de dizer que estava cumprindo “mais uma promessa”. A obra é uma antiga reivindicação dos moradores do povoado Mosqueiro, na zona norte da capital. A expectativa é para saber quando Nogueira vai fazer a licitação do transporte coletivo, outra promessa feita por ele durante a campanha eleitoral. Vixe!

Teje presas

E A Polícia Federal deu voz de prisão a duas desembargadoras da Bahia, acusadas de venderem sentenças a três por dois. Deve ser terrível viver num estado onde magistrados aboletam parentes em cargos comissionados do governo e aumentam a gorda renda mensal negociando decisões judiciais. Desconjuro!

Recorte de jornal

Publicado no Jornal de Aracaju, em 15 de janeiro de 1913.