21/12/20 - 08:30:56

Seminário online sobre Consequencialismo e Sustentabilidade ocorre na segunda-feira

O III Seminário de Integração entre as Universidade Federal de Sergipe (UFS) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV-Rio) ocorrerá de forma online e gratuita durante a tarde da próxima segunda-feira, 21. Com o tema principal ‘Consequencialismo e Sustentabilidade no Caminho da Reestruturação de uma Sociedade de Risco Global’, o evento tem como um dos objetivos divulgar o livro denominado ‘Direito Regulatório Comportamental e Consequencialismo’. A obra já está sendo comercializada pela internet.

Os grupos de discussão ocorrerão em salas virtuais que tiveram seus links previamente divulgados e contam com instituições parceiras, como a Universidade Tiradentes (Unit), Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) e Centro Universitário Curitiba (Unicuritiba).

A mesa de abertura será às 15h com os professores Dr. Henrique Ribeiro Cardoso (UFS/UNIT),  Dr. Fernando Leal (FGV), Dra. Clara Machado (UNIT), Dr. Ilton Garcia (UENP), Dr. Fernando Knoerr (Unicuritiba), Prof DR. Rômulo Silveira da Rocha Sampaio (FGV/Rio) e Profa Dra Patrícia Regina P. Sampaio (FGV/Rio). Para participar, o interessado poderá entrar no link cutt.ly/abertura-UFS-FGV.

Os grupos de discussão darão iniciou às 16h, simultaneamente. Um terá como presidente da mesa a professora Ma. Agtta Christie Nunes Vasconcelos, e os estudiosos Pedro André Guimarães Pires, Pedro Otto Souza Santos, Matheus Dantas Meira, Lilian Jordeline Ferreira de Melo, Matheus Kaltner Mendes Silva, Julianna Maria dos Santos Márcia. Margarete dos S. Lima e Plínio Rebouças de Moura para contribuir ao debate na sala virtual: cutt.ly/grupo1-UFS-FGV .

O presidente e professor Pedro Menezes Feitosa Neto abre o segundo grupo de discussão também às 16h. na sala virtual ( cutt.ly/grupo2-UFS-FGV), e terá como contribuição para o debate: Henrique Ribeiro Cardoso, Lauana Guedes Carvalho, Silvia França de Souza Morelli, Thiago de Menezes Ramos, Luciana Muniz P. de Almeida, José Marinho Séves, Marina Rodrigues Cyrino Baleroni, Maria Helena de Carvalho Nogueira de Paula e Gabriel Machado.

Livro

O compilado de discussão jurídica fala sobre a utilização de nudges (estímulos) para proteção de interesses coletivos e individuais. A delegada de Polícia Lauana Guedes ressalta que a obra provoca a administração pública a inovar, não só respeitando a liberdade do indivíduo, mas também protegendo-o de escolhas ruins.

“Discutimos situações que regulamentam a vida das pessoas, mas que não existem normas.  Um nudge seria um “empurrão” para uma escolha melhor. Já utilizamos muitas vezes e nem percebemos, a exemplo das pegadas desenhadas no chão dos aeroportos indicando o melhor fluxo dos pedestres ou o uso do GPS”, diz Lauana Guedes.

Por Raquel Almeida

Foto assessoria