23/12/20 - 16:10:37

“Parabenizo a todos que contribuíram para que Sergipe tenha um HC”, diz Amorim

Em entrevista aos jornalistas André Barros e Priscila Andrade, na Rio FM – Aracaju, o médico Eduardo Amorim, ex-senador da República, lembrou que faz uma década desde que colocou a primeira emenda para a construção do Hospital do Câncer de Sergipe e lamentou que até o momento a obra não tenha saído do papel. Eduardo também comemorou o lançamento da pedra fundamental para a construção do Hospital de Amor em Lagarto, uma luta que também teve a sua participação.

O ex-senador ressaltou que o Governo do Estado tem cerca de R$ 100 milhões na conta para construir o Hospital do Câncer em Aracaju. “No total, foram colocados mais de R$ 220 milhões, orçamentariamente falando. Boa parte não foi repassada ao Estado porque a obra não começou, era isso que eu sempre ouvia. Somente de juros, a última informação que eu tenho é que o Governo do Estado tem quase 15 milhões em rendimento desse dinheiro todo na conta. Seguiremos cobrando para que o projeto se torne realidade”, detalhou.

Eduardo Amorim destacou que diante da falta de compromisso do governo para a construção do Hospital do Câncer foi em busca de alternativas. “A alternativa que Deus me mostrou foi o Hospital do Câncer de Barretos. Conheci Henrique Prata em 2015 durante uma sessão especial do Senado e, em uma conversa, ele me falou das carretas para realização de exames preventivos e eu pedi que enviasse uma delas para a festa dos caminhoneiros de Itabaiana. Ele prontamente atendeu”, explicou.

De acordo com Eduardo, em seguida, Sergipe recebeu uma unidade móvel do Hospital de Amor em definitivo e uma unidade fixa. “Destinei emenda para viabilizar o Instituto de Prevenção Anna Hora Prata, em Lagarto, e uma unidade móvel para circular pelos municípios sergipanos. Mas todos nós sonhávamos que um dia Sergipe viesse ter o Hospital de Amor. Inclusive, hoje está sendo lançada a pedra fundamental para sua construção em Lagarto. Parabenizo toda a bancada sergipana e a todos que contribuíram para que o nosso Estado venha a ter um Hospital do Câncer, seja em Aracaju ou em Lagarto, quem sabe até os dois”, salientou.

Ainda na entrevista, Eduardo Amorim falou do processo de reestruturação pelo qual o Hospital de Cirurgia vem passando. “Agradeço a todos da bancada federal que vem ajudando o Cirurgia. Que ajudem ainda mais este importante hospital. Somente lá é que realizam cirurgia cardíaca para SUS, por exemplo”, frisou.

Sobre as eleições municipais, Eduardo Amorim repudiou os ataques que foram feitos à sua imagem. “Embora tenha participado pouco do pleito, apanhei muito. Para essas pessoas, parece que a honra não tem valor nenhum. Fui atacado de forma muito covarde e, infelizmente, não pude me defender como deveria porque não era candidato. Para mim, esse é o marketing da covardia e da destruição da honra alheia”, pontuou.

Assessoria de Imprensa