24/12/20 - 10:11:55

DESEMPREGO NO ESTADO DE SERGIPE CHEGA A 18,9% NO MÊS DE NOVEMBRO

O IBGE divulga hoje os últimos resultados da PNAD COVID19, referentes ao mês de novembro. Em Sergipe, a taxa de desocupação chegou a 18,9%, atingindo 181 mil pessoas. Confira outros destaques abaixo.

A população ocupada (776 mil pessoas) mantém-se no mesmo patamar desde setembro (775 mil pessoas). Em maio, primeiro mês da pesquisa, a população ocupada somava 826 mil pessoas. Pessoas desocupadas chegaram a 181 mil, numericamente a sexta alta consecutiva, embora estatisticamente, a variação em relação a outubro não seja considerada significativa. Em maio, pessoas desocupadas eram apenas 65 mil.

O aumento no número de pessoas desocupadas é o principal responsável pelo crescimento da chamada população na força de trabalho, que é a soma da população ocupada e desocupada. Em novembro, ela chegou a 957 mil pessoas, o maior valor da série histórica da PNAD COVID19. A contrapartida é o total de pessoas fora da força de trabalho que, em novembro, alcançou 888 mil pessoas, menor valor da série. Em julho, esse contingente chegou a 1,001 milhão.

Com os resultados de novembro, Sergipe passa a ter a taxa maior quarta de desocupação do país e a terceira maior do Nordeste. A maior taxa foi registrada no Maranhão (21,7%), seguido de Amapá (20,9%), Bahia (19,8%) e Sergipe (18,8%). A menor taxa foi registrada em Santa Catarina (7,6%).

Informalidade atingia 350 mil pessoas

Ainda sem muitas contratações no mercado de trabalho formal, a informalidade permanece em patamares elevados, alcançando cerca de 350 mil pessoas em novembro. O proxy da taxa de informalidade para o mês ficou em 45,1%. Por outro lado, o percentual de domicílios em que ao menos uma pessoa recebia auxílio emergencial passou a 53,6%, depois de ter atingido 57,8% em agosto.

Até novembro, 342 mil pessoas já haviam feito algum teste para o coronavírus

O número de pessoas que fez algum teste para o coronavírus chegou a 342 mil pessoas até novembro. Dessas 342 mil pessoas, 96 mil testaram positivo. Para efeitos da pesquisa, são considerados testes RT-PCR exames sorológicos para anticorpos e os chamados testes rápidos.

Número de pessoas que adotaram medidas de restrição continua em queda

Em novembro, 1,070 milhão ficou em casa e só saiu por necessidade básica. Esse número em outubro era 1,130 milhão. Houve queda também no número de pessoas que ficaram rigorosamente isoladas: de 297 mil em outubro para 238 mil em novembro. Pessoas que reduziram contato desde o início da pandemia, mas que continuaram saindo de casa e/ou recebendo visitas passaram de 777 mil em outubro para 883 mil em novembro. Outras 128 mil pessoas não fizeram nenhum tipo de restrição.

Para visualização das informações em gráficos, acesse https://public.flourish.studio/story/693321

Fonte: Unidade Estadual do IBGE em Sergipe