28/12/20 - 09:26:13

Governo atraiu eventos, atendeu mais de mil alunos e investiu em infraestrutura

Atividades esportivas foram impactadas pela pandemia e gestão estadual se reinventou ao promover competições, palestras e reuniões online

O ano de 2020 está chegando ao fim. Foi um ano atípico. Um ano de pandemia em que todos os segmentos da sociedade no mundo sofreram modificações, foram impactados. Alguns deles foram obrigados a mudar de procedimentos, a se reinventar, e com o Esporte não foi diferente. As atividades esportivas foram impactadas, mas continuaram para consolidar um 2021 de sucesso.

Cabe à Secretaria de  Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, por meio da Superintendência Especial de Esporte (SUPEE), elaborar e conduzir a política pública estadual de esporte, por meio de uma gestão de planejamento estratégico interligada com demais setores do Governo de Sergipe. E assim o órgão se comportou, mesmo no período de pandemia, provocado pelo novo coronavírus.

“Tivemos que nos reinventar. Promover competições, palestras e reuniões online. Foi uma transformação radical, mas o esporte não podia parar. Felizmente, conseguimos manter o mesmo ritmo de atividade, porém com uma nova configuração, uma nova dinâmica”, informou a superintendente especial de Esporte, Mariana Dantas, gestora dessa área no âmbito estadual.

Para levar essas atividades à frente, atendendo à demanda da sociedade, a SUPEE focou em quatro eixos: Captação de Eventos Esportivos, Alto Rendimento Esportivo, Infraestrutura Esportiva e o Desporto Educacional.

Competições adiadas

Entre as competições programadas para 2020, canceladas ou adiadas para 2021, podem ser citados os Jogos da Juventude, promovidos pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB); a Seletiva Gymnasíade, promovida pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE); os Jogos Universitários de Praia, promovidos pela Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU); e as Olimpíadas Especiais da APAE. Todas essas competições foram adiadas, remarcadas e já estão confirmadas para acontecer no decorrer do próximo ano. Juntas, elas provocarão um Impacto financeiro direto em Sergipe no valor de R$ 18.386.209,72 e investimento captados no valor R$ 26.900.000,00, com a presença de 15.712 participantes.

Em virtude da pandemia não foi possível a realização do simpósio para entidades esportivas nacionais, a fim de apresentar o destino Sergipe como sede de grandes eventos esportivos. Porém, foram realizadas reuniões específicas com entidades promotoras do esporte nacional, que resultou na captação dos eventos supramencionados.

Sergipe no Pódio

No que diz respeito ao Esporte de Alto Rendimento foi criado o programa “Sergipe no Pódio”, um programa de emissão de passagens para atletas e técnicos representarem o estado em eventos nacionais e internacionais. Em termos de apoios a patrocínios, a SUPEE se fez presente na distribuição de materiais esportivos, passagens aéreas, transportes rodoviários, serviços de apoio institucional, atendendo nessas ações a 16 municípios.

Sergipe se fez presente em oito estados com destaque, participando dos seguintes eventos: Brasileirão de Beach Soccer Adulto Masculino, Copa Brasil de Futsal masculino e feminino, Copa do Brasil de Futebol 7, Liga FUT 7, Copa Nordeste de Futebol de Base e Campeonato Brasileiro Júnior de Wrestling.

Está tramitando na Assembleia Legislativa o projeto de lei para criação do Fundo Estadual do Esporte e a proposta de auxílio emergencial às federações em razão da pandemia da covid-19, aguardando parecer.

Reformas e ampliações

No eixo da infraestrutura esportiva, foram grandes os avanços, como a conclusão da 1ª etapa da reforma do ginásio Constâncio Vieira, no valor de R$ 3.404.377,35 e início da segunda etapa, que tem valor total previsto de R$5.200.000,00. Conclusão da ampla reforma do Estádio Paulo Barreto de Menezes, em Lagarto, obra realizada em parceria com o governo federal, no valor total de R$ 3.555.224,87. Início e conclusão das obras de reforma do Estádio Adolfo Rollemberg, em Aracaju, no valor de R$ 500.000,00, com recursos próprios do tesouro estadual. A obra está concluída e será entregue à comunidade no mês de janeiro 2021.

Em parceria com o governo federal foi iniciada a obra do Campo de futebol de Nossa Senhora de Lourdes, com repasse no valor de R$ 498.892,83. O Parque Aquático Zé Peixe será reformado. A licitação já foi publicada, e o valor da obra está estimado em R$499.999,00, com recurso de emenda parlamentar. Também já foi publicada a licitação para reforma da quadra Geraldo de Oliveira, anexa ao Parque Aquático, uma obra estimada no valor de R$ 335.295,24.

Cuidados com a Arena Batistão

Apesar de todos os esforços diários para manutenção da Arena Batistão, o gramado foi acometido por pragas sazonais, que trouxeram uma crise para o futebol sergipano. Após diversas medidas para combate ao problema e recuperação do gramado como a consultoria técnica do engenheiro agrônomo da Emdagro e do departamento de engenharia da CBF, o problema foi sanado com a contratação emergencial de empresa especializada. Foi efetuada como serviço de rotina a manutenção diária e constante dos estádios e ginásios Ribeirão, Etelvino Mendonça e Parque dos Cajueiros.

Escolas de Esporte

No eixo do Desporto Educacional, pode-se citar a criação do Centro de Aperfeiçoamento de Esporte Escolar e incentivo ao desenvolvimento e crescimento das Escolas de Esporte Professor Kardec e Gerivaldo Garcia, as quais atendem a cerca de 600 jovens alunos atletas, com idade entre 6 e 17 anos na prática de 12 modalidades esportivas. Com a junção com o Centro de Aperfeiçoamento de Esporte Escolar, esse número aumentou para 1.000 alunos atletas e um total de quatro núcleos localizados nos bairros Santa Maria, Santos Dumont, Siqueira Campos e Bugio.

Os Jogos da Primavera 2020 foram cancelados em razão da pandemia. Mas antes da pandemia foram realizados os seguintes cursos de formação profissional: Lançamento da trigésima sétima edição dos Jogos da Primavera no Colégio Estadual; Vôlei de Praia em Itabaianinha com 30 participantes, e Badminton em Aracaju com 40 participantes.

A novidade durante a pandemia foi a realização de eventos e competições virtuais, a exemplo do torneio Karatê Virtual Escolar, Festival de Ginástica Rítmica Escolar, Desafio de Judô Virtual, Super Desafio, torneio de Xadrez Escolar Virtual e a campanha referente ao mês do Profissional de Educação Física.

Como se vê, foi um ano atípico, mas a SUPEE esteve sempre em atividade, não se deixou acomodar. Reinventou-se, mas não deixou a bola cair. As perspectivas para 2021 são as melhores possíveis.

“Vamos executar os eventos captados. Aqui teremos mais de 15 mil atletas nas disputas de várias modalidades esportivas. Vamos entregar o estádio Adolfo Rollemberg, vamos iniciar a reforma do Parque dos Cajueiros. O Estado fará grandes investimentos na infraestrutura esportiva. Daremos sequência a todas as ações de fomento e desenvolvimento do desporto educacional. Teremos a ampliação das nossas escolas de esporte, que já funcionam muito bem. E por fim, daremos andamento aos projetos de apoio às federações esportivas”, concluiu Mariana Dantas.

Fonte e foto assessoria