30/12/20 - 08:02:35

Já vão tarde

Por Adiberto de Souza

Em 44 municípios sergipanos os atuais prefeitos só têm até esta quinta-feira para concluírem a arrumação das gavetas e darem no pé. Muitos deixarão uma herança maldita para os sucessores. Nas cidades onde as administrações foram catastróficas, a população festeja a chegada dos novos gestores, esperando que eles consertem os erros e recoloquem as prefeituras nos trilhos. Não será tarefa fácil, pois, além das dificuldades financeiras, receberão a crise da saúde provocada pela pandemia, uma praga que já matou quase 200 mil brasileiros. Só em Sergipe já são quase 2.500 óbitos. A expectativa é que, apesar do negacionista Jair Bolsonaro, o Brasil comece a vacinar contra a Covid-19 na metade do 1º semestre. Caso isso ocorra, os novos prefeitos poderão pensar em organizar as administrações a partir de julho, visando terminar 2021 com as casas mais ou menos arrumadas. Aqueles que conseguirem esse feito, poderão começar a pagar as promessas de campanha em 2022, de olho na reeleição dois anos depois. Quem não conseguir sair do atoleiro, vai penar até o dia do bota fora, em 31 de dezembro de 2024. Misericórdia!

No estaleiro

A vice-governadora Eliane Aquino (PT) contraiu coronavírus pela segunda vez. A primeira foi em maio passado quando ela, uma irmã e a mãe testaram positivo para a covid-19. A petista informou que os sintomas são leves e que se encontra em isolamento social. Eliane voltou a pedir aos sergipanos para redobrarem os cuidados: “Compreendam que, mesmo já tendo sido infectado pelo coronavírus, é possível testar positivo novamente”, disse, citando ela mesmo com exemplo. Melhoras!

Saco de gatos

O MDB parece mais uma orquestra desafinada. Enquanto o deputado federal Fábio Reis, presidente estadual do partido, se esforça em busca da união, algumas lideranças querem ver a sigla pelas costas. Os deputados estaduais Garibalde Mendonça e Zezinho Guimarães só não deixam ainda a legenda para não perderem os mandatos. O ex-governador Jackson Barreto é outro com as malas prontas. Ele não aceita ver o seu MDB velho de guerra paparicando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Crendeuspai!

Muda de mãos

O ex-deputado federal André Moura (PSC) confirmou ter tomado o comando do PSL do deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB). Moura pretende deixar a presidência do partido dos peixinhos para se filiar à sua nova legenda. Falastrão enquanto candidato a prefeito de Aracaju, Rodrigo ainda não deu um pio sobre a perda do PSL, que estava sendo dirigido pelo irmão Fábio. Aliás, se não souber tanger o gado, o mancebo corre o risco de perder também a direção do PTB sergipano. Marminino!

QI de quem indica

Conselho a quem sonha em conseguir um bem pago emprego federal em Sergipe: procure os deputados federais Valdevan Noventa (PSC), Gustinho Ribeiro (SD), Laércio Oliveira (Progressistas), Fábio Reis (MDB) e Bosco Costa (PL). Apoiadores do governo Bolsonaro, estes parlamentares dispõem do QI de quem indica. Portanto, sem o “taokey” deles o suplicante não punga num bom cargo comissionado federal nem que a vaca tussa. Arre égua!

Só rindo!

Vira e mexe, o Tribunal de Contas de Sergipe critica e promete punir prefeitos com salários superiores a R$ 20 mil. De fato, é um absurdo ver gestores de municípios pobres abocanhando tanta grana. O problema é que quem ganha um xibilhão, como os distintos conselheiros do TCE, não tem moral para chamar os prefeitos de marajás. É o sujo falando do mal lavado. Cruz, credo!

Fica para depois

A pandemia da Covid-19 fez o PSB adiar o congresso nacional marcado para o início de 2021e que visava renovar suas direções nacional e estaduais. Com essa decisão, ficam mantidas todas as executivas, a exemplo da de Sergipe, que é presidida pelo ex-deputado federal Valadares Filho. O pai dele, ex-senador Antônio Carlos Valadares também permanece como membro da direção nacional do PSB até segunda ordem. O partido só pretende realizar o próximo congresso no 2º semestre de 2021, quando espera que a vacina já tenha reduzido a propagação do coronavírus no Brasil. Tomara!

Viola no saco

Comenta-se nas esquinas de Sergipe que o governo falhou feio ao não rebater os ataques ao seu antipático projeto de lei dobrando as taxas cobradas pelo Detran. Enquanto a oposição fazia o maior escarcéu nas redes sociais contra a propositura, o Executivo assistia a tudo pianinho. Segundo ainda as línguas ferinas, o desgaste à imagem do governador Belivaldo Chagas (PSD) e dos deputados governistas teria sido bem menor se as críticas da oposição tivessem sido respondidas à altura e em tempo hábil. Como já dizia Chacrinha, quem não se comunica se trumbica. Home vôte!

Abaixo o preconceito!

Pesquisa de “Gênero e Número” mostra que 51% dos LGBT+ já sofreram algum tipo de agressão. Entre quem disse ter sido vítima, as mulheres lésbicas foram o maior grupo (57%), seguidas por trans e travestis (56%), gays (49%) e bissexuais (44,5%). Segundo a consulta popular, as formas mais comuns de agressão foram violência verbal (94%), tratamento discriminatório (56%), assédio moral (54%) e violência física (13%). Desconjuro!

Hora da colheita

O prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), termina o mandato inaugurando obras. Estão agendadas para esta quarta-feira, as inaugurações de um Centro de Iniciação ao Esporte, duas Unidades Básicas de Saúde e um Centro de Referência da Assistência Social. No convite à população para prestigiar os eventos, Valmir afirma que “vamos encerrar a nossa gestão com trabalho”. Então, tá!

Presente musical

E o ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) está festejando a chegada de 54 novos instrumentos musicais para a Filarmônica Euterpe Maruinense. É que o presente de Natal aos músicos foi possível graças à uma emenda parlamentar apresentada pelo tucano. Composta por 40 integrantes e mantendo uma escola com 35 alunos, a filarmônica de Maruim tem como maestro o competente Beethoven Sales. Maravilha!

Recorte de jornal

Publicano no jornal Correio de Aracaju, em 31 de janeiro de 1920.