31/12/20 - 09:18:17

CONTINGÊNCIA: ENERGISA SERGIPE SE PREPARA PARA PERÍODO CHUVOSO DE 2021

 

Empresa se planeja com antecedência e investe em tecnologias e intensifica investimentos no sistema elétrico para enfrentar o período de chuvas; Empresa possui plano de contingência para atuar durante situações climáticas mais severas.

Apesar de estarmos em pleno verão, a Energisa Sergipe já se prepara para minimizar os impactos que o período chuvoso de 2021 poderá trazer para o fornecimento de energia de seus clientes. De forma planejada, a empresa realiza com antecedência treinamento de equipes, investimentos em tecnologia e manutenção, além de utilizar ferramentas que permitem o monitoramento do clima 24h por dia.

“O volume de ocorrências no período de chuvas naturalmente se eleva em relação ao período seco uma vez que, os efeitos das chuvas, as descargas atmosféricas e principalmente os ventos fortes, que são capazes de lançar objetos sobre as redes de energia, podem provocar queda de árvores e galhos sobre carros e casas. No ano de 2020, o número de ocorrências no período úmido foi 7% maior que o verificado no ano de 2019. Esse aumento se justifica pela maior quantidade de descargas atmosféricas, uma vez que, através dos nossos sistemas de monitoramento desenvolvidos através de em parceria com o INPE, registramos mais de 8,5 mil na área de concessão da Energisa Sergipe este ano, um aumento de 42% em relação ao ano passado”, explica o gerente do Departamento de Operações da Energisa Sergipe, Daniel Flor.

Monitoramento do tempo

O Grupo Energisa conta com uma ferramenta de Alerta de Situação Climática, denominada NetClima, que está presente em todas as unidades do Grupo.  Ela realiza o monitoramento em tempo real de tempestades severas como chuvas intensas, rajadas de vento muito fortes, o que possibilita às distribuidoras mobilizar suas equipes com antecedência para atender à população com mais agilidade.

Além deste sistema de monitoramento, o sistema elétrico conta também com equipamentos automatizados, que permitem manobras a distância, diretamente do Centro de Operações da distribuidora, garantindo mais agilidade na recomposição do sistema.

Planejamento e Equipes preparadas

Para enfrentar as emergências e minimizar os efeitos, a Energisa conta com o plano de contingência e treinamento das suas equipes. Este planejamento define as responsabilidades, de forma a orientar, facilitar, agilizar e uniformizar as ações necessárias para que a empresa atue com agilidade diante das situações adversas como tempestades, queda de árvores, erosões, dentre outras situações que causam impactos ao sistema elétrico.

“A empresa conta com equipes treinadas e mobilizadas para atender à população o mais rápido possível em casos de interrupções de energia, além de recursos e equipamentos necessários para o enfrentamento dessas situações, garantindo o restabelecimento de energia o mais rápido possível com segurança e eficiência”, afirma Daniel.

De acordo com o planejamento anual, as equipes realizam uma simulação para colocar em prática o Plano de Contingência. O objetivo é estar preparado para situações adversas e avaliar o desempenho de todas as áreas envolvidas, diante destas simulações de situações de emergência. Entre as ações do simulado estão: o acionamento de todas as frentes de trabalho, que devem executar as ações previstas no Plano; simulação de manobras pelo Departamento de Operações; simulação de perda de infraestrutura e inoperância do Centro de Operações, que monitora todo o sistema elétrico entre outras.

Investimentos em tecnologias e manutenção

Para amenizar os transtornos que o período chuvoso traz para os seus clientes, a Energisa investe constantemente em tecnologias que têm a capacidade de recompor o sistema elétrico de forma automatizada, ou seja, com mais agilidade e segurança. “Com essas tecnologias, quando temos ocorrências durante chuvas, conseguimos manobrar de forma remota (à distância) o trecho afetado pela falta de energia. Para isso, isolamos o defeito e reduzimos o número de clientes impactados”, destaca o gerente. Ele lembra ainda que, nos casos de danos físicos com a rede, provocados por postes derrubados, árvores caídas e cabos rompidos, o tempo de atendimento pode aumentar, por conta da complexidade da ocorrência.

Outra frente que minimiza os impactos da chuva é a manutenção constante das redes de distribuição. A Energisa realiza inspeções periódicas nas redes utilizando: equipes presenciais; drones em locais permitidos e de difícil acesso; veículos que realizam a inspeções termográfica e visual da rede elétrica através de sensores, capazes de identificar possíveis problemas ao longo da extensão da rede.  “Associado a essas ações estamos sempre com as equipes em campo, fazendo o trabalho de manutenção com base no levantamento realizado durante a inspeção. Fazemos podas em árvores que estão em contato com os fios, limpeza de faixa, obras de ampliação/melhoria de rede, substituição de equipamentos, enfim, é um trabalho minucioso, alinhado ao nosso plano anual de manutenção preventiva, que prepara o sistema para o período de chuvas”, explica o gerente de Construção e Manutenção, Wilton Leal.

A população deve também deve ficar atenta a cuidados importantes: em caso de tempestades, retire todos os aparelhos eletrônicos das tomadas e evite contato com objetos de estrutura metálica que estejam ligados à eletricidade, como fogões, geladeiras e torneiras. Se estiver na rua, procure um lugar seguro e não se aproxime de cabos partidos. Em caso de urgência, entre em contato a Energisa pelas redes sociais, pelo aplicativo Energisa On, pelo site www.energisa.com.br ou pelo Call Center 0800 079 0196.

Fonte e foro assessoria